conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria emprega mais 20 reeducandos em serviços urbanos

Publicado

Mais 20 recuperandos da unidade prisional de Primavera do Leste (239 km a leste de Cuiabá) começaram a trabalhar contratados pela prefeitura municipal. A contratação da mão de obra integra o projeto Segunda Chance, uma iniciativa laboral e ressocializadora realizada em parceria entre o Sistema Penitenciário, Poder Judiciário e município. No total, são 50 reeducandos do regime fechado trabalhando na prestação de serviços urbanos e também na fábrica de artefatos de concreto da Secretaria de Infraestrutura da cidade. 

Pelo trabalho, os recuperandos recebem um salário mínimo mensalmente e tem a oportunidade de fazer uma poupança, que pode auxiliá-los quando retornarem ao convívio social. O diretor da unidade prisional, Valdeir Zeliz, afirma que a oportunidade de trabalho extramuros se reflete positivamente no dia a dia dos recuperandos dentro da unidade. “Eles se sentem úteis prestando um serviço à sociedade e para o município significa também economia”. 

A autorização dos recuperandos é feita pela Justiça e a seleção realizada pela unidade prisional leva em conta requisitos, como já terem cumprido 1/6 da pena e terem bom comportamento. “Ter responsabilidade e vontade de trabalhar também são importantes”, acrescenta o diretor. 

Os reeducandos executam serviços como limpeza de rua, pintura de meio-fio, poda de árvores, entre outros. O trabalho os possibilita ganhar a remição de pena, prevista na Lei de Execução Penal, sendo que a cada três dias trabalhados, um é abatido na condenação.

O projeto Segunda Chance existe há dois anos e tem o objetivo de ressocializar o reeducando, além de prepará-lo para o convívio social. A intermediação da mão de obra junto à prefeitura é feita pela Fundação Nova Chance (Funac), fundação pública estadual ligada à Secretaria de Segurança Pública e responsável pela viabilização de iniciativas de ressocialização dentro do Sistema Penitenciário. 

Reeducandos do regime semiaberto também foram contratados pela prefeitura. A fábrica de artefatos de cimento trabalha com dois objetivos claros – a oportunidade dos reeducandos serem reinseridos na sociedade e economia para os cofres públicos.  As peças produzidas auxiliam na agilidade para a manutenção urbana, com custo abaixo do que era investido quando o município precisava adquirir por meio de licitação o material. A produção atingiu a média de 60 itens ao dia. 

Com informações da Prefeitura Municipal 

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Operação Pantanal 2: MT recebe reforço de MS e das Forças Armadas para combater incêndio na região

Publicado


.

Nesta sexta-feira (07.08), Mato Grosso recebe o reforço de Mato Grosso do Sul em apoio as equipes que estão trabalhando no combate ao incêndio florestal no Pantanal.

Foi sinalizado o envio de força tarefa para Mato Grosso que ficará à disposição da Coordenação do Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (CIMAN), com previsão de três helicópteros de médio porte das forças armadas, uma aeronave C130, dez militares do CBMMS, dez brigadistas do IBAMA e dez fuzileiros navais, para se unirem às equipes coordenadas pelo Corpo de Bombeiros Militar.

Além do incremento das forças federais e do Estado de Mato Grosso do Sul, sete equipes terrestres e dois aviões de combate do CBMMT, uma aeronave do CIOPAer, maquinários da SEMA e de Produtores rurais da região, pessoal e veículos do SESC Pantanal, além da Prefeitura de Poconé estarão apoiando essa grande operação.

Nesta quarta-feira (05.08) chegou em Cuiabá a aeronave UH-15 (Super Cougar) da Marinha para o reconhecimento e alinhamento junto ao CIMAN das estratégias de combate no local. 

Toda a força tarefa estará em condições de emprego nesta sexta-feira (07.08) no aeródromo do SESC Pantanal, oportunidade em que será lançada a Operação Pantanal 2 às 10h, com o apronto operacional para, em seguida, realizar a distribuição de todas as equipes em campo.

O comandante geral do CBMMT, o coronel BM Alessandro Borges Ferreira, disse que “o Estado de Mato Grosso, por meio das Secretarias de Segurança Pública e de Meio Ambiente já vem trabalhando de forma integrada e apoiando as ações do CIMAN e o reforço das Forças Armadas e do Governo do Mato Grosso do Sul possibilitará a otimização dos recursos para o êxito na extinção do incêndio”.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas