Connect with us

Agro Veracidade

Companhia de Armazéns e Silos de Minas Gerais será privatizada

Publicado em

A Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais (Casemg) será privatizada. A iniciativa é parte da estratégia do governo Federal no âmbito do Programa Nacional de Desestatização. A decisão da privatização foi tomada pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimento da Presidência da República, integrado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O processo de dissolução da companhia será coordenado pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais do Ministério e Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e obedecerá aos prazos legais estabelecidos por Lei.

O Ministério da Fazenda, por meio de sua Procuradoria-Geral, vai convocar uma assembléia geral de acionistas para dissolver a companhia, nomear o liquidante, fixar o valor da remuneração mensal do liquidante, nomear os membros do Conselho Fiscal e fixar o prazo para a conclusão do processo.

A Companhia faz os serviços de armazenagem, secagem, limpeza e comercialização de grãos, além da amostragem de produtos, tratamento fitossanitário e transbordo ferroviário em Minas Gerais.

A Casemg foi criada pela Lei estadual nº 1.643/1957, do estado de Minas Gerais e federalizada por meio do Contato de Compra e Venda de Ações da Companhia firmado por Minas Gerais e a União em 28 de janeiro de 2000.

Mais informações à Imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários Facebook
Advertisement

Agro Veracidade

CITROS/CEPEA: Com demanda maior que oferta, preço da laranja se sustenta

Published

on

Cepea, 12/08/2022 – Ainda que chuvas e menores temperaturas tenham atingido o estado de São Paulo, a demanda por laranjas segue superior à oferta nesta semana, o que tem sustentado as cotações da fruta ao produtor. Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera tem média de R$ 36,91/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 3,2% em comparação com a semana passada. A rubi, por sua vez, está sendo comercializada à média de R$ 30,66/cx, valorização de 1,8% na mesma comparação. LIMA ÁCIDA TAHITI – A oferta da fruta diminuiu significativamente neste mês no estado de São Paulo, impulsionando as cotações. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a média de negociação da tahiti é de R$ 41,48/cx, aumento de 30,7% frente ao período anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas