conecte-se conosco


Policial

Polícias Civil e Militar prendem mulher acusada de matar tio deficiente em Campinápolis

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma mulher acusada de tirar a vida do tio deficiente físico foi presa em flagrante em ação conjunta da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar realizada na terça-feira (23.10), em Campinápolis (658 km a Leste). A suspeita, Mariza Mendes de Souza Pena, 44, estava embriagada no momento do crime e utilizou as muletas do tio para assassinar a vítima.

O homicídio que vitimou, Antonio Donizete da Silva, 63, aconteceu por volta das 20h30 na residência da vítima, no bairro Setor União, em Campinápolis. Assim que foram acionadas, as equipes da Polícia Civil e Militar foram até o local, onde encontraram a vítima deitada na cama, já sem vida, com lesões no supercílio e na face esquerda.

Imediatamente, os policiais iniciaram as diligências e através de oitivas de testemunhas descobriram que a sobrinha da vítima (Mariza) estava no local momentos antes do crime, consumindo pinga com o seu tio. Segundo informações, a suspeita estava muito alcoolizada e alterada. Uma testemunha contou que chegou a ir até a casa por volta das 22 horas, momento em que viu a vítima ensanguentada em cima da cama com as mãos sujas de sangue.

Leia mais:  Polícia Civil prende mulher por tráfico de drogas em Alto Boa Vista

Com base nas informações, as equipes saíram em diligências em busca da suspeita, conseguindo encontrá-la seguindo na garupa de uma motocicleta, nas proximidades do lixão, na saída para Nova Xavantina. Logo na abordagem, os policiais deram voz de prisão a acusada, que interrogada, confessou o crime e disse que utilizou as muletas do tio para executá-lo.

Segundo a suspeita ela e o tio estavam ingerindo bebida alcoólica quando iniciaram uma discussão e o tio caiu no chão. Ela levantou o tio e o colocou na cama, porém a vítima continuou as provocações e pedidos por mais pinga, momento em que ela pegou a sua muleta e efetuou vários golpes contra a cabeça do tio. Mariza contou que ao perceber que o tio estava desfalecido, tentou reanimá-lo, porém ele já estava sem vida.

Diante da situação, a acusada foi conduzida a Delegacia de Campinápolis, onde foi lavrado  o flagrante pelo crime de homicídio qualificado.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil apreende 17 quilos de maconha e prende um suspeito em Várzea Grande   

Publicado

por

Assessoria/PJC-MT

Durante diligências na manhã deste sábado, equipes da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) apreenderam 17 quilos de maconha tipo skank e prendeu uma pessoa em flagrante suspeita pelo comércio de entorpecentes . A apreensão foi realizada em uma casa no Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

Além da maconha, os policiais apreenderam substâncias utilizadas para mistura ao entorpecente, embalagens e apetrechos para a distribuição de drogas, celulares e uma motocicleta.

A equipe da delegacia localizou a residência após investigações que apontavam a casa como um provável ponto utilizado para o tráfico de entorpecentes. Durante a ação foi constatado que a residência é um ponto de armazenagem, empacotamento e distribuição de entorpecentes.

A droga e os materiais apreendidos foram encaminhados à DRE. O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira autuou o suspeito em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O suspeito confessou que estava sendo pago para cuidar da droga. Ele foi encaminhado para audiência de custódia na justiça.

As diligências continuam para apurar se há envolvimento de outras pessoas com o comércio de drogas na região.

Leia mais:  Homem com várias passagens é preso em hotel de Cuiabá

Denúncia

A Polícia Civil tem o serviço de denúncia pelo número 197 e também um canal exclusivo via WhatsApp para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas: (65) 9 9989-0071. O sigilo é absoluto.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas