conecte-se conosco


Policia Federal

PF prende foragido internacional em Santo Antônio do Sudoeste/PR

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – Após dias de vigilância continua na fronteira, foi preso nesta segunda-feira (3/2), em Santo Antônio do Sudoeste/PR, o empresário argentino apontado em investigações da Polícia Federal, como o maior distribuidor de lança perfume da fronteira entre Brasil e Argentina. Foragido com mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Francisco Beltrão/PR pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, ele era procurado há mais de 10 anos e foi preso ao adentrar ao território brasileiro na manhã de hoje em ação conjunta da Policia Federal, Polícia Militar e Força Nacional.

O homem responde a vários processos criminais pelo crime de tráfico de drogas em razão da suspeita de ser o responsável pelo envio de grandes quantidades de lança perfume da Argentina para o Brasil nos últimos 15 anos, sempre pela região de Santo Antônio do Sudoeste/PR, chegando a ser apelidado por criminosos como “Rei do Lança”.

Além do cumprimento do mandado de prisão, foi apreendido com o foragido uma camionete do ano de 2019, 50 mil pesos argentinos e R$ 2 mil.

O preso e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Santo Antônio do Sudoeste/PR, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Sua captura foi resultado da ação conjunta da Polícia Federal, Polícia Militar e Força Nacional no enfrentamento à criminalidade na fronteira Sudoeste paranaense com a Argentina.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu
Contato: (45) 3576-5515

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

Polícia Federal prende, mais uma vez, empresário acusado de desvios na saúde do Rio

Publicado


.

Rio de Janeiro/RJ – Na quinta-feira, 4/6, a Polícia Federal deu cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro/RJ.

O homem foi preso em sua residência e, após a adoção das formalidades na Superintendência Regional no Rio de Janeiro, foi encaminhado ao estabelecimento prisional.

Ele já havia sido preso no bojo da Operação Fratura Exposta, a qual foi deflagrada pela PF em abril de 2017 e visava acabar com um esquema de fraudes na compra de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia e Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Além de ter sido alvo também nas Operações Ressonância e SOS, deflagradas em julho e agosto de 2018.

O empresário que foi novamente preso coordenaria, com o então Secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, o direcionamento de contratações de material hospitalar num esquema milionário de desvio de recursos públicos.

O investigado havia sido solto por decisão anterior monocrática do STF, em sede de Habeas Corpus, e cumpria medidas cautelares diversas da prisão. Por meio de decisão colegiada da 2ª Turma do STF, foi determinada novamente a prisão preventiva do acusado.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Contato: (21) 2203-4404/ 2203-4405 / 2203-4406

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas