conecte-se conosco


Nacional

Polícia investiga afogamento e mortes de trigêmeos em rio

Publicado

três crianças arrow-options
Arquivo pessoal / Família Brum

Trigêmeos moravam na cidade de Alto Piriqui

A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul abriu inquérito para investigar a morte de três pessoas por afogamento e o desaparecimento de outra no Rio Paraná , na cidade de Mundo Novo. Um homem de 47 anos, identificado como Marcos Roberto de Campos, o filho dele, de 14 anos, e os três amigos do garoto, trigêmeos de 13 anos, foram nadar em um local chamado de “Prainha do Sol” quando foram levados pela correnteza.

O menino de 14 anos conseguiu sair da água, mas as outras quatro vítimas se afogaram Os corpos do homem de 47 anos e de Giovane Neves Brum e Bruna Neves Brum, irmãos, foram encontrados, mas a terceira irmã, Bianca Neves Brum, continua desaparecida.

Leia também: Homem morre em rio após salvar crianças de afogamento

Mesmo sem a confirmação da morte da terceira garota, a prefeitura de Alto Piriqui, onde os trigêmeos moravam, decretou luto oficial de três dias pelos “filhos adotivos da comunidade piquiriense”. O local no qual o afogamento ocorreu não tinha salva-vidas.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Juiz decide que dinheiro de partidos deve ir para combate ao Covid-19

Publicado


source

Agência Brasil

covid-19 arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Nas ruas do Rio de Janeiro, pessoas se protegem contra o novo coronavírus

O juiz Itagiba Catta Preta, da Justiça Federal em Brasília, autorizou hoje (7) que recursos públicos destinados a partidos políticos sejam aplicados no combate ao novo coronavírus . Cabe recurso contra a decisão.

Leia também: São Paulo tem 17 mil exames suspeitos para Covid-19 na fila

A liminar do magistrado foi motivada por uma ação popular protocolada por um advogado do Distrito Federal. Pela decisão, os recursos do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) devem ser bloqueados para serem usados em campanhas para o combate à pandemia ou para “amenizar suas consequências econômicas”. A decisão final caberá ao chefe do Executivo, o presidente Jair Bolsonaro , de acordo com o juiz.

O valor previsto para o financiamento das campanhas nas eleições de outubro é de R$ 2 bilhões. No caso do Fundo Partidário, o valor pago em fevereiro foi de aproximadamente R$ 70 milhões.

No ano passado, os partidos receberam cerca de R$ 720 milhões. O repasse do fundo partidário está previsto em lei, sendo depositado mensalmente para manutenção das legendas.

Leia também: Durante pandemia, Minas Gerais flexibiliza distanciamento social em 150 cidades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também deve decidir a questão em breve. Ontem (6), o relator do caso, ministro Luiz Felipe Salomão, decidiu que consulta feita pelo partido Novo para destinar parte de sua parcela do Fundo Partidário para o combate ao covid-19 será levada para exame no tribunal “com a devida urgência”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas