Connect with us

Agro Veracidade

Plano Agro + e programa de Integridade modernizaram o Ministério da Agricultura

Publicado em

Há mais de 2 anos à frente do Ministério da Agricultura, a gestão Blairo Maggi será concluída em dezembro próximo com uma forte marca registrada: a melhoria do sistema interno de governança. De acordo com o secretário executivo, Eumar Novacki, o Plano Agro + e o Programa de Integridade modernizaram o Mapa e deixaram a gestão mais eficaz e transparente.

“Se temos intenção de elevar dos atuais 7 para 10% a participação do Brasil no mercado Internacional, e promover algo em torno de 30 bilhões de dólares a mais na economia brasileira, temos que ser mais eficientes, sim”, disse.

Desde que foi implantado, o Plano Agro + conseguiu resolver 1.050 problemas. A maioria eram relativos a processos que atrapalhavam o setor. De acordo com Novacki, na prática, essas medidas de desburocratização devolveram mais de R$ 2,5 bilhões ao ano para os cofres públicos.

“Estamos trabalhando com procedimentos que eram usadas há 50 anos, e isso vai na contramão de todo avanço tecnológico que tivemos nesse período”, defendeu.

Outra medida adotada na gestão Maggi foi o Programa de Integridade, que implanta análise de risco, estudo de vulnerabilidade e alcança desde questões gerenciais até as atividades finalísticas. “Com o Compliance do MAPA, aumentamos consideravelmente os canais de controle interno, a exemplo da Operação Catraca que detectou cerca de 60 servidores fantasmas que recebiam sem trabalhar”.

Novacki destaca que situações como a Carne Fraca colocaram em xeque o sistema interno do MAPA, e acabou resultando em ações concretas de melhoria e avanço.

“Se queremos continuar valorizando o setor que representa 25% do PIB nacional, temos que reconhecer as suas demandas, as fragilidades e apresentar soluções que aumentem a credibilidade do agro brasileiro”, finalizou.

O secretário executivo cumpriu agenda nesta sexta-feira em Cuiabá, onde esteve reunido com os chefes do Serviço de Inspeção da Primeira Região, composta pelos Estados de Mato Grosso, Amazonas, Acre, Roraima, Amapá e Pará.
O evento contou com a participação do Diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do MAPA, Alexandre Pontes, do Superintendente Federal de Agricultura em Mato Grosso, José Guaresqui, e do Coordenador-geral de Inspeção, Guilherme Costa, com o objetivo harmonizar os procedimentos e integrar as ações para a consolidação da verticalização, instrumento recentemente implementado para promover aperfeiçoamento desses serviços que garantem a segurança e a integridade dos alimentos.

Mais informações à Imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

 

Comentários Facebook
Advertisement

Agro Veracidade

CITROS/CEPEA: Com demanda maior que oferta, preço da laranja se sustenta

Published

on

Cepea, 12/08/2022 – Ainda que chuvas e menores temperaturas tenham atingido o estado de São Paulo, a demanda por laranjas segue superior à oferta nesta semana, o que tem sustentado as cotações da fruta ao produtor. Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera tem média de R$ 36,91/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 3,2% em comparação com a semana passada. A rubi, por sua vez, está sendo comercializada à média de R$ 30,66/cx, valorização de 1,8% na mesma comparação. LIMA ÁCIDA TAHITI – A oferta da fruta diminuiu significativamente neste mês no estado de São Paulo, impulsionando as cotações. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a média de negociação da tahiti é de R$ 41,48/cx, aumento de 30,7% frente ao período anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas