conecte-se conosco


Policial

Condenado por latrocínio em Rondonópolis é preso em Jaciara

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Jaciara (144 km ao Sul de Cuiabá) deu cumprimento ao mandado de prisão contra o foragido da justiça, Matheus Souza Ferreira, 25, em ação realizada na segunda-feira (02.12), no município.

O procurado estava com a ordem de prisão por condenação decretada por crime de latrocínio cometido em Rondonópolis.

O suspeito era considerado foragido da justiça, desde agosto de 2016, quando foi condenado a cumprir pena de 13 anos e 08 meses em regime fechado pelo crime de roubo seguido de morte (latrocínio) cometido no ano de 2015.

Ao ser detido, o condenado se apresentou com nome falso na Delegacia de Jaciara, porém foi identificado após os policiais receberem informações anônimas. Depois ter a verdadeira identidade descoberta, Matheus confessou estar foragido da justiça em razão do mandado expedido pela comarca de Rondonópolis.

Diante das evidências, foi dado cumprimento a ordem judicial e após os procedimentos de praxe, o suspeito foi encaminhado a Cadeia Pública de Jaciara.

Leia mais:  Polícia Civil prende mulher com quase 4 quilos de droga

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Policiais civis garantem pódio no 1º Campeonato de Parajiu-jitsu em Barra do Garças

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Os investigadores de polícia, Amarildo Fernandes e Adão Lopes, participaram do primeiro evento de Parajiu-jitsu, na modalidade Nogi (sem Kimono), realizado na entre os dias 18 e 19 de janeiro, em Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

O evento, promovido pela Federação Brasileira de Jiu-jitsu Paradesportivo, é considerado um marco histórico da arte suave e aconteceu no tatame da Gracie Barra Prêmio, sob a responsabilidade de líderes da inclusão social do mundo.

Os dois investigadores participantes da competição subiram ao pódio, obtendo excelente resultado para a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu e representando a Polícia Civil de Barra do Garças. O investigador, Amarildo Fernandes, foi o campeão da categoria B, Nogi (sem kimono) e segundo lugar categoria absoluto também na categoria Nogi. 2º lugar categoria B, parajiu-jitsu e o 3º lugar categoria absoluto.

Já o investigador, Adão Lopes, conquistou o segundo lugar na categoria máster 1, azul, até 90 quilos, Pelo grande desempenho, a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu também levou o 3º lugar entre equipes.

Leia mais:  Politec e PJC apresentam resultado de laudo pericial de atropelamento nesta terça (19)

Para Amarildo, que aos dois anos de idade, se tornou portador de visão monocular, através do esporte é possível perceber a capacidade de ir além, independente de qualquer adversidade, pois a vontade de vender e superar faz que atleta seja referência de resiliência e superação.

“Apesar das dificuldades, nunca perdei a esperança que algo maravilhoso aconteceria em minha vida. É o grande dia de fazer história no mundo do parajiu-jitsu, me sinto honrado em ser o primeiro paratleta a lutar um evento desse nível, juntamente a outros grandes guerreiros, cada um com sua história de superação”, disse o investigador.

Os investigadores idealizam um projeto futuro pra atender menores sem condições financeiras, incentivando a prática de esportes, através das artes marciais.

Um atleta na categoria B – (blind) se espelha em samurai ….“Para nós, um pequeno incômodo nos olhos, um simples cisco, é capaz de gerar grandes frustrações. Para eles, ser completamente incapaz de enxergar os torna capaz de ser letal perante seus oponentes”, completou o policial.

Leia mais:  Aluna sofre fraturas e corte após pular de 2º andar na Escola Nilo Povoas, em Cuiabá

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas