Connect with us

Economia

Fiat Chrysler Automóveis recebe Gitlab para evento de tecnologia

Publicado em

Acompanhar a evolução do mercado e da tecnologia, missões primordiais para todas as grandes empresas. Pensando nesse engajamento, a  Fiat Chrysler Automóveis
(FCA) resolveu criar o Tech Day. A proposta é trazer players de mercado para falar de temas atuais voltados para Transformação Digital com uma abordagem mais técnica. A Gitlab é o convidado desta próxima semana.

Leia também: Jeep Renegade 2019 muda para manter competitividade contra rivais


Gitlab é o convidado do Tech Day da Fiat Chrysler Automóveis (FCA)
Divulgação

Gitlab é o convidado do Tech Day da Fiat Chrysler Automóveis (FCA)

A Gitlab
é uma plataforma open-source que facilita os processos das empresas na hora de alcançarem a excelência em DevOps para que consigam oferecer um produto final de ótima qualidade para todos os seus clientes, reduzindo o tempo do ciclo de vida do software.

“GitLab é uma parceria que estamos trazendo para o Brasil através da iG Corporate
. A Gitlab é uma empresa de tecnologia americana que desenvolve softwares para o mercado de DevOps. Tradicionalmente, as empresas desenvolvem softwares com 1, 2, 3 e até 12 ferramentas diferentes, gerando uma alta nos custos operacionais de desenvolvimento e uma baixa na sua produtividade. Essa tecnologia traz a maioria dessas ferramentas em uma plataforma única. Isso facilita e muito o trabalho do desenvolvedor. O termo DEvOps está cada vez mais conhecido no mundo e no Brasil não é diferente”, diz o Diretor Executivo da iG Corporate, Max Strand.

Na estratégia de receber grandes nomes do mercado, a FCA juntamente com o iG Corporate traz o time da Gitlab para este evento de tecnologia onde serão abordados assuntos como: DEvOps, CI, CD e outros. Entre os convidados de eventos recentes estão: Google, Samsumg, KPMG, SAS, UOL, IBM, entre outros sobre temas como Blockchain, Iot, DevOps, Analytics e Drones.

O evento corporativo acontece presencialmente nessa quarta-feira (24) no auditório do Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), com a participação online das outras plantas da FCA na América Latina, como Goiana (PE), Campo Largo (PR) e Córdoba, na Argentina. Essa é a 26 edição do encontro que já acontece desde 2016.

Leia também: Indicador do PIB aponta crescimento na economia brasileira pelo terceiro mês

Quem é a Fiat Chrysler Automóveis?

A FCA reúne 15 diferentes marcas, como Fiat, Jeep, Abarth, Maserati, Mopar, entre outras. A evolução da FCA no Brasil tem como berço a planta de Betim (MG). Desde o início de sua operação, em 1976, o Polo Automotivo Fiat se transformou na maior fábrica de veículos da América Latina. Sempre na vanguarda, o Polo Fiat recebe contínuos investimentos para incorporar as mais modernas tecnologias e processos. Hoje, a unidade está integrada aos conceitos da Indústria 4.0.

Inaugurado em 2015, o Polo Automotivo Jeep, localizado em Goiana (PE), é um modelo de industrialização para o Brasil e um símbolo da agenda automotiva. Instalando-se em uma região tradicionalmente ocupada pela monocultura da cana-de-açúcar, tornou-se o centro de um polo industrial e exportador, que gera empregos de qualidade. A instalação da planta e o lançamento da marca Jeep no Brasil constituem um caso de sucesso. A planta Jeep foi concebida utilizando ferramentas de simulação virtual de processos, equipamentos de última geração e soluções de ergonomia. É ainda totalmente integrada aos fornecedores e todos operam sob o mesmo sistema de comunicação em tempo real para garantir o fluxo logístico, reduzindo o nível de estocagem.

Em relação à mercado, a FCA consolidou em setembro a liderança de vendas no acumulado do ano, com 17,7% de market share durante os nove primeiros meses do ano. Com 315.423 unidades vendidas, o grupo acumula 11,9 mil unidades à frente do segundo colocado. Para 2019, as perspectivas são otimistas, pois o plano estratégico do grupo FCA para os próximos cinco anos fortalece muito a presença e gama de produtos da Fiat na América Latina e reforça a Jeep na rota virtuosa que vem seguindo, de lançar produtos de sucesso que lideram seus segmentos. Entre 2018 e 2022, a FCA irá lançar mais de 25 produtos, entre modelos inteiramente novos e desenvolvidos na América Latina, importantes atualizações em modelos já em linha.

Leia também: Revelada na China a nova geração do Chevrolet Prisma

Quem é a iG Corporate?

A  iG Corporate é um fornecedor e integrador de soluções digitais
 premium para o mercado SMB e Enterprise. Atuamos nas áreas de Marketing, Negócios, Infraestrutura de TI, Desenvolvimento de TI e Operações TI. 

Comentários Facebook
Advertisement

Economia

DPU e INSS firmam acordo para acelerar atendimento do BPC

Published

on

INSS
FOTO ILUSTRATIVA

INSS

A Defensoria Pública da União (DPU) e o  Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) firmaram nesta terça-feira (16) um acordo que visa ampliar e acelerar o atendimento e o acesso de cidadãos a benefícios previdenciários e de prestação continuada (BPC). Esse acordo inclui a implantação de um sistema próprio para atendimentos de beneficiários do INSS e a criação de um fluxo de comunicação entre as instituições para acelerar a resolução de conflitos sobre pagamentos.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

O sistema, destinado aos hipervulneráveis e analfabetos digitais, dará à DPU a possibilidade de prestar auxílio na realização de requerimentos de serviços e benefícios oferecidos pelo Instituto, por meio de canais remotos, na modalidade de atendimento à distância. Tanto a DPU quanto o INSS pretendem criar um fluxo institucional de comunicação para resoluções extrajudiciais coletivas. A ideia é evitar o ajuizamento de ações de caráter coletivo. Muitas vezes, ações como essas demoram anos para serem resolvidas.

“Serão incluídas questões macro, que envolvam muitos segurados; interpretação da legislação, em que o INSS e a DPU tenham entendimentos diferentes. Levaremos essas demandas para a autarquia, que terá um canal institucional aberto e responderá ponderando ou acolhendo as sugestões da Defensoria”, esclareceu a defensora pública federal e coordenadora da Câmara de Coordenação e Revisão Previdenciária, Fernanda Hahn.

A parceria tem também o objetivo de ampliar a prestação de serviços aos assistidos, com orientação, instrução e preparação relacionadas a benefícios previdenciários. Além disso, com o acordo, defensores públicos federais poderão pedir a reabertura dos processos de benefícios assistenciais que tenham sido indeferidos administrativamente por não cumprimento de exigências, desde que seja comprovado que houve equívoco no envio da comunicação.

Implantação não será imediata

A DPU destacou, no entanto, que o efeito desse acordo não será sentido de imediato. Segundo o órgão, a implantação do novo sistema, de âmbito nacional, levará tempo para se consolidar. “É importante destacar que tal serviço não será implantado de imediato. Será necessário um tempo para cadastramento e preparação das unidades da DPU. Só então este tipo de atendimento poderá ser efetivado. De qualquer maneira, a assinatura do Acordo Técnico é um dos primeiros passos em direção a este objetivo”, explicou a DPU, em nota. Ainda não existe um prazo para que essa preparação seja concluída.

O BPC é pago pelo governo federal para idosos com mais de 65 anos de idade ou pessoas com deficiência inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). No caso da pessoa com deficiência, além da renda, também há uma avaliação médica e social no Instituto Nacional do Seguro Social para comprovar se a condição causa algum tipo de impedimento, seja de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, com efeitos por pelo menos 2 anos e que impeçam a pessoa de ter um pleno convívio social.


Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas