conecte-se conosco


Policial

Cinco postos de combustíveis da Capital passam por fiscalização após denúncias de consumidores

Publicado


Camila Molina/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Mato Grosso (Ipem-MT), fiscalizaram cinco postos de combustível de Cuiabá, em ação realizada nesta terça-feira (26.10).

A ação conjunta teve como alvo postos que foram denunciados por consumidores que suspeitaram da quantidade do combustível que abasteceram em seus veículos, e coincide com a entrada em vigor do aumento nos preços da gasolina e do óleo diesel anunciado pela Petrobras.

Durante a operação, foi analisada a vazão em dezenas de bicos e de bombas de combustível. Somente uma bomba de um posto, localizado no Bairro Parque Cuiabá, na Capital, foi reprovada por entregar 80ml a menos de combustível a cada 20 litros abastecidos pelo consumidor.

A bomba reprovada foi lacrada e o posto foi autuado pelo Ipem. A Polícia Civil vai investigar os fatos para verificar se houve adulteração dolosa da vazão, ou erro causado por problemas mecânicos ou pelas intemperes do clima.

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, destacou que durante a ação também foi verificado se os postos fiscalizados estavam se aproveitando dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis nas distribuidoras para praticar aumentos abusivos contra os consumidores.

Se for comprovada a adulteração dolosa da vazão do bico reprovado, ou a prática de aumento abusivo de preços, os responsáveis legais pelos postos irão responder por crime contra a economia popular com até dois anos de prisão, e se for verificado a comercialização de combustível adulterado, os suspeitos responderão por crime contra as relações de consumo com pena que pode chegar aos 5 anos de prisão e multa.

Todas as denúncias encaminhadas à Polícia Civil, ao Ipem, Procon Estadual e Municipal e à Agência Nacional do Petróleo – ANP são investigadas, e os postos continuarão sendo fiscalizados constantemente em Cuiabá e em toda a região metropolitana da Capital.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Ação integrada reforça segurança em Lucas do Rio Verde para o fim de ano

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Intensificando o combate à criminalidade no município de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá), a Polícia Civil em parceria com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiro Militar e Guarda Municipal, deflagraram a primeira fase da operação de final de ano, “Ação Integrada RISP 14”.

O trabalho operacional foi realizdo de 26 a 29 de novembro, com diversas frentes de atuação para prevenir crimes, trazer maior sensação de segurança e proteção para a população, bem como fortalecer as ações desenvolvidas pelas forças de segurança pública na região.

Foram realizadas fiscalizações em estabelecimentos e casas noturnas da cidade, abordagens veiculares, checagens de pessoas, cumprimentos de mandados de prisões e de busca e apreensão domiciliares.

Durante os quatro dias de operação, 350 pessoas foram abordadas, 13 pontos comerciais fiscalizados, 26 pessoas conduzidas e dois mandados de prisões cumpridos. Foram apreendidos nove veículos, 10 porções e um saco com cogumelos alucinógenos.

Os suspeitos encaminhados à Delegacia de Lucas do Rio Verde  vão responder por crimes  de desacato, tráfico de drogas, direção perigosa, desobediência e resistência, calúnia, ameaça e lesão corporal no âmbito da lei de violência doméstica e familiar, furto, embriaguez, estupro de vulnerável, conduzir veículo automotor sob influência de álcool e descumprimento de medida judicial de uso de tornozeleira eletrônica.

Participaram da operação “Ação Integrada RISP 14” policiais civis coordenados pelos delegados Marcelo Maidame e Eugênio Rudy, policiais militares sob o comando do coronel PM, Paulo Secchi e guardas municipais supervisionados pelo tenente José Carlos Medeiros de Lima.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas