conecte-se conosco


Política Nacional

Depois de Lula, ex-governador tucano Eduardo Azeredo também deixa a prisão

Publicado

source
Ex-governador Eduardo Azeredo arrow-options
Valter Campanato/ABr

Ex-governador Eduardo Azeredo

O ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, recebeu alvará de soltura nesta sexta-feira (8) após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar o fim de prisão após condenação em segunda instância . O recurso foi apresentado na Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

O tucano foi condenado em 2017 a 20 anos e um mês de prisão no caso do mensalão do PSDB por peculato e lavagem de dinheiro.  A sentenção na primeira instância foi dada em 2015.

Azeredo estava detido na sede do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, localizado no bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Leia também: Além de Lula, Dirceu também pede para deixar a prisão

Após completar um ano na carceragem em maio deste ano, o ex-governador foi desfiliado do PSDB. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), a desfiliação foi pedida por ele mesmo. Segundo a Justiça Eleitoral , ele fez parte do partido por mais de 30 anos (entre 1988 e 2019).

Leia mais:  Defesa de Lula diz que Procuradoria quer “tumultuar” julgamento do petista

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Damares: “Canal vaginal de menina de 12 anos não está pronto para ser possuído”

Publicado

por

source

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que defende a abstinência sexual para prevenir gravidez precoce na adolescência, disse ao jornal Folha de São Paulo que se silencia caso fique provado que uma menina de 12 anos está pronta para ser possuída todo dia por um homem. 

Leia também: Campanha do governo federal pela abstinência sexual começa em fevereiro

Damares Alves arrow-options
Divulgação/Presidência da República

Damares Alves


Leia também: Damares critica ataques a filho de Thammy e repara: “ele está de azul” 

A ministra Damares Alves, que é pastora e evangélica, sustenta que não mistura assuntos de Estado e religião.  O governo está lançando uma nova campanha estimulando o início do prorrogamento da vida sexual do público de 10 a 18 anos para evitar a gravidez na adolescência. 

“O argumento que eu estou buscando é: uma menina de 12 anos não está pronta para ser possuída. Se vocês me provarem, cientificamente, que o canal de vagina de uma menina de 12 anos está pronto para ser possuído todo dia por um homem, eu paro agora de falar”,  afirmou à coluna Painel.

Leia mais:  Doria anuncia quarto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

Leia também: ‘Acredito em príncipe encantado’, diz Damares Alves sobre busca por marido

A ministra Damares Alves ainda disse que, se levarem “um abaixo-assinado com 1 milhão de assinaturas de pais de adolescentes contra a proposta”, ela “para de falar”.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas