conecte-se conosco


Economia

“Véio da Havan” diz que não sabe “o que é fake news”

Publicado


source
Luciano Hang
Reprodução

Luciano Hang, chamado de “véio da Havan” por seus adversários, é alvo de duas investigações ligadas á disseminação de fake news.

O empresário Luciano Hang , dono das lojas Havan e um dos principais apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, disse que não sabe “o que é uma fake news”. A declaração foi dada por Hang durante uma entrevista ao jornal Estado de S. Paulo.

Quando foi questionado sobre as acusações de ter financiado um esquema de disseminação de fake news, Hang, que é chamado de “véio da Havan” por seus adversários, disse que a forma como as pessoas enxergam os fatos varia.

“Eu nem sei o que é uma fake news. O que é uma fake news? Um fato tem várias versões. A versão que você encampa depende do lado que você está”, afirmou.

Ele também disse que, durante as eleições de 2018, fez vídeos para apoiar Bolsonaro e negou que tenha disseminado fake news. “Simplesmente atuei em grupos de WhatsAapp que eu montei. Fiz muitos vídeos, que eu publicava nas minhas redes pessoais do Instagram e do Facebook. O que eu produzi de conteúdo coloquei nas minhas redes. Então, estou muito tranquilo, porque não produzi nenhuma fake news.”, disse.

A pergunta fazia referência às investigações realizadas contra o empresário. Hang é alvo do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF) e de uma outra investigaão no Tribunal SUperior Eleitoral (TSE) por impulsionamento de mensagens no Whatsapp.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Enel: consumidores que reclamarem até dia 31 terão parcelamento automático

Publicado


source
enel
Divulgação

Veja os direitos garantidos do consumidor com a conta de luz em SP

Depois de ser autuada por  práticas abusivas nas contas de luz, a Enel de São Paulo fechou um acordo com o Procon-SP para resolver as quase 55 mil reclamações registradas. Foi decidido que todos os consumidores que reclamarem sobre a companhia no Procon-SP até o dia 31 de agosto terão o parcelamento automático em 12 vezes dos débitos em aberto.

Além disso, deve ser esclarecido o aumento exagerado nas contas de luz, e as filas nos postos de atendimento da distribuidora de energia devem terminar. O acordo diz que os consumidores devem reclamar no  site do Procon ou pelo aplicativo Procon-SP.

Veja todos os direitos garantidos no acordo entre Enel e Procon:

1. Todos os consumidores que reclamarem no Procon-SP até o dia 31/8, terão direito ao parcelamento automático em até 12 vezes de todos os seus débitos junto à Enel, não apenas dos relacionados às contas de junho e julho de 2020, e sem exigência de documento de confissão de dívida;

2. A Enel se compromete a não efetuar o corte de energia dos consumidores que registraram reclamação no Procon-SP, enquanto os valores cobrados estiverem em análise;

3. A Enel também se compromete a realizar atendimentos sobre dúvidas nas contas mediante prévio agendamento para todos os consumidores, independente das reclamações registradas no Procon-SP, e evitar as filas numerosas presenciadas nos últimos dias, mediante fiscalização da fundação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas