conecte-se conosco


Na Capital

Posto de atendimento integrado estende serviços à região Sul

Publicado

O prefeito Emanuel Pinheiro inaugurou um ponto de atendimento da Prefeitura de Cuiabá no Complexo Silva Freire, na sexta-feira (8). A unidade, localizada no bairro Vista Alegre, Coxipó,concentra atendimentos para o Sistema Nacional de Emprego (Sine Municipal), Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac), Procon e da Secretaria de Meio Ambiente. 

 
Assim os moradores da região terão acesso facilitado a serviços como busca por emprego; entrada no seguro desemprego; solicitação de carteira de trabalho; pagamento de Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), emissão de alvarás e licenciamentos; e  direitos do consumidor. 
 
De acordo com Pinheiro, esta é uma forma de democratizar o atendimento do poder público, estendendo suas ações às regiões mais afastadas do Centro. “Se o cidadão não pode ir até a Prefeitura, não tem problema, a Prefeitura vem até ele. Este é o papel de uma gestão humanizada, que pensa na cidade, mas, sobretudo, naqueles que nela vivem”, disse. 
 
A titular Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, lembra que no local já funcionava uma unidade do Sine Municipal, que seria reformada. “O prefeito teve então a ideia de transformar o ponto em um posto de atendimento integrado, decentralizando nossas ações e trazendo mais comodidade e agilidade no trabalho prestado.”
 
A obra é fruto de parceria entre as Secretarias de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico; Fazenda; Ordem Pública; Meio Ambiente e Serviços Urbanos.No local também funciona o ambulatório da Policlínica do Coxipó e a Creche Municipal Silva Freire, que dá nome ao Complexo. 
 
Também participaram do evento o secretário de Fazenda, José Roberto Possas; o secretário adjunto de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Ernesto Barbosa; e os vereadores Orivaldo da Farmácia e Luiz Claudio. 

Comentários Facebook
publicidade

Na Capital

Câmara abre diálogo com Executivo para viabilizar flexibilidade no funcionamento do comércio na Capital

Publicado


.
Câmara Municipal de Cuiabá

A Câmara Municipal de Cuiabá irá interceder junto ao Executivo Municipal a fim de garantir a flexibilidade do decreto que determinou o fechamento das atividades comerciais na Capital como forma de combate ao novo Coronavírus (Covid-19).&nbsp
A medida é reflexo de uma reunião realizada na última sexta-feira (03), com representantes de diversas entidades ligadas ao comércio do município.
Além do presidente do Legislativo Cuiabano Misael Galvão (PTB), também participaram do encontro os vereadores Luis Claudio (Progressistas), Toninho de Souza (PSD) e Orivaldo da Farmácia.
Atualmente, apenas os empreendimentos que exercem atividades consideradas fundamentais estão autorizados a abrir as portas, como supermercados, farmácias, posto de combustível e oficina mecânica.
Diante disso, as entidades protocolaram um ofício na Casa de Leis, no qual externam a preocupação com os efeitos na economia e suas consequências em relação manutenção de empregos e a própria sobrevivência das atividades.
O documento é assinado pelos diretores da Fecomércio, FIEMT, Facmat, FCDL, CDL Cuiabá e ACC. Nele, os dirigentes apresentaram algumas sugestões que visam amenizar o impacto da pandemia no comércio.
Dentre as sugestões, está à liberação do comércio e serviços em horário reduzido de funcionamento das 9h às 17h, além do retorno ao horário normal de funcionamento de supermercados e lojas de conveniências, esta mantendo o sistema de pegue e leve.
Além disso, solicita ainda a liberação para funcionamento normal de restaurantes com limite de capacidade em 50% ou que tenham no mínimo 1,5m de distância entre as mesas. Neste mesmo sentido, pede o retorno das feiras livres, com o devido acompanhamento da fiscalização evitando aglomeração.
No que tange ao transporte coletivo, as entidades pleiteiam o aumento de 30 para 50% da frota, com restrição de capacidade, a fim de evitar aglomerações.
Por fim, ainda ratificam o pedido que já foi feito pelo Legislativo Cuiabano de postergar o pagamento do IPTU por 90 dias e suspender o recolhimento de ISS até que dure a pandemia.
Para Misael, a flexibilidade do decreto é necessária, uma vez que tem causado prejuízo a diversas famílias, e ainda irá refletir em uma queda brusca na arrecadação do município.&nbsp
“O prefeito tem deixado aberto o diálogo e vamos levar a discussão para que o prefeito possa flexibilizar. Entendemos que temos que cuidar da saúde, mas não podemos esquecer de quem gera emprego, gera renda, quem contribuir com a cidade. Então, temos que chegar a um consenso para que fique bem para todos”, finalizou.

Kamila Arruda – Câmara Municipal de Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas