conecte-se conosco


Mulher

Mulher viaja mais de 800 km para perder virgindade com casal

Publicado

Gabrielle Reese tinha 18 anos quando viajou mais de 800 km para perder a virgindade em um ménage com Jacob Boswell, 42 anos, e Megan Muihead, 27, que são um casal há 11 anos.

Leia também: “Tenho um marido, um noivo e dois namorados”, diz adepta ao poliamor

homem e duas mulheres arrow-options
Reprodução/Daily Star

Gabrielle Resse tinha 18 anos quando perdeu a virgindade com Jacob Boswell, 42 anos, e Megan Muihead, 27

Segundo informações do “Daily Star” , Gabrielle conheceu Jacob em um site de sugar daddy e após três meses de conversa, comprou uma passagem de avião para conhecê-los e, então, ter a sua primeira relação sexual.   

“Perdi minha virgindade naquele final de semana. Não era um plano, mas estávamos todos interessados e abertos à ideia. Foi tudo emocionante e novo. Nos conectamos muito rápido, havia muita química e estávamos todos envolvidos naquela primeira noite”, fala a jovem que é bissexual e adora homens mais velhos.

Ela ainda comenta que como é bissexual , ter a primeira vez com os dois ao mesmo tempo foi bom para experimentar todos os aspectos da sua sexualidade. “As meninas são macias, delicadas e estimulantes. Enquanto os homens são mais dominadores”, diz.

“Eu sabia que queria fazer isso. Não acho que poderia ter tido uma experiência melhor para a primeira vez. Foi tão íntimo e perfeito”, continua.

Leia também: Para viajar e ajudar a mãe, modelo leiloa a virgindade por quase R$ 10 milhões

Relacionamento a três

homem e três mulheres arrow-options
Reprodução/Daily Mail

Atualmente os três estão em um relacionamento poliamoroso

Gabrielle conta que quando voltou para casa após a viagem, se viu constantemente lembrando-se dos momentos e mandando mensagens o tempo todo para o casal. Ela ficou cada vez mais interessada em se juntar a eles romanticamente.

Após um tempo, a jovem resolveu encarar o poliamor e hoje os três estão juntos há três anos. Ela relata que embora esteja feliz, não é fácil lidar com o ciúme. “Não é um sentimento que quero ter, por isso é algo que trabalhamos”.

Leia também: Tatuadora vive poliamor e prova que é possível reatar com ex-namorado

“Mas temos uma vida sexual saudável juntos. Em alguns meses fazemos sexo cinco vezes por semana, outro mês uma vez por semana e por aí vai”, fala. Ela diz estar tão feliz sexualmente que pretende passar o resto da vida ao lado de Jacob e Megan. “Não me importo com mais ninguém”.

Jacob reconhece algumas dificuldades do relacionamento a três, mas exalta os lados positivos. “Ser poliamor é um desafio emocional incrível. É mais difícil, mas é incrivelmente gratificante quando dá certo”, comenta.

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Sem força de vontade para malhar? Áudios podem servir de motivação

Publicado

por

Se você sente preguiça de ir malhar, não está sozinho. Muitos brasileiros sofrem desse problema na hora de praticar exercícios. Para tentar melhorar essa situação, uma boa ideia pode ser ouvir áudios motivacionais.

Leia mais: Eletroestimulação muscular ajuda a perder gordura e reduzir celulite; saiba mais

Ouvir áudios motivacionais durante o treino pode incentivar exercícios arrow-options
Divulgação

Ouvir áudios motivacionais durante o treino pode incentivar exercícios


Como funciona?

Os áudios motivacionais funcionam na mesma lógica dos ‘coachings’. Apenas com fones de ouvido, a pessoa ouvirá palavras de incentivo para inúmeras situações, o que a ajudará a ter mais vontade para alcançar seus objetivos.

São várias as categorias de áudios disponíveis: para dormir melhor, sobre o processo de perda de peso, self talk (ou conversa interior), recuperação de exercícios, motivação, incentivo para voltar a treinar, além dos exercícios guiados, que dão as coordenadas para fazer agachamentos e flexões, por exemplo. 

Esses áudios podem funcionar para diferentes desafios, como por exemplo, encarar o estresse depois de um dia ruim. Além disso, podem ser adaptados para treinos fáceis ou difíceis, para “não dar desculpas” e também para preservar a saúde mental.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo aplicativo da Freeletics, especializado em treinamento fitness, 66% dos brasileiros se sentiriam mais motivados caso escutassem áudios na atividade física.

O aplicativo oferece áudios específicos para cada ocasião, desenvolvidos com base em pesquisas científicas e trabalhados em conjunto com um algoritmo de inteligência artificial.

Leia mais: Antes e depois: mulher vence depressão e elimina mais de 80kg fazendo zumba

Corpo e mente

A partir do entendimento de que o bem-estar da mente é prioridade na vida, também surgiram os áudios direcionados às pessoas que querem meditar e relaxar , focando em construir uma ideia de saúde que englobe corpo e mente.

A ideia é ajudar as pessoas a criarem uma mentalidade equilibrada, voltada para objetivos . Os áudios auxiliam na execução de metas voltadas à saúde e ao universo fitness, com a reserva de poucos minutos diários para a escuta.

Alguns dos ensinamentos propagados nos áudios da Freeletics, por exemplo, são: estabelecimento de rotinas, como lidar com contratempos, gerenciamento do estresse, melhoramento do foco, recuperação e sono (já que 60% dos brasileiros relataram dificuldades para dormir).

Leia mais: Detox turbo ou 15 ovos por dia: detalhamos as dietas das famosas para o carnaval

Uma lição encontrada nos áudios voltados ao sono é o otimismo antes de dormir. Ele ajuda a refletir sobre o que aconteceu durante o dia, para voltar o pensamento na direção das coisas positivas e ajudar o ouvinte a ser mais grato e otimista. Assim, a tendência é encarar a noite com mais serenidade e calma. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas