conecte-se conosco


Saúde

Covid: União Europeia estima aprovar vacina para variante Omicron em 3 a 4 meses

Publicado


source
Variante Omicron tem causado preocupação em todo o mundo
Divulgação/CanSinoBIO

Variante Omicron tem causado preocupação em todo o mundo

A Agência Europeia de Medicamento (EMA) disse nesta terça-feira (30) que poderia aprovar vacinas adaptadas para a variante Ômicron do coronavírus dentro de três a quatro meses, se necessário, mas que as vacinas existentes continuarão a oferecer proteção.

Falando ao Parlamento Europeu, Emer Cooke, diretora-executiva da EMA, disse que não se sabe se as farmacêuticas terão que alterar suas vacinas para proteger as pessoas da Ômicron, mas que a agência está se preparando para esta possibilidade.

“Quando houver uma necessidade de mudar as vacinas existentes, poderíamos estar em condição de aprová-las dentro de três a quatro meses”, disse.

“Empresas adaptando suas formulações para incluir o novo sequenciamento… terão que mostrar então como o sistema de produção funciona, terão que fazer então alguns testes clínicos para determinar que isto realmente funciona na prática.”

Leia Também

O presidente da farmacêutica Moderna provocou novo alarme nos mercados financeiros nesta terça-feira ao alertar que as vacinas atuais dificilmente são tão eficazes contra a variante ômicron, detectada primeiramente no sul da África, quanto são contra a delta.

“Mesmo que a nova variante se torne mais generalizada, as vacinas que temos continuarão oferecendo proteção”, disse Cooke.

Em fevereiro, a EMA emitiu uma nova diretriz para acelerar o processo de aprovação para farmacêuticas que modificam suas vacinas contra covid-19 para proteger as pessoas de novas variantes.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Covid-19: Saúde e Anvisa atualizam critérios para doadores de sangue

Publicado


source
Doação de sangue
Reprodução

Doação de sangue

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária atualizaram os críterios para seleção de doadores de sangue com risco de infecção por Covid-19. 

Em nota divulgada nesta quarta-feira (26), a Anvisa informou que candidatos à doação com diagnóstico ou suspeita de Covid-19 e que apresentaram sintomas da doença serão considerados inaptos por 10 dias até a recuperação completa. 

Ainda que assintomáticas, as pessoas que apresentarem teste positivo não poderão realizar a doação de sangue por 10 dias após a data da coleta do exame.

Indivíduos que tiveram contato com com caso confirmado de Covid-19 durante o período de transmissibilidade da doença serão consideradas inaptas pelo período de 10 dias após contato com o infectado.

Leia Também

Leia Também

Em casos de pessoas que estão em isolamento voluntário ou por indicação médica pelo possível contato com a doença, deve-se esperar a conclusão do período de isolamento. Antes disso, os indivíduos não poderão realizar a doação.

Nesta nova atualização, o Ministério da Saúde e a Anvisa retiraram o critério de inaptidão para pessoas que tenham se deslocado ou que sejam procedentes de países com casos de Covid-19.


Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas