conecte-se conosco


Nacional

Moro alega que Bolsonaro o proibiu de se manifestar sobre inquéritos de Flávio

Publicado


source
Moro alega que Bolsonaro o proibiu de se manifestar sobre inquéritos de Flávio
Reprodução

Moro alega que Bolsonaro o proibiu de se manifestar sobre inquéritos de Flávio

ex-juiz e o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro (Podemos), afirmou em seu livro ‘Contra o sistema da corrupção’ que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) o proibiu de realizar manifestações sobre os inquéritos envolvendo seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (Patriotas).

Segundo o ex-magistrado, “fui orientado a me manter distante da questão. ‘Se não vai ajudar, então não atrapalhe’, ele [Bolsonaro] me disse. Por uma questão pessoal, o presidente pedia a mim que ignorasse aquela séria ameaça ao sistema nacional de prevenção à lavagem de dinheiro”.

O episódio em questão refere-se a uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que suspendeu os inquéritos derivados dos relatórios do Coaf – o que beneficiou Flávio em seus inquéritos.

Moro conta que os planos de Bolsonaro, no início de 2020, era de desmembrar o ministério da Justiça e da Segurança Pública. Caso a decisão fosse tomada, sua saída seria iminente. “Se a pasta fosse dividida, não continuaria no governo de jeito algum (…). Concluí que ele simplesmente não confiava em mim e não desejava a minha presença no governo”.


Por fim, o ex-juíz afirma que “é fácil concluir” que errou ao ter aceitado ser ministro de Bolsonaro, mas que “naquela época, no entanto, o conhecimento do futuro não estava à disposição”.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Mais de 200 brasileiros deportados dos EUA chegam ao Brasil

Publicado


source
Voo com mais de 200 brasileiros deportados, incluindo crianças, chega ao Brasil
Reprodução

Voo com mais de 200 brasileiros deportados, incluindo crianças, chega ao Brasil

Mais de 200 brasileiros deportados dos Estados Unidos (EUA) desembarcaram na tarde desta quarta-feira (26) em Minas Gerais. Segundo a Polícia Federal (PF), dos 211 deportados, 90 são menores de idade. São pessoas que tentaram entrar ilegalmente nos Estados Unidos e foram detidas pelas autoridades daquele país.

A PF vai investigar como os menores de idade saíram do Brasil e em que condições foram levados até a América do Norte. Segundo a polícia, no grupo que chegou hoje ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, havia crianças de até 10 anos.

Foi o segundo voo de deportados que chegou ao Brasil neste ano.O Juizado da Infância e da Juventude de Pedro Leopoldo, município da região metropolitana de Belo Horizonte, acompanhou o desembarque dos deportados, para dar o suporte necessário.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas