conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil recupera gado furtado e desarticula frigorifico clandestino em Barra do Garças

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais de 40 cabeças de gado furtadas de uma propriedade rural do município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) foram recuperadas pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (21.10), poucas horas após o crime.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças, deflagrada com apoio da Delegacia de General Carneiro e Polícia Militar, resultou em dois homens presos e na apreensão de vários objetos utilizados para abate clandestino de gado. Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa.

As diligências iniciaram depois da comunicação do furto ocorrido na madrugada de segunda-feira (21.10), na Fazenda Agropecuária de Barra do Garças SA. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

Durante investigação, os dois autores do furto foram identificados pela Polícia Civil, e o rebanho confinado localizado em uma propriedade rural da região, Fazenda Jatobá.

No local, foram encontrados vários objetos usados para abate de gado, além de materiais, como machado, travessa, gancho, talha, balança de varão para pesagem de bovinos abatidas, indicando a existência de um frigorífico clandestino na propriedade.

Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram conduzidos para Derf de Barra do Garças, e durante interrogatório assumiram a autoria do crime. Eles foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa. Em seguida ambos foram apresentados para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

A equipe da Derf de Barra do Garças, coordenada pelo delegado Nelder Pereira Martins, continua com as diligências investigativas para identificar outras possíveis pessoas envolvidas no crime.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Estelionatário usa foto de policial civil para aplicar golpes em sites de venda da Internet

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil

A Polícia Civil de Mato Grosso alerta sobre golpes de estelionato aplicados através de site de compra e venda na internet, em que o suspeito se passa por um policial civil para ganhar a confiança e obter vantagem ilícita da vítima. 

Os golpes são aplicados em negociações de compra/venda de veículos e outros produtos adquiridos pelo site OLX.  Para aplicar o golpe, o suspeito usa um perfil falso, com a fotografia do policial, se passando pelo servidor público, que também é vítima do estelionatário. 
 
O golpista utiliza um número de telefone de Mato Grosso, porém, a conta utilizada para depósito do dinheiro adquirido nos golpes é de uma agência bancária de Minas Gerais. 

Qualquer dúvida durante uma transação comercial, a orientação é que a vítima denuncie através do número 197 ou procure uma unidade da Polícia Civil.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas