conecte-se conosco


Entretenimento

Denilson ataca Belo: “Se ele quiser me encarar, tem que sair da calçada”

Publicado

source

O ex-jogador e atual comentarista esportivo da Band , Denilson, participou na manhã desta quarta-feira (9) do “Aqui na Band” e causou polêmica no quadro “Dez Fatos que Marcaram Minha Vida”, que é apresentado por Luís Ernesto Lacombe e Silvia Poppovic. Um dos assuntos que mais chamou atenção foi a dívida com o cantor Belo.

Leia também: Após desabafo, Denilson cobra dívida de Belo em público: “Me paga, mano”

Denilson fala de briga com Belo arrow-options
Reprodução/TV Bandeirantes

Denilson fala de briga com Belo












Leia também: Gracyanne Barbosa mostra em detalhe tatuagem para Belo

A dívida começou quando, no passado, Denilson comprou os direitos da banda Soweto e Belo saiu do grupo sem pagar indenização. Desde então, o ex-atleta processou Belo e também foi processado pelo cantor, porém mesmo com decisão judicial, o músico não pagou a dívida e Denilson não deixa passar.

“Isso é público e notório, nunca deixei de falar sobre o assunto. Onde eu vou hoje, entro com a cabeça erguida. É o que o ser humano deveria fazer. É muito simples esse problema. Pagou? Tá resolvido. E já era”, disse o comentarista no programa.

Leia mais:  Secretaria Municipal de Cultura recebe propostas artísticas para Virada cultural

Leia também: Show de Marília Mendonça reúne 100 mil pessoas e termina em confusão

 Ao ser questionado se ele acredita que Belo tenha condições de pagar os 5 milhões da dívida, Denilson foi direto: “Não dá pra saber onde o calo aperta. Sei que a Justiça foi feita. O cara me deve e ainda me processa [em 2017, Belo processou Denilson por cobrá-lo nas redes sociais]”.

O comentarista continuou: “Ele tem que pagar as custas do advogado, já é coisa dele. E o processo que ele tem comigo, e o valor, ele tem que me pagar. O martelo já foi dado. Não pode fazer mais nada. É só ele ligar e falar: ‘eu pago 1 mil reais por mês, 500 reais por mês’”. 

Denilson também foi questionado se mantinha contato com o cantor e respondeu o seguinte: “Não tenho nada pra falar com ele, tá louco? Se ele quiser me encarar, tem que sair da calçada, quem está me devendo é ele”.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

“Um personagem com defeitos”, diz ator que vive Papa Francisco em “Dois Papas”

Publicado

por

source

Jonathan Pryce comentou seu mais novo papel como o papa Francisco. O ator, de 72 anos, interpreta o chefe da Igreja Católica em “ Dois Papas ” e revelou o quão interessante foi retratá-lo no filme.

Leia também: Netflix libera o 1º trailer de “Dois Papas”, novo filme de Fernando Meirelles

Filme Dois Papas arrow-options
Divulgação/Netflix

Cena do filme “Dois Papas”


“A coisa interessante sobre interpretar Francisco é que ele não é a figura mais sagrada, ele é um personagem com defeitos com uma história de ser visto como uma figura controversa na Argentina, possivelmente conspirando com a ditadura. Eu acho que, como ator, isso o tornou muito interessante, porque você mostra os dois lados do homem. Acho que se ele fosse apenas totalmente bom não seria tão interessante. Acredito que é por isso que as pessoas se identificam com ele, porque ele parece, sim, ser um homem do povo”, disse Jonathan Pryce em entrevista ao iG durante a 63ª edição do Festival de Cinema de Londres.

Com direção de Fernando Meirelles, o longa-metragem conta a história do então cardeal argentino Jorge Bergoglio (Jonathan Pryce), que, desiludido com o rumo da Igreja Católica, decide pedir sua aposentadoria ao papa Bento XVI (Anthony Hopkins). Passando alguns dias juntos em um verão em Roma, os dois discutem suas diferentes ideologias – reforma x tradição -, além de peculiaridades sobre suas personalidades, gostos e, até mesmo, confessam alguns de seus pecados um ao outro.

“Já interpretei muitos personagens reais no passado. Felizmente, a maioria deles estava morta, mas é uma enorme responsabilidade interpretar Francisco, porque ele é o chefe de uma organização com 1,2 bilhão de seguidores e todo mundo tem um ponto de vista sobre ele. Mas o que acho que fizemos é apresentar uma imagem completa do homem, que é um homem do povo que representa o povo, e quer fazer mudanças na estrutura da igreja e levar as pessoas de volta às igrejas”, acrescentou Pryce sobre os desafios de viver Francisco.

Leia mais:  Secretaria Municipal de Cultura recebe propostas artísticas para Virada cultural

Direção de peso

Apesar de declarar que não sabia muito sobre o Vaticano, Fernando Meirelles também explicou o motivo pelo qual foi atraído pela oportunidade de dirigir o filme.

“Eu sou um grande fã do papa Francisco. Meu interesse foi mais a oportunidade de ir pra Argentina, conhecer de onde ele veio, falar sobre o papa. Esse papa eu acho que, hoje em dia, ele é uma das vozes mais importantes do mundo, porque primeiro ele está falando sobre a conservação do planeta. Ele fala muito da questão social, que a gente está deixando os pobres do mundo de lado e ele tenta incluir. Ele é um cara que, entre poucos, está tentando construir pontes entre religiões, entre culturas, enquanto todo mundo está querendo fazer muros. Tá essa onda agora muito estúpida nesse mundo de nacionalismo, meu país, minhas fronteiras. Esse é o maior erro. A gente é um planeta só. E é uma estupidez, uma idiotice, pensar em nacionalismo. Então o papa Francisco fala em planeta, e não em nações, o que é genial”, disse Meirelles ao iG .

Leia também: Como fica a corrida pelo Oscar 2020 depois dos festivais outonais?

Segundo o diretor, “Dois Papas” vai transmitir várias mensagens ao público, tanto no nível espiritual quanto pessoal.

“O filme tem uma mensagem no nível pessoal, que é você ouvir o cara que você discorda. É isso que acontece: são dois caras que discordam de tudo e eles têm que ouvir um o outro, então tolerância é uma mensagem. Ele fala sobre essa inclusão social no mundo, é uma mensagem política. E no nível espiritual, ele fala que mesmo quando você se sente desconectado de alguma coisa maior, é uma questão de tempo. Uma hora você se reconecta. Então tem uma mensagem pra quem tem religião, pra quem tem alguma prática espiritual, que é muito legal. Faz parte. Se perder a conexão faz parte”, explicou.

Leia mais:  “Bohemian Rhapsody” se fia na força do Queen para quebrar a banca no Oscar

Burburinho do Oscar 2020

Além de contar com atuações espetaculares dos veteranos Jonathan Pryce e Anthony Hopkins, “Dois Papas” foi escrito pelo roteirista Anthony McCarten, que também já escreveu os roteiros de filmes de sucesso como “A Teoria de Tudo”, “O Destino de Uma Nação” e “Bohemian Rhapsody”, consagrados pela Academia no passado.

Comentando o burburinho que a produção tem causado como um dos fortes candidatos a estatuetas no Oscar 2020, McCarten afirmou: “Tentamos não nos envolver nesse jogo nós mesmos, mas se isso acontecesse, seria formidável. No caso seria meu quarto filme consecutivo que recebe uma indicação na categoria de Melhor Filme. Dedos cruzados”.

Enquanto as expectativas aumentam em relação à temporada de premiações, uma coisa é certa. Anthony adoraria trabalhar com Meirelles mais vezes no futuro.

Leia também: Novo filme de Martin Scorsese lidera ofensiva da Netflix pelo Oscar em 2020

“Foi maravilhoso trabalhar com ele. Posso fazer isso novamente, por favor? Ele é brilhante. O que amo sobre [o Meirelles] é a sua humanidade. Você consegue ver a maneira como a câmera ama os rostos. Ele ficaria apenas feliz em deslizar a câmera no rosto de alguém. Ele é um humanista, há algo franciscano sobre ele. Ele é o único diretor de cinema que sei que pode deixar a direção amanhã e ir trabalhar em seu jardim felizmente. E ele também quer salvar o planeta. Ele é muito engajado nesse movimento de mudanças climáticas do meio ambiente. Então sou um grande fã e os atores o amam. Ele dá espaço para eles trabalharem e genuinamente os encoraja”, finalizou o roteirista ao iG .

Dois Papas ” estreia na Netflix em 20 de dezembro.

Acompanhe os eventos mais exclusivos em Londres pelo Instagram da repórter Patricia Dantas ( @patydantas8 )

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas