conecte-se conosco


Tecnologia

Vendas online na quarentena: veja o que está bombando nos e-commerces

Publicado


source
e-commerces arrow-options
Unsplash

Veja o que mais está sendo vendido online


Com o isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), é natural que as vendas online aumentem. Mas se engana quem pensa que só alimentos e remédios teriam mais demanda neste período. De acordo com uma pesquisa realizada pela Konduto, antifraude de pagamentos online, os brinquedos se destacaram bastante. 

Em comparação com o início do mês de março, o período entre os dias 15 e 24 registrou um aumento de 643% nas vendas de brinquedos em e-commerces . Os supermercados ficaram em segundo lugar, com alta de 448% nos pedidos. 

Leia também: Em forma na quarentena: os 6 melhores aplicativos para treinar sem sair de casa

Tom Canabarro, CEO da Konduto, acredita que os clientes procuraram garantir entretenimento durante o período de isolamento social. “O crescimento de segmentos que vendem produtos básicos online, como farmácias e supermercados, já era esperado diante das medidas de quarentena e isolamento. Por outro lado, os consumidores se preocuparam em garantir entretenimento para todas as idades no período, vide o avanço de brinquedos e games online”, afirma. 

Depois de brinquedos e supermercados, o setor que mais cresceu durante a quarentena foi o dos artigos esportivos , com alta de 188%. Os pedidos de halteres, colchonetes, tapetes de ioga e até equipamentos como elípticos e bicicletas ergométricas cresceram, indicando que as pessoas estão buscando manter a saúde mesmo dentro de casa. 

Aa farmácias ficaram em quarto lugar nessa lista, com aumento de 75% nas vendas. Em seguida, vieram os games online (58%) e os aplicativos de entrega (56%).

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Microsoft Teams aumenta limite e permite 300 usuários por videochamada

Publicado


source

Olhar Digital

Microsoft Teams
Unsplash

Microsoft Teams amplia número de usuários em videoconferência


Aplicativos de videoconferência nunca foram tão populares como durante a pandemia da Covid-19 , e essa nova onda também tem gerado novas demandas. Como resultado, a Microsoft confirmou que vai ampliar o limite de participantes em uma chamada do Teams: de 250, ele chegará a 300, o que pode atender melhor empresas de grande porte que estão lidando com trabalho em home-office .

Leia também:

Zoom planeja criptografia mais forte apenas para usuários pagantes; entenda

Microsoft Teams registra mais de 4 bilhões de minutos em reuniões por dia

Cuidado: hackers se passam por Zoom e Google Meet para atingir vítimas

Segundo o Microsoft 365 Roadmap, plataforma da empresa para atualizar clientes sobre as novidades a caminho dos aplicativos do pacote, a ampliação do limite será ampliada ainda durante o mês de junho. O site aponta, como percebeu o site OnMSFT , que o recurso chega para “ajudar a atender às necessidades de comunicação e reuniões de clientes”.

A Microsoft , no entanto, havia liberado conferências com até 350 participantes, mas essa mudança era temporária e experimental, implementada como forma de testar os limites do sistema. Agora, no entanto, a ampliação de capacidade será formal, mas um pouco abaixo do que a empresa verificou em seus testes.

O aplicativo também mudará a forma como lida com o número de pessoas na tela. Atualmente, o Teams mostra apenas 9 pessoas por vez, mas essa capacidade máxima deve ser ampliada para 49, o que deve aproximá-lo do Zoom , um dos concorrentes que mais ganharam força durante a pandemia de Covid-19 .

Apesar da confirmação do aumento do número de pessoas na tela ao site CRN , a Microsoft não deu um prazo para que isso entre em prática.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas