conecte-se conosco


Policial

Policiais civis garantem pódio no 1º Campeonato de Parajiu-jitsu em Barra do Garças

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Os investigadores de polícia, Amarildo Fernandes e Adão Lopes, participaram do primeiro evento de Parajiu-jitsu, na modalidade Nogi (sem Kimono), realizado na entre os dias 18 e 19 de janeiro, em Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

O evento, promovido pela Federação Brasileira de Jiu-jitsu Paradesportivo, é considerado um marco histórico da arte suave e aconteceu no tatame da Gracie Barra Prêmio, sob a responsabilidade de líderes da inclusão social do mundo.

Os dois investigadores participantes da competição subiram ao pódio, obtendo excelente resultado para a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu e representando a Polícia Civil de Barra do Garças. O investigador, Amarildo Fernandes, foi o campeão da categoria B, Nogi (sem kimono) e segundo lugar categoria absoluto também na categoria Nogi. 2º lugar categoria B, parajiu-jitsu e o 3º lugar categoria absoluto.

Já o investigador, Adão Lopes, conquistou o segundo lugar na categoria máster 1, azul, até 90 quilos, Pelo grande desempenho, a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu também levou o 3º lugar entre equipes.

Para Amarildo, que aos dois anos de idade, se tornou portador de visão monocular, através do esporte é possível perceber a capacidade de ir além, independente de qualquer adversidade, pois a vontade de vender e superar faz que atleta seja referência de resiliência e superação.

“Apesar das dificuldades, nunca perdei a esperança que algo maravilhoso aconteceria em minha vida. É o grande dia de fazer história no mundo do parajiu-jitsu, me sinto honrado em ser o primeiro paratleta a lutar um evento desse nível, juntamente a outros grandes guerreiros, cada um com sua história de superação”, disse o investigador.

Os investigadores idealizam um projeto futuro pra atender menores sem condições financeiras, incentivando a prática de esportes, através das artes marciais.

Um atleta na categoria B – (blind) se espelha em samurai ….“Para nós, um pequeno incômodo nos olhos, um simples cisco, é capaz de gerar grandes frustrações. Para eles, ser completamente incapaz de enxergar os torna capaz de ser letal perante seus oponentes”, completou o policial.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Jovem é preso com arma e centenas de munições em São José do Rio Claro

Publicado


.

Assessoria | PJC-MT

Centenas de munições de diferentes calibres e uma arma de fogo foram apreendidas, na manhã desta segunda-feira (06.04), em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar de São José do Rio Claro (315 km a Médio Norte de Cuiabá).

O material foi encontrado em poder de um jovem, de 18 anos, que foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições.  As diligências iniciaram após as equipes policiais serem acionadas para atender a ocorrência de uma pessoa que estava realizando disparos de arma de fogo.

No caminho para endereço, os policiais conversaram com testemunhas que relataram que o jovem chegou em casa visivelmente nervoso e que foi para cozinha e de lá saiu com a arma de fogo em mãos, apontando a todo momento em direção aos pais.

Diante das informações, os policiais cercaram a residência, porém o suspeito não obedeceu a ordem de saída. Quando os policiais iam entrar na casa, o jovem apareceu na porta e questionado, disse que não havia efetuado nenhum disparo de arma de fogo.

Em buscas no interior da casa, foi apreendido no quarto do investigado algumas munições, calibre 14 e.45. Nos fundos da residência, os policiais avistaram um amontoado de terra fofa, onde estava enterrada uma sacola com diversas munições de diferentes calibres.

Também do lado de fora da casa, foi encontrada a arma de fogo, calibre 38, cromada escondida em uma mesa.

Entre o material apreendido na casa estava 30 munições calibre 12 intacta;, 23 cápsulas de munição calibre 14; 154 munições calibre . 45; duas  cápsula de munição calibres 32, 36;sete munições calibre 38 intactas e duas deflagradas; 142 munições  de calibre indefinido; 92 munições calibre 22; sete caixas de espoleta, uma munição calibre 20; caixas de espoleta para cartuchos calibres 12,16, 20 e 28 contendo 625 espoletas; 02 caixas de munição de chumbo 5,5 (arma de pressão).

Diante das evidências, a arma e todas as munições foram apreendidas e o suspeito conduzido a Delegacia de São José do Rio Claro, onde após ser interrogado pelo delegado Marcelo Henrique Maidame, foi autuado em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas