conecte-se conosco


Economia

Onyx diz que “ora a Deus” para criar 2,5 milhões de empregos em 2021

Publicado


source
Onyx Lorenxzoni
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Onyx Lorenxzoni

O ministro do Trabalho e Previdência Onyx Lorenzoni disse nesta segunda-feira (20) que “ora a Deus” para que o governo chegue a 2,5 milhões de empregos criados no final de 2021.

“Fomos surpreendidos por uma doença lá da China, que até hoje ninguém sabe direito como surgiu. Bolsonaro foi o primeiro a pedir equilíbrio no trato da pandemia, cuidar da saúde e não deixar faltar recursos para estados e municípios”, disse o ministro em evento da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). 

Ele minimizou os impactos da pandemia e do atraso das vacinas e ressaltou os mais de 1,8 milhão de empregos no país. “Eu oro a Deus para que nós cheguemos a 2,5 milhões de empregos de carteira assinada criados até o fim de 2021”. 

Lorenzoni lembrou dos 68 milhões de brasileiros atendidos pelo governo. “Em 2020 nós sobrevivemos apesar das piores previsões possíveis”, disse. “Hoje, o governo tem problemas, mas tem um presidente verdadeiro e que serve à população”.

Ele ressaltou também que o Brasil precisa seguir criando oportunidades de emprego com qualificação profissional. 

Leia Também





Lorenzoni anunciou também a criação do Programa de Alimentação do Trabalhador que pretende atingir 18 milhões de empregados. Para isso precisaria “simplificar normas regularizadoras” aos produtores, mas não deu mais detalhes da iniciativa.


Comentários Facebook
publicidade

Economia

CVM vai investigar Petrobras; investidores apostaram na possível privatização

Publicado


source
Após as falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro, uma das operações registrou valorização de quase 200%
Sophia Bernardes

Após as falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro, uma das operações registrou valorização de quase 200%

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu nesta quarta-feira (27) um processo para investigar a Petrobras. O órgão não informou o motivo, mas o processo vem na esteira das falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de desestatização da empresa.

Segundo a agência Reuters, a investigação se dá posteriormente ao fato relevante publicado na segunda-feira em que a estatal diz ter  “indagado” o governo sobre a eventual existência de estudos para privatização da companhia.

Segundo o jornalista André Spigariol, do Brazilian Report, investidores abriram posições milionárias em opções de compra da Petrobras, além de investirem em ações preferenciais da companhia. 

Uma das operações registrou valorização de quase 200% entre sexta e segunda, fortemente beneficiada pelo plano de privatizar a Petrobras anunciado por Bolsonaro e endossado por Guedes. A coincidência de horário teria chamado a atenção da CVM.

Nesta segunda, Bolsonaro assumiu ter  vontade de privatizar a Petrobras e afirmou que proposta entrou no radar no Palácio do Planalto nos últimos meses. Bolsonaro, no entanto, insinuou ter recuado da ideia após possibilidade de manutenção ou aumento nos preços dos combustíveis.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas