conecte-se conosco


Policia Federal

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão no âmbito das investigações do “Dia do Fogo”

Publicado

Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou, nesta terça feira 22/10, na cidade de Novo Progresso /PA, a Operação “Pacto de Fogo” que visa colher novas provas em investigação que apura associação criminosa suspeita de praticar crimes ambientais em reservas e Unidade de Conservação Federais na Amazônia.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos ligados aos suspeitos com o intuito de obter novos elementos de informação sobre os crimes em apuração.

As investigações tiveram início a partir da divulgação, pela imprensa nacional, de que fazendeiros e produtores rurais da região de Novo Progresso teriam combinado a execução do chamado “Dia do Fogo”. Segundo estes órgãos de imprensa, em 10 de agosto de 2019 seriam iniciados incêndios em diversas localidades, inclusive Unidades de Conservação Federais na região.

A operação recebeu o nome ante a divulgação pela imprensa local e nacional de que diversas pessoas teriam combinado, em grupos de aplicativos de mensagem, a data para as ações criminosas.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF apura fraude em obras de engenharia e desvio de verbas federais na prefeitura de Barbacena/MG
publicidade

Policia Federal

PF investiga fraudes no recebimento de benefícios do programa Bolsa Família

Publicado

por

Corumbá/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (12/11) a Operação Sodalitia, que investiga suspeitas de fraudes no recebimento de benefícios do programa Bolsa Família. As irregularidades detectadas envolveriam o não-preenchimento dos requisitos necessários para ter direito ao recebimento do benefício assistencial pelo Governo Federal, devido à falta de fiscalização da situação socioeconômica dos requerentes, que deveria ser feita a contento pela Prefeitura de Ladário/MS.

Cerca de 30 policiais federais estão cumprindo três mandados de busca e apreensão, emitidos pelo Juízo da Vara Federal de Corumbá/MS, na Secretaria Municipal de Assistência Social, no CRAS – Centro de Referência de Assistência Social e no CREAS – Centro de Referência Especializada em Assistência Social, de Ladário/MS. As buscas visam verificar a existência de benefícios concedidos ou mantidos indevidamente em favor de indivíduos que não preencham os requisitos do benefício, tais como a composição familiar e a renda per capita. 

No transcorrer das investigações, foram coletados indícios de que o benefício teria sido concedido amplamente, ou seja, a qualquer pessoa que declarasse, por conta própria, preencher os requisitos do programa. Não havia verificação da veracidade das informações prestadas e também não teriam sido realizadas devidamente as inspeções posteriores nas residências, por meio de visitas e entrevistas por parte da Secretaria Municipal de Assistência Social junto aos beneficiários do programa.

Leia mais:  PF realiza leilão de veículos no Rio de Janeiro

Tal situação teria permitido que o benefício fosse concedido e continuado o pagamento para pessoas que, na realidade, não teriam direito ao Bolsa Família, o qual é destinado exclusivamente a famílias em situação de pobreza ou de extrema pobreza.

É importante ressaltar que a ação da Polícia Federal na data de hoje não acarretará na suspensão do Bolsa Família ou de qualquer benefício ou serviço prestado pelo Município de Ladário/MS. 

O nome da operação remete aos primórdios da assistência social no mundo, quando, na Roma Antiga, havia os SODALITIA, que eram espécies de associações (collegia) que cuidavam da assistência dos idosos, doentes e pobres.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul

Contato: (67) 3368-1105

E-mail: [email protected]

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas