conecte-se conosco


Nacional

Confira como irá funcionar o auxílio de R$ 600 e quem tem direito

Publicado

O ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães e o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto se reuniram nessa terça-feira (7), para informar como irá funcionar os pagamentos do auxílio de R$ 600 aos beneficiários durante o período de pandemia, por conta do novo coronavírus (covid-19). O presidente Jair Messias Bolsonaro, também estava escalado para participar da reunião, mas não pode comparecer.

Só poderá receber o auxílio, trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais, beneficiários do Bolsa Família e pessoas de baixa renda.  É preciso estar inscrito no site do Governo. A inscrição é feita pela internet ou aplicativo de celular.

A caixa Econômica Federal será responsável pelos pagamentos que serão feitos por meio de depósitos bancários na própria caixa, Banco do Brasil ou por transferências da própria Caixa para bancos privados sem custo nenhum. Já para quem não tem conta em banco nenhum, será aberta uma conta digital para receber o auxílio.

Os que ainda não são inscritos e tem direito devem se inscrever pela internet no site http://www.auxilio.caixa.gov.br/. É preciso preencher todos os dados necessários para validar o cadastro. A inscrição pode ser feita também pelo aplicativo de celular, caixa auxílio emergencial ao trabalhador que já está funcionando. Até mesmo através de um aparelho celular pré pago e sem crédito é possível realizar o processo, segundo o governo. Está disponibilizado ainda, o auxilio telefone para tirara duvidas através do número 111.

Para quem já tem o cadastro único e tem conta na Caixa ou Banco do Brasil receberá o auxílio no dia 9 de abril. Já os que não tem conta nenhuma aberta, terão uma conta poupança digital aberta na Caixa Econômica de graça e receberão no dia 14 de abril, data em que será pago também aos que tem conta em bancos privados. E os beneficiários do Bolsa Família receberão no dia 16. Para os novos cadastrados, o pagamento será feito no quinto dia útil após a realização da inscrição e conferencia dos dados, feita pelo Governo Federal.

A segunda parcela do auxílio deverá ser paga para todos os cadastrados entre o dia 27 e 30 de abril, e a terceira entre o dia 26 e 29 de maio, exceto quem é cadastrado no bolsa família, que segue recebendo na data normal do benefício.

O ministro ônix lorenzoni explicou que o Governo está monitorando possíveis fraudes aos sites e aplicativos, e ainda ressaltou que quem estiver com saldo negativo no banco, não será descontado nos R$ 600. Pois o valor é para sustentação das pessoas no período de pandemia.

Já o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães explicou que o dinheiro em conta irá evitar o tumulto e aglomeração no banco, e que ainda vai ser divulgado um calendário para quem quiser sacar o dinheiro. Com o dinheiro na conta, a pessoa poderá efetuar pagamentos e fazer doc,s. Só não poderá sacar o valor total.

Para ter direito ao auxilio de 600 reais não pode ter carteira assinada. A renda familiar por pessoa não pode passar de meio salário mínimo ou de três salários mínimos no total da renda da família. Os que fizerem o cadastro após a data prevista para o primeiro ou segundo pagamento, receberão o valor total, sem problema algum.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

São Paulo já tem cenário pior do que o registrado na Espanha antes de lockdown

Publicado


source
São Paulo
Agência Brasil/Rovena Rosa

Dados do estado de São Paulo já são piores do que os registrados na Espanha antes de lockdown

Nesta segunda-feira (25), o  governador João Doria afirmou que ainda não há previsão de implementação de lockdown no estado por conta da pandemia do Covid-19. Entretanto, números apontam que o atual cenário já é pior do que o registrado na Espanha, um dos países mais atingidos pela doença , antes do início da medida.

Leia também: Brasil: casos de Covid-19 podem ser sete vezes maiores do que números oficiais

Segundo dados da Fundação Seade, o estado de São Paulo tem 187 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e de cerca de 13,9 mortes a cada 100 mil habitantes, valores que ultrapassam os registrados pelas autoridades espanholas e que motivaram a implementação do lockdown: no dia 29 de março, somava 166 casos e 13,76 mortes a cada 100 mil habitantes.

Até o momento, São Paulo tem um total de 83.625 casos confirmados de Covid-19 e 6.220 mortes. Na época do lockdown espanhol, os números apontavam quase 79 mil casos e mais de 6,5 mil mortes. A grande diferença fica por conta dos óbitos diários, que eram muito superiores no país europeu: 838 mortes, em média, ante 184.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a Espanha soma 235.400 casos confirmados e já foi ultrapassada pelo Brasil em valores totais . Além disso, tem registrado cerca de 500 novos casos ao dia, valor que fica bem abaixo da média de 15 mil casos diários brasileiros.

Leia também: EUA antecipam bloqueio da entrada de passageiros do Brasil

Outro fator que indica tendência de queda e redução da disseminação da doença é o número de mortes diárias. A última segunda-feira representou o décimo dia consecutivo com valor abaixo de 100 (70), o que elevou o total para 26.834. Com a alta dos últimos dias, o  Brasil já soma 23.473 e pode ultrapassar os europeus ainda nesta semana, assumindo a quinta posição no ranking dos países com maior letalidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas