Connect with us

Nacional

Defesa de Temer contesta Polícia Federal e pede que STF anule indiciamento

Publicado em


Defesa de Michel Temer contestou ato da Polícia Federal e pediu anulação de indiciamento
Beto Barata/PR – 7.7.17

Defesa de Michel Temer contestou ato da Polícia Federal e pediu anulação de indiciamento

A defesa de Michel Temer (MDB) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a anulação do indiciamento promovido nessa terça-feira (16) pela Polícia Federal
 no âmbito do inquérito dos portos. O presidente foi indiciado por supostos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa,

Em manifestação enviada ao relator do processo, ministro Luís Roberto Barroso, a defesa de Michel Temer
alegou que a Polícia Federal não tem competência para indiciar o emedebista devido ao fato de ele ser protegido por foro especial na condição de presidente da República. Para os advogados, o indiciamento é ilegal e provoca repercussão na “honorabilidade de Temer” e “reflexos na estabilidade da nação”.

“Chamou a atenção da defesa, a decisão da autoridade policial de proceder diretamente o indiciamento do requerente, sem qualquer autorização de Vossa Excelência [Barroso], ou mesmo pedido neste sentido por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR), usurpando a competência exclusiva desta Suprema Corte”, argumentou a defesa.

O corpo jurídico que representa Temer nesse processo também assegurou que o presidente não praticou os crimes que lhe foram atribuídos no relatório final da investigação
, enviado ontem pela PF ao ministro Barroso.

“A referida peça conta com mais de 800 laudas, de forma que a defesa não teve tempo de analisar o seu inteiro teor. Ainda assim, reafirma neste momento que o senhor presidente da República não praticou qualquer dos delitos que lhe foram atribuídos e que, seguramente, não há elementos suficientes para justificar a conclusão lá exposta”, concluíram os advogados.

Leia também: Congresso derruba veto de Temer a piso salarial de agentes de saúde

Defesa de Michel Temer se manifesta antes da PGR


Defesa de Michel Temer negou acusações contidas em relatório da Polícia Federal
Marcos Corrêa/PR – 1.3.18

Defesa de Michel Temer negou acusações contidas em relatório da Polícia Federal

Além de Temer, mais dez pessoas foram indiciadas no inquérito que apura suposto favorecimento à empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos
, assinado em maio do ano passado pelo presidente.

Após receber o relatório final da investigação iniciada em setembro do ano passado, Barroso pediu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que terá 15 dias para se manifestar sobre eventual denúncia contra os acusados e os pedidos de bloqueio de bens e de prisão de quatro dos 11 indiciados.

A PF concluiu que há “indícios” de que o presidente Michel Temer tenha recibo R$ 5,9 milhões em propina do setor portuário e participe de “grupo criminoso” com empresas que atuam no Porto de Santos (SP) desde a década de 1990.  A defesa de Michel Temer
nega irregularidades e, em manifestação anterior enviada ao STF, negou que tenha existido favorecimento à Rodrimar por meio do decreto que alterou as normas para concessões no setor portuário.

*Com informações e reportagem da Agência Brasil

Comentários Facebook
Advertisement

Nacional

Aeronave cai sobre casa na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Published

on

Aeronave cai sobre casa na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro
Reprodução/Twitter

Aeronave cai sobre casa na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro

Um avião caiu na tarde de hoje no bairro da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. As primeiras informações apontam que duas pessoas estavam dentro da aeronave e teriam sido levadas ao hospital. Não há informações sobre mortos. 

Não há informações sobre a causa do acidente até o momento.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um homem recebe atendimento médico ao lado da aeronave, perto de uma piscina. 

*Mais informações em instantes.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas