Connect with us

Policia Federal

PF deflagra mais uma fase da Operação Antracnose

Publicado em

Juazeiro/BA – A Polícia Federal deflagrou na quinta-feira (18/10), com o apoio das Polícias Militares da Bahia e de Pernambuco, mais uma fase da Operação Antracnose, que desarticulou uma quadrilha especializada em roubos a empresas transportadoras de valores, com atuação principalmente nos sertões baiano e pernambucano, e que, no último dia 26/9, entrou em confronto com policiais federais no Aeroporto de Salgueiro/PE, em uma tentativa frustrada de assalto ao avião que levava dinheiro para abastecer a rede bancária da cidade.

A organização criminosa já vinha sendo investigada há mais de um ano pela Polícia Federal e naquela ação seis assaltantes foram mortos na troca de tiros e quatro presos; outros dois conseguiram fugir. Foram apreendidos uma metralhadora ponto 50, seis fuzis, duas pistolas, seis coletes balísticos, 45 carregadores, 2354 munições de calibres diversos e cerca de 15 kg de explosivos.

Na sequência, foram cumpridos mais três mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca expedidos pela Justiça de Juazeiro, sendo apreendidas mais três pistolas, uma espingarda, um revólver, diversas munições, além R$ 117 mil, em dinheiro, quase R$ 600 mil em cheques e 24 veículos, entre carros, caminhões, motocicletas e uma moto aquática. Também foram sequestrados imóveis e bloqueados cerca de R$ 355 mil das contas dos investigados.

Na operação de ontem, foram cumpridos mais dois mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão, nas residências de outros suspeitos de integrarem o grupo criminoso, nas cidades de Salgueiro/PE, Petrolina/PE, João Pessoa/PB e Natal/RN. O objetivo das buscas era localizar e apreender armas, materiais utilizados nos roubos, bens ou valores que constituam proveito dos crimes, bem como documentos que reforcem a participação dos investigados no esquema ilícito.

Cinco suspeitos têm mandados de prisão preventiva em aberto e ainda estão foragidos.

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa, tentativa de roubo qualificado, porte ilegal de armas e munições de calibre restrito e de explosivos, além de lavagem de dinheiro.

Alguns dos investigados utilizavam atividades empresariais, inclusive no ramo de produção e exportação de frutas, para a lavagem do dinheiro e como disfarce de suas atividades criminosas. Daí o nome da operação, ANTRACNOSE, que é uma referência a uma doença que ataca as plantas, principalmente as frutíferas.

As diligências se prolongaram durante todo o dia de ontem, sendo que um dos investigados só foi localizado e preso à noite.

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Bahia

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (71) 3319-6003 / 99313-2072

Comentários Facebook
Advertisement

Policia Federal

PF combate crime ambiental em Missão Velha/CE

Published

on

Fortaleza/CE – A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão, com objetivo de combater extração irregular de arenito e areia no município de Missão Velha/CE, ação com reflexos ambientais em áreas de Preservação Permanente às margens do Riacho Seco.

 Aproximadamente 10 policiais federais atuaram para o cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça Federal, em locais de lavras de materiais minerais que vinham sendo utilizadas por empresários da região do Cariri, havendo indícios de ausência de licenças ambientais necessárias ao exercício da atividade. As buscas tiveram como objetivo paralisar as atividades que vinham provocando assoreamento das margens do Riacho Seco, que recebe águas do projeto de transposição do Rio São Francisco, provocando assim, danos à flora local e às pessoas que se utilizam daquele bem natural.

Foram arrecadadas provas da atividade mineradora e realizado o georreferenciamento dos polígonos onde ocorre as extrações irregulares de areia e arenito, sendo utilizado drones na ação policial. A perícia da PF fez levantamento integral dos danos causados pela atividade minerária que, em sendo confirmada ilegalidade na investigação, poderá levar os responsáveis ao indiciamento pelos crimes contra o meio ambiente – mineração ilegal e usurpação de bem da União, previstos no art. 2o da Lei n. 8.176/91 e art. 55 da Lei n. 9.605/98, com penas de até 6 anos de prisão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 33924867/9.9972-0194

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas