conecte-se conosco


Tecnologia

Usar Torrent é perigoso? Assunto vira polêmica no Twitter; confira

Publicado


source
Torrent
Reprodução

Torrent é muito usado para consumo de pirataria


O termo Torrent é um dos mais comentados no Twitter na tarde desta sexta-feira (10), depois que um vídeo foi publicado recomendando que usuários não usem o protocolo. O vídeo foi publicado pelo InfoPreta , empresa de tecnologia criada por mulheres negras e LGBTs. 


Torrent é um protocolo de transferência de arquivos, que permite que as pessoas façam upload e download. Ele é muito utilizado para consumir pirataria , facilitando o download de filmes e séries.

No vídeo divulgado pelo InfoPreta , Moniquinha, uma das integrantes da empresa, orienta que as pessoas não façam downloads por Torrent para garantirem sua privacidade de dados. “O Torrent dá para baixar muita coisa, mas dá também para você baixar vírus, malwares. E aí as pessoas terem acesso ao seu dispositivo, seu computador, e acabam roubando seus dados”, afirma. 

Na publicação, a empresa ainda ressalta que não incentiva o uso de Torrent devido à pirataria . “Além disso também não incentivamos o uso de torrent por uma outra questão: é pirataria”, diz o post. Assista ao vídeo:


A repercussão

Depois da publicação, o vídeo foi bastante criticado no Twitter . A maioria das pessoas diz que a pirataria democratiza a cultura e que, se tomados os cuidados necessários, o uso de Torrent não é perigoso. Veja alguns tuítes: 








Além da repercussão negativa, algumas pessoas defenderam o vídeo da InfoPreta:



A própria empresa também se defendeu dizendo que muitas pessoas não têm o acesso a informações sobre como utilizar Torrent com segurança. Nesses casos, afirma o InfoPreta, a melhor opção é não utilizar o protocolo para consumir pirataria. 


Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Tudum: veja como o som da Netflix foi feito e o que uma cabra tem a ver com isso

Publicado


source
Netflix
Unsplash/freestocks.org

Entenda como foi criado o som inicial da Netflix


O som ‘tudum’ da  Netflix  se tornou um dos áudios mais distintos e conhecidos do mundo, alcançando milhões de assinantes que acessam o serviço todos os dias. Mas o que permanece é o mistério de como ele foi criado. Dallas Taylor, apresentador do podcast Twenty Thousand Hertz, parece ter descoberto o segredo.

A criação do logotipo em áudio foi liderada por Todd Yellin, vice-presidente de produto da Netflix . A ideia dele era criar um som que fizesse as pessoas pensarem que estão prestes a “receber um presente”. Como estamos em uma era em que tudo é muito rápido, essa criação deveria ser curta e mais cinematográfica que eletrônica.

Para ajudar com isso, Yellin contratou Lon Bender, designer de som famoso em Hollywood. Após muito trabalho de criação, as possibilidades foram reduzidas a 20 ou 30 clipes de áudio vindos de diferentes instrumentos e efeitos.

Por um tempo, a equipe ficou entusiasmada com a ideia de incluir o som de uma cabra ao fim do ‘tudum’, mas a possibilidade foi rejeitada. Além disso, falou-se em utilizar um efeito do tipo subaquático borbulhante.

Após mais algumas eliminações, os selecionados foram tocados para grupos de pessoas que não tinham ideia para o que seriam usados. Após ouvir todos os candidatos, a maioria sugeriu o que conhecemos, pois alegaram que era o único que remetia a filmes.

Composição

Agora a parte mais interessante. O som principal do logo é composto por uma gravação de Lon Bender batendo sua aliança de casamento contra um armário, com o clipe tendo sua velocidade diminuída. No entanto, foi decidido que um elemento musical também era necessário para dar um “tom” final.

É aqui que o designer de som Charlie Campagna entra na história. Nos anos 90, ele criou uma música de 30 segundos usando sua guitarra elétrica conectada a um processador de efeitos. O trecho continha seções de guitarra invertida, uma das quais foi isolada e usada no efeito final da plataforma.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas