conecte-se conosco


Política MT

Deputado solicita viatura para demandas da PJC de Jangada

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual João Batista (PROS), Na sessão matutina de quarta-feira (03), mostrou o drama vivenciado pelos munícipes da cidade de Jangada (75 km de Cuiabá). A cidade teve a sua delegacia fechada no inicio do ano passado, após medida adotada pelo Governo, como forma de contenção de gastos, e desde então vem sofrendo com o alto índice de criminalidade.

Como forma de tentar “amenizar” a situação, o parlamentar apresentou uma indicação ao Poder Executivo, no qual solicita a aquisição de mais uma viatura para a delegacia de Rosário Oeste, município distante a 48 km de Jangada e que atende as principais ocorrências da cidade vizinha.

Na oportunidade, João contou como é “o martírio” daqueles que precisam dos serviços prestados pela Policia Judiciária Civil do Estado. “O cidadão jangadense sofre para registrar um simples boletim de ocorrência, sendo obrigado a se deslocar mais de 40km para buscar auxilio na cidade vizinha de Rosário Oeste”, disse.

A demanda foi apresentada ao deputado pelos vereadores Flávio Rondon e Noilton Augusto da Silva, popularmente conhecido como “BH”. De acordo com a proposta dos vereadores, a Câmara Municipal de Jangada seria um ponto de apoio para que a equipe da Policia Civil possa executar suas atividades.

“Desde o fechamento da delegacia em nossa região, a sensação de impunidade se tornou comum em nosso cotidiano. Espero que o pedido do deputado João Batista seja ouvido pelo secretário de Estado de Segurança. Muitas pessoas desistem de registrar suas ocorrências, tendo em vista o deslocamento até a cidade vizinha de Rosário Oeste”, explicou o vereador.

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Deputados se unem para combater fake news sobre voto à alíquota dos 14%

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Os deputados estaduais João Batista do Sindspen (Pros) e Delegado Claudinei (PSL) usaram suas contas nas redes sociais para combater fake news envolvendo a PEC (6/2020) que aumentou a alíquota dos aposentados de 11% para 14%. Ambos os parlamentares votaram contra o projeto, que entrou em pauta em janeiro deste ano. Na época, mesmo sob a pressão dos servidores públicos presentes durante a sessão, a matéria foi aprovada com 16 votos favoráveis e 7 contrários.

João Batista conta que tem se deparado constantemente com situações onde é preciso “desmentir” a questão da alíquota, afirmando que o mesmo está acontecendo com o colega parlamentar Delegado Claudinei.

“O momento agora é de debater as regras de transições da PEC 06/2020. Existem aqueles que tentam desconstruir a imagem do deputado que é servidor público, assim como é o meu caso e do Claudinei. Na AL lutamos pelo servidor público como um todo, e conseguimos garantir direitos, principalmente para a segurança pública. Agora, na segunda fase da tramitação, vamos tentar garantir que mais emendas sejam aprovadas”, disse João Batista.

O parlamentar Delegado Claudinei, em uma rede social, explicou sobre os estágios de tramitação no que diz respeito a Reforma da Previdência, lembrando sobre a votação que tratou da alíquota é a mais recente, que trata sobre as regras de transição, paridade e integralidade dos salários dos servidores.

“Naquela primeira votação [sobre a alíquota] eu votei contra. Infelizmente nossos votos [os contrários] foram vencidos e agora, com a elevação de 11% para 14%, podemos ver que os servidores públicos, principalmente os aposentados e pensionistas, estão sofrendo com o desconto nos salários. Daqui para frente, até a segunda votação, vamos trabalhar novas emendas para serem incluídas na PEC [6/202]. Vamos combater as fake news e garantir o que for de direito dos servidores públicos e diminuir esse prejuízo”, comentou Claudinei em sua publicação.

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas