Connect with us

Mato Grosso

Estado alerta municípios para o risco de epidemia de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes

Publicado em

Nota informativa emitida pela Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), alerta os municípios mato-grossenses para o risco de ocorrerem surtos ou epidemia de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti como Dengue, Zika e Chikungunya.

De acordo com a nota, todo o estado de Mato Grosso é endêmico para estas doenças e vários são os fatores que contribuem para isso, dentre eles estão fatores sociais e ambientais, além de ser um estado com extensas localizações geográficas e diferentes tipos de bioma.

“Alertamos para a necessidade de se intensificar a vigilância das doenças transmitidas por Aedes, considerando não somente a possibilidade de surtos e epidemias nos municípios do estado, mas também pelo significativo número de óbitos por complicações dessas arboviroses confirmadas por laboratórios no Estado durante anos anteriores.” Informou a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Alessandra Moraes.

Mato Grosso lidera a lista de alto risco de transmissão de Febre Chikungunya no país, segundo dados divulgados no último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. De janeiro a junho do ano de 2018, foram registrados 380 casos novos da doença para cada 100 mil habitantes e no mesmo período de 2017, foram apenas 83 casos notificados a cada 100 mil habitantes em todo o estado.

Os dados também apontam que o município de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, é o que tem apresentado o maior número de notificações da Febre Chikungunya, do início do ano até agora, período em que foram registrados mais de 10 mil casos somente em Várzea Grande.

A SES/MT destaca a importância do envolvimento do Poder Público nos três níveis de governo e demais segmentos da sociedade organizada, por meio de ações articuladas para combate do vetor da Dengue, Zika e Chikungunya e solicita aos gestores e profissionais de vigilância em saúde, da atenção primária, unidades de urgência e emergência e demais profissionais de saúde a atenção especial às estratégias.

Entre elas, intensificar as ações de prevenção em parceria com os agentes de combates de endemias e agentes comunitários de saúde de forma articulada e de acordo com o cenário de risco e de transmissão apresentado.

Envolver a equipe de comunicação e mobilização social, trabalhando em parceria com a Vigilância em Saúde, através da divulgação da situação também de forma estratificada, buscando a participação da população em ações educativas para eliminação mecânica de criadouros existentes nos domicílios.

“Todos os municípios devem dimensionar a rede de saúde para atender aos pacientes com Dengue, Zika e Chikungunya nos três níveis de complexidade, que são o primário, secundário e terciário, incluindo o fluxo para realização dos exames laboratoriais”, alerta a representante da SES/MT.

Confira aqui o informe na íntegra.

Informe Epidemiológico nº 25.

Comentários Facebook
Advertisement

Mato Grosso

Prefeitura de Lucas do Rio Verde alerta sobre documentos obrigatórios para inscrições do Condomínio Águas do Cerrado

Published

on

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde alerta para a documentação obrigatória para efetuar inscrições do Condomínio Águas do Cerrado que serão do dia 22 de agosto a 22 de outubro. É imprescindível que os interessados, que fizeram o agendamento, compareçam no dia e hora marcados, no Departamento de Habitação, na avenida Mato Grosso, na rotatória da Rosa Mística, bairro Jardim das Palmeiras.

No ato da inscrição, o não cumprimento das obrigatoriedades ou a falta de qualquer documento exigido no edital implicará na NÃO realização da inscrição.

Para a inscrição, a documentação ORIGINAL obrigatória, é RG e CPF ou CNH válida, comprovante de estado civil – Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento ou Certidão de Casamento com Averbação do Divórcio – conforme for o caso, comprovante de endereço atualizado e no nome do proponente (conta de água, energia, fatura de cartão de crédito, fatura de internet), comprovante de renda atualizado – renda familiar de R$ 2 mil a R$ 7 mil (três últimos holerites), ou declaração de Imposto de Renda do último exercício, comprovante de tempo de moradia, conforme consta no edital; se for PcD, apresentar laudo médico que comprova a situação.

Como parte dos critérios, os interessados não podem possuir restrições no CPF. É obrigatório que todos os componentes (irmão, cônjuge – união estável, pai, filho, etc), que comprovem a renda junto com o interessado, compareçam de forma presencial no dia da inscrição, portando todos os mesmos documentos legíveis e originais, conforme citado no edital.

Importante salientar que a realização da inscrição e a classificação do candidato no programa não garante a aprovação de crédito perante o agente financeiro, visto que é necessário o preenchimento de critérios da instituição financeira operadora e do programa do Governo Federal Casa Verde e Amarela.

Para aqueles que tiveram restrições no cumprimento das obrigatoriedades e não conseguiram finalizar sua inscrição, se ainda houver interesse do candidato/proponente, tendo o período para agendamento de inscrição encerrado, será realizado um novo agendamento para data final do período de inscrição, após atendimento de todos os previamente agendados.

Se no reagendamento ainda faltar documento, apresentar documentação ilegível ou possuir restrição financeira no CPF, não será mais possível fazer inscrição, pois o reagendamento será feito apenas uma única vez.

O agendamento on-line e presencial do Condomínio Águas do Cerrado, que é uma etapa obrigatória do projeto, segue até o dia 21 de agosto. Presencialmente, o agendamento é feito no Departamento de Habitação. E pelo site, é preciso preencher o CPF e a data de nascimento, sendo direcionado a uma página onde terá que escolher a data e o horário para fazer a inscrição. O link é: http://habitacao.lucasdorioverde.mt.gov.br/portal/agendamento.

Fonte: Ascom Prefeitura Lucas do Rio Verde / Gabriela Corsino

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas