conecte-se conosco


Policia Federal

Força de Segurança composta pela Polícia Federal prende integrante de facção criminosa em Mato Grosso

Publicado


Cuiabá/MT – A Força-Tarefa de Segurança Pública (FTSP/MT), da qual a PF faz parte, prendeu na manhã desta quarta-feira (27/10) integrante de organização criminosa que atua na região do Araguaia no Estado de Mato Grosso. O homem figurava na lista dos mais procurados no Estado.

A ação ocorreu no momento em que policiais realizaram abordagem a ônibus que tinha como origem a cidade do Rio de Janeiro. Ao identificarem um passageiro com as características do foragido, os agentes realizaram conferência em seus pertences e perceberam que ele estava na posse dos documentos de seu irmão, além de trazer consigo mais de R$ 7,7 mil.

O preso é um dos investigados na Operação “HOT MONEY” (https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/noticias/2021/05/pf-combate-trafico-interestadual-de-drogas-no-vale-do-araguaia-em-mato-grosso) , deflagrada pela Polícia Federal, no município de Barra do Garças, em maio deste ano. Ele também figurava na Operação “FECHAMENTO”, realizada no mês de setembro pela Polícia Civil mato-grossense.

Há dois mandados de prisão preventiva abertos em seu desfavor, um expedido pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá/MT (pelo crime de Organização Criminosa) e outro pela Vara Criminal de Aragarças/GO (por tráfico de drogas).

Além da Polícia Federal, a FTSP/MT é assim composta: Polícia Rodoviária Federal; Polícia Civil; Polícia Militar e o Sistema Prisional. Seu objetivo é realizar atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado em Mato Grosso.

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso

Contato:  (65) 99284-8987
E-mail: [email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

Polícia Federal desarticula grupo que aplicava golpes contra a Caixa Econômica Federal

Publicado


Lages/SC – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (30/11) a Operação Quatro Passaggeri, com o objetivo de desarticular grupo criminoso que praticava estelionatos e outras fraudes contra a Caixa Econômica Federal, a partir da adulteração de cheques em favor de terceiros.

Cerca de 20 policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão em imóveis localizados nos estados de Santa Catarina (Jaraguá do Sul e Balneário Camboriú), Goiás (Goiânia) e Mato Grosso (Várzea Grande). As medidas judiciais buscam a colheita de provas das condutas dos autores das fraudes, bem como a apreensão de bens e documentos que possam estar sendo utilizados para a execução das condutas criminosas.

As investigações tiveram início em 2019, quando os falsários obtiveram êxito em sacar mais R$ 78 mil de um cheque emitido inicialmente com o valor de face de R$ 751, na agência da Caixa Econômica Federal de Lages. Constatou-se que o grupo conseguiu aplicar golpes de forma semelhante na região de Balneário Camboriú e em outros estados da federação.

Os criminosos obtinham e adulteravam cheques autênticos emitidos por empresas e condomínios residenciais, por meio de sofisticado arranjo fraudulento, lesando as empresas e o banco sacado.

Estima-se que as fraudes identificadas na investigação tenham ultrapassado o prejuízo de 200 mil reais aos cofres da empresa pública federal.

O inquérito policial segue em curso, para apurar o envolvimento de outras pessoas ou outros fatos criminosos conexos, sendo que os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de estelionato, falsificação de documentos, falsidade ideológica e associação criminosa, cujas penas máximas, somadas, podem ultrapassar 15 anos de prisão.

O nome da operação, batizada de Quatto Passeggeri, do italiano quatro passageiros, faz alusão às características do núcleo do grupo criminoso investigado, que deslocava constantemente seu local de moradia entre diferentes localidades do país para praticar golpes em empresas, condomínios residenciais e bancos.

Comunicação Social da Polícia Federal em Lages/SC

[email protected]

Contato: (49) 3251-6200

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas