conecte-se conosco


Nacional

Deputados enviam carta à ONU e OMS sobre Bolsonaro: “flerta com genocídio”

Publicado


source
bolsonaro arrow-options
Agência Brasil

Carta denuncia atitudes de Jair Bolsonaro na pandemia

Um documento elaborado por deputados brasileiros busca denunciar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia de coronavírus. A carta é assinada pelo presidente da Comissão, deputado Helder Salomão (PT), além dos parlamentares Padre João (PT), Túlio Gadelha (PDT) e Camilo Capiberibe (PSB).

No texto, enviado ao diretor-geral da Organização Mundial de Saúde Tedros Adhanom, os parlamentares listam pronunciamentos e atos polêmicos do presidente em relação ao vírus, o que, segundo eles, aponta um comportamento irresponsável e que “flerta com o genocídio”.

Leia mais: Porta-voz iraniano recua após chamar Covid-19 de “piada”

“O Presidente da República Federativa do Brasil flerta com o risco de um genocídio e menospreza a possibilidade de óbito de idosos. Nenhum cidadão, muito menos um mandatário, pode usar a liberdade de expressão para desinformação e para colocar em situação de risco a saúde e a vida de mais de 200 milhões de pessoas”, diz a carta.

No documento, os deputados ainda cobram ações efetivas e “providências que possam auxiliar o Brasil em um momento de emergência”, questionando ainda os limites das atitudes do presidente para a comunidade internacional. 

Além de Adhanom, a carta também foi encaminhada para Michelle Bachelet, Alta Comissária da ONU para direitos humanos, Joel Hernández García, Presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Dainius Puras, relator da ONU para direito à saúde, David Kaye, relator da ONU para liberdade de expressão e Rosa Kornfeld-Matte, especialista independente para direitos das pessoas idosas.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Covas: São Paulo plantará uma árvore para cada vítima de Covid-19

Publicado


source
covas
Divulgação

A cidade de São Paulo faz aqui a sua lembrança em relação a todas as pessoas que estão perdendo a vida por conta dessa pandemia, disse Covas


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse, nesta sexta-feira (5), que a cidade terá um memorial em homenagem às vítimas do  coronavírus. Uma árvore será plantada para cada uma das pessoas que morram na cidade de São Paulo por causa da doença.

Segundo o prefeito, as árvores serão plantadas no Parque do Carmo, zona leste da capital. “O município de São Paulo vai criar um memorial para todas as vítimas de coronavírus da cidade lá no Parque do Carmo, plantando uma árvore para cada vida perdida “, detalhou.

“Enquanto alguns governos comemoram o desmatamento e passam a mão na cabeça daqueles que promovem o desmatamento, a cidade de São Paulo faz aqui a sua lembrança em relação a todas as pessoas que estão perdendo a vida por conta dessa pandemia e plantando ainda mais árvores, contribuindo para o reflorestamento de São Paulo”, falou Covas.

Até ontem (4), a cidade de São Paulo tinha registrado 4.568 óbitos provocados pelo coronavírus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas