conecte-se conosco


Mato Grosso

Caminhoneiro morre de parada cardíaca e diagnóstico aponta covid-19, diz família

Publicado

Familiares do caminhoneiro Elton Rocio de Camargo, 35 anos, que morreu no último domingo (24), em Rondonópolis (212 km de Cuiabá), contestam diagnostico que afirma que o paciente morreu de coronavírus.

De acordo com Maria Helena, tia do caminhoneiro, que viajou quilômetros para tratar de documentos da liberação do corpo, o comunicado dado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) diz que o paciente morreu com sintomas de coronavírus, mas ela afirma que o exame é falso, e que o sobrinho não tinha sintomas da doença, além do médico da unidade hospitalar afirmar que ele não tinha coronavírus, conforme mostra o primeiro exame realizado no hospital.

De acordo com a tia de Elton, ele estava internado no hospital privado Mater Clin, em Rondonópolis desde a última sexta-feira (22), e morreu às 10h43 deste domingo (24), após uma parada cardíaca, porém, depois que o hospital já tinha entrado em contato com a família para cuidar da liberação do corpo e realizar o velório, os parentes receberam um comunicado da Secretária de Saúde informando que o homem havia morrido por insuficiência respiratória aguda sob a suspeita da covid-19, por isso, o corpo ficou retido e família não conseguiu a liberação.

Maria Helena informou que a família viajou de Nobres (146 km de Cuiabá) até Rondonópolis para realizar os trâmites e conseguir velar o corpo na cidade da família, já que o corpo havia sido liberado pelo hospital e a funerária já estava cuidando do transporte para levar o corpo de Elton até a cidade que ele e a família morava.

Maria Helena alega ainda, que possui um vídeo em que o médico do hospital fala sobre a morte do sobrinho dela informando que o paciente não testou positivo para covid-19. Diante das provas, familiares tentam se reunir com a Secretaria de Saúde para resolver o problema, que tem trazido angustia à família.  A tia afirmou que Elton tinha sintomas de dengue, apresentando manchas avermelhada pelo corpo, e não sintomas do coronavírus.

Já a Prefeitura de Rondonópolis questionou a denúncia da família e informou que o exame é verdadeiro e cabe a família provar que é falso. Informou ainda, que o diagnóstico é fornecido pelo hospital, e não pela Secretaria de Súde.

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Obras para conter erosão existente há mais de 30 anos avançam em Tapurah

Publicado


.

As obras de recuperação de vias e contenção da erosão conhecida popularmente como “buracão”, no perímetro urbano de Tapurah (430 km de Cuiabá), seguem em ritmo acelerado e devem ser finalizadas ainda neste ano. A recuperação é realizada graças a um convênio firmado entre Governo do Estado e a Prefeitura de Tapurah.

Existente há mais de 30 anos, a erosão tinha quase 20 metros de profundidade e 25 metros de largura e colocava em risco a estrutura da rodovia MT-338 e os imóveis das proximidades da Avenida Brasil.  Com a obra em andamento, o buracão já não é mais visto.

De acordo com o prefeito de Tapurah, Iraldo Ebertz, as melhorias são fundamentais para garantir o trânsito e a viabilidade da rodovia, além da segurança de quem por ali circula, já que a extensão da erosão aumentava gradativamente a cada nova chuva.

Existente há mais de 30 anos, a erosão tinha mais de 19 metros de profundidade e 25 metros de largura 

“Era um trabalho muito delicado. Graças a Deus, com convênio assinado com o Governo do Estado, nós estamos desviando toda a água da cidade e saindo do buracão. Já conseguimos fazer a perimetral, toda ela, e recuperar toda essa área que estava perdida”, disse.

Por meio do convênio entre a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e a Prefeitura de Tapurah foram repassados R$ 2,4 milhões para a execução das obras de contenção da erosão, desvio da água e revitalização da área, que são executadas diretamente pela prefeitura.

“Quero agradecer o grande trabalho que o Governo do Estado vem fazendo em nosso município, por meio dessa parceria que nos deixa muito feliz. Essa obra demorou, mas graças a Deus está aqui. E hoje quero agradecer esse governo que tanto fez por esse Estado e continua fazendo”, afirmou.

A recuperação é realizada graças a um convênio firmado entre Governo do Estado e a Prefeitura de Tapurah

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, reforçou que a formalização de convênios é a maneira que o Governo do Estado encontrou para conseguir atender a todas as demandas através da parceria e colaboração dos municípios.

“Essas parcerias trazem apenas benefícios para Estado, município e cidadão mato-grossense. É um modelo de atuação muito eficiente adotado pelo Governo do Estado e que está trazendo inúmeros resultados”, disse o secretário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas