conecte-se conosco


Agro Veracidade

FRANGO/CEPEA: Enquanto exportação segue estável em março, liquidez e preço diminuem no BR

Publicado


.

Cepea, 03/04/2020 – O volume de carne de frango exportado pelo Brasil em março foi praticamente o mesmo do registrado em fevereiro. Segundo dados da Secex, foram embarcadas 324,64 mil toneladas de proteína de frango in natura em março, leve alta de 0,1% frente ao resultado de fevereiro/20 e aumento de 2,2% frente a março/19. O ritmo dos embarques, no entanto, diminuiu de fevereiro para março. Ainda de acordo com a Secex, o Brasil embarcou 14,76 mil toneladas por dia no mês passado, contra 18 mil toneladas/dia em fevereiro e 16,7 mil toneladas/dia em março/19. Diante disso, a sustentação no volume embarcado em março esteve atrelada ao maior número de dias úteis. Para os próximos meses, agentes de mercado têm expectativa de que o ritmo dos embarques volte a crescer, fundamentos em uma possível intensificação das compras chineses no Brasil. No mercado interno, após o setor ter registrado incremento nos pedidos em meados de março, principalmente por parte de mercados, as vendas de carne de frango se desaqueceram de 25 de março a 1º de abril. Segundo colaboradores do Cepea, além da retração da demanda por ser a última semana do mês, a redução das compras por parte de restaurantes, hotéis e demais serviços de alimentação, reforçaram a baixa liquidez e, consequentemente, as quedas nos preços. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
publicidade

Agro Veracidade

CITROS/CEPEA: Preços da tahiti podem continuar firmes em junho

Publicado


.

Cepea, 05/06/2020 – A oferta de lima ácida tahiti esteve controlada no mercado paulista em maio, de acordo com pesquisas do Cepea, cenário que deve permanecer sendo observado em junho. Assim, a expectativa é de que os preços da fruta sigam firmes em junho, principalmente se a demanda do mercado externo continuar aquecida. Anteriormente, a expectativa de agentes consultados pelo Cepea era de que a colheita das frutas provenientes de segunda florada elevasse a disponibilidade de tahiti no mercado de mesa neste mês – mesmo que em volume inferior ao do pico de safra. Contudo, o baixo índice pluviométrico no cinturão citrícola entre abril e maio atrasou o desenvolvimento da variedade, elevando o tempo de permanência das frutas nos pés. A diminuição da oferta de lima ácida tahiti no estado de São Paulo já vinha resultando em alta de preços no mercado de mesa. No final de maio, segundo colaboradores do Cepea, algumas negociações chegaram a R$ 45,00/cx de 27 kg, colhida, a depender da qualidade do fruto, contra R$ 20,00/cx em semanas anteriores. Dessa forma, as cotações do mercado interno encerraram maio com alta de 64,16% em comparação a abril, com média de R$ 28,66/cx. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas