conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende trio que manteve família refém em roubo a residência

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três integrantes de uma associação criminosa que roubou e manteve uma família refém, no município de Várzea Grande, foram presos pela Polícia Civil, em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf-VG), neste domingo (22.09). O roubo ocorreu no dia 16 de setembro de 2019, no bairro Nossa Senhora da Guia.

Foram autuados em flagrante por crime de associação criminosa armada: João Pedro França Camargo, Eduardo de Almeida Rodrigues e Paulo Victor Oliveira Almeida. O trio, que conta com outros envolvidos, vinha aterrorizando bairros da cidade de Várzea Grande, com assaltos a mão armada, tanto em residências quanto roubos de automóveis.

Conforme a delegada Elaine Fernandes da Silva, os integrantes da quadrilha costumam pular o muro das residências, e na posse de arma de fogo rendem as vítimas. Além de grave ameaça, eles agridem fisicamente as vítimas, desferindo chutes e socos.

No último roubo, no bairro Nossa Senhora da Guia, os criminosos pularam o muro da residência. Armados, eles mantiveram a família refém, incluindo duas crianças de 3 e 10 anos, por cerca de 2 horas, sob a mira de armas de fogo.

As vítimas foram agredidas fisicamente e tiveram dois veículos roubados e ainda pertences pessoais como alianças em ouro, violão, relógio, dois aparelhos celulares, dinheiro, dentre outros objetos.

“Consta que, durante o roubo, além da grave ameaça com o emprego de arma de fogo, os criminosos ainda desferiram chutes contra uma das vítimas e ameaçaram voltar para matá-la, caso fossem denunciados à polícia”, disse a delegada.

Na ocasião desse assalto, Paulo Victor e João Pedro saíram da casa a levando os dois veículos e demais pertences, enquanto que o comparsa Eduardo Almeida permaneceu vigiando as vítimas, sempre com a arma apontada para a cabeça dos moradores, com ameaças verbais

Como um dos automóvel (Voyage) possuía bloqueador, Paulo Victor e João Pedro tiveram a audácia de retornar a casa da vítima e novamente voltaram a agredi-las fisicamente com chutes e socos ordenando que desbloqueassem os veículos.

Do lado de fora o trio contava com apoio de outros comparsas na cobertura.

Os dois veículos da família foi localizado, um deles na mesma noite pela Guarda Municipal de Várzea Grande, com parte dos produtos subtraídos, e outro no dia seguinte.

A delegada Elaine Fernandes informou que somente no dia seguinte, terça-feira (17), a Delegacia de Roubos e Furtos foi  acionada e de imediato iniciou as investigações para a elucidação da autoria, que culminou com a prisão dos autores neste domingo e a recuperação dos demais objetos subtraídos pelos criminosos.

As investigações continuam para prender demais integrantes da associação criminosa.

Os presos serão encaminhados ao Sistema Penitenciário, aguardando apresentação ao juízo de Várzea Grande.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil de Juscimeira cumpre mandados em investigação de tráfico de drogas e golpes pela Internet

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma operação de combate a criminalidade com objetivo de investigar crimes de tráfico de drogas e golpes aplicados através de sites de compra e venda na internet foi deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (06.08), com base em investigações da Delegacia de Juscimeira (157 km ao sul de Cuiabá).

A operação denominada “Valley” foi desencadeada para cumprimento de sete ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar, sendo cinco em Juscimeira, uma em Jaciara e uma no presídio da Mata Grande em Rondonópolis.

Durante os trabalhos, foram apreendidos cinco aparelhos de telefone celular, porções de pasta base de cocaína, máscaras, uma televisão e R$ 590 em dinheiro. A operação resultou ainda em uma pessoa presa em flagrante por tráfico de drogas.

Segundo o delegado de Juscimeira, Claudemir Ribeiro, as investigações que apuram o comércio de drogas e aplicação de golpes no município e região duraram aproximadamente 30 dias. “È a intenção é colher elementos para dar continuidade aos trabalhos investigativos para posterior deflagração de outras fases da operação”, disse o delegado.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas