conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro diminui vantagem de Lula no segundo turno em 10 pontos, expõe pesquisa

Publicado


source
Bolsonaro diminui vantagem de Lula no segundo turno em 10 pontos, expõe pesquisa
Reprodução

Bolsonaro diminui vantagem de Lula no segundo turno em 10 pontos, expõe pesquisa

Uma pesquisa realizada pelo instituto PoderData, e divulgada na última quarta-feira (27), mostra que o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) diminuiu a diferença das intenções de voto em um possível embate como  ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições presidenciais de 2022.

No fim de agosto, um cenário envolvendo Lula e Bolsonaro no segundo turno mostrava uma vantagem do petista de 25 pontos percentuais. O sindicalista teria 55% dos votos válidos, enquanto o capitão do Exército teria 30%.

Agora, passados 60 dias, um embate entre os candidatos continuaria tendo Lula como vencedor, mas a diferença para Bolsonaro caiu para 15 pontos percentuais. Caso essa disputa se concretizasse, o petista teria 52% dos votos e Bolsonaro 37%.


Para colher os dados do levantamento, a pesquisa entrevistou 2.500 pessoas em 420 cidades diferentes nas 27 unidades federativas. O período de realização das perguntas foi de 25 a 27 de outubro, de 2021 e a margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Lula diz que não decidiu se concorrerá à presidência e cita relação com Alckmin

Publicado


source
Lula diz que não decidiu se concorrerá à presidência e cita relação com Alckmin
Reprodução

Lula diz que não decidiu se concorrerá à presidência e cita relação com Alckmin

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou na manhã desta terça-feira (30), em entrevista à Rádio Gaúcha, sobre as eleições presidenciais do próximo ano. Segunda o petista, ainda há uma indefinição quanto a sua candidatura na corrida ao Planalto em 2022.

A afirmação ocorreu após um comentário a respeito de uma possível aliança com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O ex-metalúrgico aproveitou para citar uma “extraordinária relação” com o tucano enquanto ambos encontravam-se no poder federal e estadual, respectivamente.

“Quando fui presidente, tive uma extraordinária relação com Alckmin, [José] Serra, Yeda Crusius, [Germano] Rigotto. Eu não fazia diferença na minha relação com entes federados. Não queria saber de que partido era a pessoa”, afirmou Lula.

“Tive extraordinária relação com Alckmin, foi um governador responsável aqui em São Paulo. Ele está numa definição de partido, estamos em processo de conversar, vamos ver, se a hora que eu definir se sou candidato ou não, é possível construir uma aliança política. Primeiro preciso ver qual partido ele vai entrar, ele ainda não decidiu”, explicou o ex-presidente.


Segundo a jornalista Mônica Bergamo, Lula e Alckmin vão se encontrar nesta semana para discutir as dificuldades que o próximo governo presidencial terá. A preocupação do petista passa pela imagem brasileira no exterior e a principal pauta defendida pelo ex-governador seria o combate ao avanço da fome no Brasil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas