Connect with us

Política MT

Comissão Mista da AL distribui balanços das empresas para análise

Publicado em

Foto: HELDER FARIA / ALMT

A Comissão Mista de Responsabilidade Social de Mato Grosso se reuniu na tarde dessa terça-feira (16) para analisar o balanço social das 54 empresas que concorrem ao Certificado 2018. A sessão solene para a entrega da certificação àquelas que passarem pelo crivo, acontecerá no dia 8 de novembro, ás 19 horas.  O Certificado de Responsabilidade Social do Estado de Mato Grosso foi criado pela Lei n.º 7.687 de 25 de junho de 2002 e em 2018 alcança sua 16ª edição.

Os membros da comissão iniciaram os trabalhos deste ano com a análise de cada balancete apresentado, para, no caso de constar alguma irregularidade, serem feitas as correções necessárias até a segunda reunião do  grupo, programada para o dia 30 deste mês.

“Neste primeiro encontro distribuímos os balanços para os demais membros da comissão, que terão o prazo de dez dias para avaliar. Havendo irregularidades, damos o prazo de uma semana para as empresas corrigirem as anormalidades”, disse o coordenador Sérgio Ricardo Inoui.

De acordo com Inoui, os principais erros cometidos pelas empresas são detectados no preenchimento do balanço. “Algumas (empresas) deixam de preencher itens e outras também deixam de enviar o relatório. Tudo isso é analisado pelos membros da comissão e tem que ser retificado”, revelou o coordenador.

A sessão solene será realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour com as presenças de deputados estaduais, empresas e instituições certificadas, governador do estado, secretários estaduais, deputados federais, senadores, representantes do Tribunal de Justiça e do Tribunal de Contas, Ministério Público, federações, associações, CDLs, sindicatos, universidades, BPW, conselhos regionais de Contabilidade, de Administração e o de Economia, além das demais autoridades civis, militares e eclesiásticas.

Na oportunidade serão entregues os Certificados de Responsabilidade Social do Estado de Mato Grosso – Edição 2018, instituído pela Lei nº 7.687 de 25 de junho de 2002. Na edição de 2017, participaram 50 empresas e instituições que receberam o certificado de Responsabilidade Social do Estado de Mato Grosso.

Fazem parte da Comissão Mista Responsabilidade Social de Mato Grosso deste ano os seguintes membros: Washington Braga Costa, Adriângelo Antunes, Salvador Pinto, Sérgio Ricardo Inoui, Ana Santos, Viviane Andrade, Maria Alves da Silva Pantoja, Valentiona de Fátima Dragoni, João Batista oliveira lemos, Márcia Regina da Silva Vecchi, Leila Marilsa Fraga, Margarethe Alves Nunes Dias, Raquel Batista Lopes Florêncio, Alaércio Soares Martins, Benedito Paulo Nunes de Abreu, Valdiva Rossato de Souza, Silvia Mara leite Cavalcanti, José Rodrigues da Rocha Junior, Leandro Alves Martins Jacarandá.

Confira as empresas que concorrem ao prêmio Responsabilidade Social de 2018:

Açobett Industria Metalica e Comércio Ltda, Administrador da Phelipe Mendes Vilas Boas, Açofer Indústria Comércio Ltda, Agro Amazônia Produtos Agropecuários S.A, AMAGGI, APROSOJA, FAMATO, Associação Espirita Wantuil de Freitas, Associação Matogrossense de Atacadistas e Distribuidores, AMAD, Associação Matogrossense de Combate ao Câncer, Hospital do Câncer de Mato Grosso, Associação Para Desenvolvimento Social dos Municípios do Estado de Mato Grosso, Àster Màquinas e Soluções Integradas Ltda, Agro Amazônia Soluções Integradas Ltda, BPW Cuiabá Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais, Caramuru Alimentos, Central Hidráulica Comércio de Peças, EPP Ltda ME Hidrautec, Clinemat Nefrológica de Mato Grosso Ltda, CONEC, CRC-MT, Data Med Ltda Medicina Diagnóstica, Desenvolve MT Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso, Fundação André e Lucia Maggi, Grupo Agromave Sorriso, Grupo Cometa Motos Mato Grosso, Hospital Santa Rosa de Medicina,  Imagens Medicina Diagnostica Ltda, Instituto Assistencial de Desenvolvimento – IAD,  Instituto Canopus, Instituto Desportivo da Criança, Instituto Diagnostico em Anatomia Patologica Sociedade Medica, Instituto Unificado de Educação e Pesquisa – UNIDEP,  Inviolável Tangara Ltda, IROMAT Instituto dos Rodoviários do Estado de Mato Grosso,  UNIVAG, Médicos Associados Sociedade Médica Hospital e Maternidade Santa Angela,  Minerva Serviços de Contabilidade, Nascentes do Xingu Participações e Administração,  O Boticário Matos Comércio de Perfumes e Cosméticos Ltda, Siscon Auditoria,  Plastibras Indústria e Comércio Ltda, Refrigerantes Marajá S/A, Rodricouros Industria e Comercio de Couros Eireli, Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social – SETAS, SENAC de MT Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SENAI de MT Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Senar de MT Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional do Mato Grosso, Serviço Social do Comércio – Sesc Pantanal,  SESI de MT Serviço Social da Indústria de Mato Grosso, Sociedade Hípica Cuiabana, Suinobras Alimentos Ltda, Unimed Cuiabá Cooperativa de Trabalho Médico,Unimed Vale do Sepotuba, Univida Plano de Auxilio Funeral, Usina Barralcool, Usinas Itamarati S/A, Vitória Régia Água Mineral Ltda, Puríssima Água Mineral, Votorantim Cimentos S/A.

 

Comentários Facebook
Advertisement

Política MT

CFAEO promove segunda audiência sobre o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias

Published

on

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou, na tarde desta quarta-feira (10), audiência pública para discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2023 (PLDO-573/2022). O debate foi conduzido pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária e contou com participação de representantes da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/MT), sindicatos, Defensoria Pública, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

A receita total líquida para o ano de 2023 prevista na PLDO é de cerca de R$ 28,6 bilhões. O secretário-adjunto da Receita Pública da Sefaz/MT, Vinícius José Simioni da Silva, explicou os indicadores e parâmetros levados em consideração para chegar ao número apresentado na peça orçamentária. Porém, a estimativa foi alvo de questionamentos de participantes que acreditam na possibilidade de excesso de arrecadação.

Segundo o secretário-adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano, números podem ser atualizados para apresentação do projeto de lei orçamentária, que deve chegar em setembro para apreciação da Assembleia. O representante da Sefaz ainda destacou que a PLDO-2023 cria dispositivo para medir impactos e retorno econômicos das políticas públicas feitas pelo Estado de Mato Grosso.

Entre as prioridades contidas no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2023 estão manutenção de espaços educacionais, construção e reforma de estabelecimentos assistenciais de saúde, implementação de programas sociais e pavimentação e conservação de rodovias e gestão da regularização ambiental de imóveis rurais.

Representantes de sindicatos do funcionalismo público estadual cobraram a realização de concursos públicos para diferentes órgãos e secretarias e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos anos em que a correção não foi concedida. A falta de oferta de qualificação profissional e a efetividade da renúncia fiscal dada pelo governo também foram alvo de discussões.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas