Connect with us

Nacional

Manifestações de apoio a Bolsonaro ocorrem em ao menos 10 estados e no DF

Publicado em


Atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores, registrados ontem
Reprodução/Twitter – @SPD_33

Atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores, registrados ontem

Milhares de pessoas saíram de casa na manhã deste domingo (21) para participar de manifestações de apoio ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Foram registrados, até o momento, atos de apoio a Bolsonaro em ao menos dez estados e no Distrito Federal.

Os atos de apoio a Bolsonaro
foram agendados pela internet em resposta aos  protestos ocorridos nesse sábado (20) em todo o País
contra o candidato do PSL. Há notícia de manifestações ocorrendo desde cedo em São Paulo, no Paraná, em Pernabuco, no Rio de Janeiro, na Bahia, em Alagoas, em Minas Gerais, no Ceará, no Pará e no Distrito Federal.

Em São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, ocorreram atos em cidades do litoral e do interior do Estado. Na capital, os manifestantes se reuníram em frente ao Masp, na Avenida Paulista, às 14h desta tarde. Vários políticos que declaram apoio ao presidenciável participaram do ato, dentre eles o recém-eleito senador Major Olímpio (PSL) e o candidato ao Governo do Estado João Doria (PSDB).

Leia também: Bolsonaro cogita mandar Moro ao STF e admite aliança com MDB e DEM, diz Bebianno


Manifestação em Copacabana, no Rio; atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores
Divulgação/MBL

Manifestação em Copacabana, no Rio; atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores

As manifestações de ontem tiveram o mote ‘Ele Não’ e contaram com apoio de grupos da sociedade civil e de partidos políticos que fazem oposição ao capitão da reserva do Exército. As de hoje seguem sistemática semelhante, mas sob um prisma ideológico diretamente oposto: cabos eleitorais de Bolsonaro, como o Movimento Brasil Livre
(MBL), ajudam na organização dos atos, que têm como palavras de ordem as hashtags #NasRuasComBolsonaro, #PTNão e ‘robôs de Bolsonaro’.

Esse último termo, ao lado do também utilizado ‘marqueteiros de Bolsonaro’, trata-se de uma resposta irônica à denúncia de que o  candidato tenha se aproveitado de caixa dois de campanha
por meio da contratação de empresas que disparam notícias contra o PT pelo WhatsApp.

Ainda sem participar de atos de campanha, Bolsonaro usou suas redes sociais para agradecer o apoio recebido pela sua militância. “Agradeço a todos que estão nas ruas e irão mais tarde em todo Brasil, fazendo lindas manifestações em prol do Brasil e dizendo #PTNão #NasRuasComBolsonaro!”, escreveu o presidenciável em sua conta no Twitter. 

“Infelizmente, minha saúde não permite participar de atos públicos. Há cerca de um mês sofri uma tentativa de assassinato por um ex-militante do PSOL. Porém, estou acompanhando os atos e meu coração está com todos vocês! Muito obrigado e que Deus os abençoe!”, completou mais tarde.

Nesse sábado (20), o candidato gravou vídeo ao lado do deputado Onyx Lorenzoni (DEM), seu provável ministro da Casa Civil em caso de vitória no segundo turno, para fomentar os atos de apoio deste domingo. “Vamos nos unir para varrer do mapa o comunismo do Brasil”, disse Bolsonaro no vídeo.

Leia também: PF vê lastro de participação do PCC em ataque a Bolsonaro, diz presidente do PSL


Manifestação deste domingo em Salvador; atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores
Divulgação/MBL

Manifestação deste domingo em Salvador; atos de apoio a Bolsonaro ocorrem em resposta a protestos de opositores

Comentários Facebook
Advertisement

Nacional

Filha presa por roubar R$ 720 mi da mãe é transferida para presídio

Published

on

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio
Reprodução Redes Sociais – 10.08.2022

Obra de Tarsila do Amaral desviada por golpe de filha contra mãe no Rio

Pouco depois das 11h30 desta quinta-feira, Sabine Coll Boghici, Rosa Stanesco Nicola e Jacqueline Stanesco deixaram a sede da Delegacia Especial de Atendimento a Pessoa da Terceira Idade (Deapti), em Copacabana, na Zona Sul do Rio, em direção ao Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio. Em seguida elas serão levadas para Instituto Penal Oscar Stevenson, em Benfica.

Já Gabriel Nicolau Translavinã Hafliger será levado pelo Serviço de Polícia Interestadual (Polinter), no começo da tarde. Assim como as mulheres, ele será levado para o IML . No entanto, em seguida será encaminhado para a Cadeia Pública José Frederico Marques, também em Benfica.

Entenda o caso:

Nesta quarta-feira, a Polícia Civil realizou a Operação Sol Poente, que desarticulou a quadrilha de golpistas . Sabine Coll Boghici, filha do colecionador Jean Boghici e da vítima, e outras três pessoas foram presas: Jacqueline Stanescos, Rosa Stanesco Nicolau e Gabriel Nicolau Traslaviña Hafliger. De acordo com a polícia, os suspeitos cometeram os crimes de estelionato, roubo, extorsão, cárcere privado e associação criminosa.

Já Diana é filha de Slavko Vuletic e nora de Ronaldo Ianov, ambos também tiveram repassados para suas contas bancárias valores das extorsões praticadas pelo grupo. Jacqueline Stanescos, que também se passava por vidente, é prima de Diana e de Rosa.

Segundo as investigações, a filha da vítima manteve um contato assíduo com Rosa Stanesco Nicolau, a Mãe Valéria de Oxossi, nos últimos quatro meses de 2019. Nessa ocasião os crimes começaram a ser planejados. A quadrilha, na verdade, se formou num núcleo familiar.

Rosa é mãe de Gabriel Nicolau Traslaviña Hafliger, um dos homens que receberam transferências bancárias feitas pela idosa, e irmã por parte de mãe de Diana Rosa Aparecida Stanesco Vuletic, que se passou por vidente e fez a abordagem à vítima . Já Diana é filha de Slavko Vuletic e nora de Ronaldo Ianov, ambos também tiveram repassados para suas contas bancárias valores das extorsões praticadas pelo grupo. Jacqueline Stanescos, que também se passava por vidente, é prima de Diana e de Rosa.

De acordo com o inquérito da Delegacia Especial de Atendimento à Pessoa da Terceira Idade (Deapti), em janeiro de 2020, após sair de uma agência bancária em Copacabana, a idosa foi abordada por Diana Rosa Aparecida Stanesco Vuletic, que, apresentando-se como vidente, disse que a filha da viúva estava doente e morreria em breve. Ela conseguiu convencer a vítima de ir até o apartamento dela, na Rua Barata Ribeiro, onde teria jogado búzios e constatado o “evento trágico”.

Posteriormente as duas seguiram para um apartamento no Leme, onde morava outra falsa vidente, identificada como Jacqueline Stanescos, que confirmou a previsão. Em busca de uma “solução”, a vítima foi levada até a casa de Rosa Stanesco Nicolau, conhecida como Mãe Valéria de Oxossi, na Rua Maria Quitéria, em Ipanema, que ofereceu para fazer de trabalhos espirituais para a cura de Sabine pelo valor de R$ 5 milhões de reais. Todas elas estavam envolvidas no esquema.

Até então, a idosa não tinha conhecimento da relação da filha com a “mãe de santo”. Na dúvida sobre o que fazer, a vítima compartilhou as “informações” com Sabine, que envolvida no golpe, orientou a mãe a aceitar a proposta e providenciar imediatamente o pagamento para que ela fosse “protegida”. Com o pedido da filha e acreditando que as previsões poderiam se concretizar, já que Sabine sofria de problemas psicológicos como depressão e síndrome do pânico, a idosa efetuou as transferências entre os dias 22 de janeiro e 5 de fevereiro de 2020. Entre os beneficiados estavam Ronaldo Ianov e Slavko Vuletic.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas