Connect with us

Política MT

Coral do IFMT faz ‘viagem pelo mundo’ pela sonoridade

Publicado em

Liza Paro conduz as vozes desde a formação do coral, em 2016

Foto: Cristiane Fronza / ASCOM IFMT

Uma viagem pela sonoridade mundial. Esta é a proposta do show ‘Na volta que o mundo dá’ do Coral IFMT campus Várzea Grande, no próximo sábado (06), às 20 horas, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (Assembleia Legislativa). A entrada é 01 quilo de alimento não perecível e o espetáculo é recomendado para toda a família.

O show, fruto de uma parceria entre o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), a Sala da Mulher e o Teatro Zulmira, conta com a direção musical de Gabriel Levy e Liza Paro e promete “uma aventura por repertórios pouco conhecidos, fazendo uma divertida volta ao mundo”. Haverá participações especiais de Helen Luce Campos (voz), João Beraldo (guitarra), Grazielle Souza (flauta transversal e sax soprano), Tony Maia (trompete) e dos músicos convidados Gabriel Levy (acordeom), Juliane Grisólia (percussão), Daniel Baier (percussão) e Jhon Stuart (baixo e piano).

A escolha da temática do show, segundo a maestrina Liza Paro, se deu para poder explorar outras sonoridades, “poder viver a experiência de estar na cultura do outro através da música e pelo próprio desafio que essas diferentes sonoridades nos proporcionaram e nos obrigaram a superar”.

A diretora do Teatro e da Sala da Mulher, Daniella Paula Oliveira, vê como grande oportunidade o espetáculo. “É um show da melhor qualidade, de um programa lindo de envolvimento dos adolescentes, super acessível, um passeio por outras culturas e ainda ajuda a quem precisa com o repasse dos alimentos”, lista.

Mais informações, pelo telefone (65) 3313-6875 ou [email protected]

Sobre o Coral

O Coral IFMT/VG iniciou suas atividades em outubro de 2016 e, desde então, vem desenvolvendo um trabalho significativo tanto no aspecto artístico como social, envolvendo alunos, servidores e comunidade. O grupo realizou apresentações artístico-musicais em importantes eventos da Instituição, além de saraus culturais, formaturas, entre outros. Atualmente o coral conta com 57 cantores e, desde a sua formação, está sob a direção e regência da maestrina Liza Paro.

SERVIÇO
Show de canto coral ‘Na volta que o mundo dá’
Data: 06/10/18, âs 20h
Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros
Entrada: 1 kg de alimento não perecível
Realização: IFMT, Teatro Zulmira Canavarros e Sala da Mulher
Informações: (65) 3313-6875 ou [email protected]

Comentários Facebook
Advertisement

Política MT

CFAEO promove segunda audiência sobre o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias

Published

on

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou, na tarde desta quarta-feira (10), audiência pública para discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2023 (PLDO-573/2022). O debate foi conduzido pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária e contou com participação de representantes da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/MT), sindicatos, Defensoria Pública, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

A receita total líquida para o ano de 2023 prevista na PLDO é de cerca de R$ 28,6 bilhões. O secretário-adjunto da Receita Pública da Sefaz/MT, Vinícius José Simioni da Silva, explicou os indicadores e parâmetros levados em consideração para chegar ao número apresentado na peça orçamentária. Porém, a estimativa foi alvo de questionamentos de participantes que acreditam na possibilidade de excesso de arrecadação.

Segundo o secretário-adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano, números podem ser atualizados para apresentação do projeto de lei orçamentária, que deve chegar em setembro para apreciação da Assembleia. O representante da Sefaz ainda destacou que a PLDO-2023 cria dispositivo para medir impactos e retorno econômicos das políticas públicas feitas pelo Estado de Mato Grosso.

Entre as prioridades contidas no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2023 estão manutenção de espaços educacionais, construção e reforma de estabelecimentos assistenciais de saúde, implementação de programas sociais e pavimentação e conservação de rodovias e gestão da regularização ambiental de imóveis rurais.

Representantes de sindicatos do funcionalismo público estadual cobraram a realização de concursos públicos para diferentes órgãos e secretarias e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos anos em que a correção não foi concedida. A falta de oferta de qualificação profissional e a efetividade da renúncia fiscal dada pelo governo também foram alvo de discussões.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas