conecte-se conosco


Policia Federal

PF prende mulher em flagrante com maconha no Galeão/RJ

Publicado


Rio de Janeiro/RJ – Nesta terça-feira, 14/9, a Polícia Federal, em ação conjunta com a Receita Federal, prendeu no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro uma mulher transportando drogas. Ela desembarcava de um voo procedente de Viracopos, Campinas/SP.

A presa, de 23 anos e natural de Maues/AM, embarcou no início da madrugada no Aeroporto de Manaus/AM e, após a conexão em Viracopos, Campinas/SP, desembarcou no Rio de Janeiro. A droga estava escondida no interior de 45 canos de alumínio, com massa bruta de cerca de 81 kg.

O material será encaminhado à perícia técnica, que determinará a massa líquida e o peso final da droga.

A nacional foi encaminhada à Delegacia da Polícia Federal no Galeão/R,J para lavratura do auto de prisão em flagrante e responderá pelo crime de tráfico interestadual de drogas, cuja pena pode chegar até 15 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.gov.br/pf

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

PF, IBAMA E PM fiscalizam torneio de canto em Barra de São Miguel/AL

Publicado


Maceió/AL – A Polícia Federal realizou no domingo, 19/9, ação conjunta de fiscalização com o IBAMA e com o Batalhão de Polícia Ambiental da Polícia Militar de Alagoas, no Ginásio Poliesportivo Joé Matias, Praia das Conchas, Centro, município de Barra de São Miguel/AL, com o objetivo de verificar a regularidade dos animais quanto às normas dos órgãos competentes durante um Torneio de Canto de Pássaros.

Durante a fiscalização, foram constatadas diversas irregularidades, principalmente quanto a presença de aves sem a utilização de anilhas sob registro no IBAMA, como também a identificação de aves com anilhas falsificadas ou adulteradas.

Foram conduzidas 16 pessoas para a Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas para que pudessem prestar esclarecimentos. Foram também encaminhadas 34 aves para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA, as quais serão submetidas a exame pericial nas anilhas, com apuração dos resultados em Inquérito Policial que será instaurado na PF em Alagoas.

A falsificação de anilhas constitui uma espécie de crime de falsificação de documento, com pena de reclusão de 2 a 6 anos, previsto no art. 296, § 1º, Inciso I, do Código Penal.

Comunicação Social da Polícia Federal em Alagoas

[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas