conecte-se conosco


Carros e Motos

BMW F750 GS e F850 GS chegam à linha 2020 com mais equipamentos

Publicado

BMW F750 GS e F850 GS arrow-options
Divulgação

BMW F50 GS e F 850 GS da linha 2020: modelos com apelo aventureiro da marca alemã passam a ter novos aperfeiçoamentos

Lançadas no ano passado, as novas BMW F750 GS e F850 GS montadas em Manaus (AM) recebem novidades para a linha 2020. Todos os modelos ganham novos equipamentos de série, ao mesmo tempo em que a diferença de preço para o kit baixo, que custava R$ 1 mil adicionais na configuração mais em conta, agora não é mais oferecido. Além disso, a 750 passa a oferecer o painel digital em TFT na versão Premium, que antes só existia na 850. A recém-lançada F850 GS Adventure não passou por modificações.

LEIA MAIS: BMW começa a produzir as motocicletas F 750 GS e F 850 GS em Manaus

O modelo de entrada BMW F750 GS , na versão Sport , passa a vir com luz diurna e piscas de LED igual às versões mais caras, além do banco “conforto”, de superfície mais larga. Já a F750 GS Premium agora é equipada com o painel TFT que conta com conectividade (conexão com smartphone), chave presencial (a partida passa a ser por botão) e monitoramento da pressão dos pneus, que possibilita consulta da pressão dos pneus no computador de bordo da moto.

LEIA MAIS: Triumph Tiger 800 e 1200 chegam com descontos de até R$ 7 mil

Na superior F850 GS Premium , que antes tinha o painel TFT apenas no pacote mais caro, agora o item passa a ser de série. Fora isso, o equipamento padrão agora inclui também a chave presencial, monitoramento da pressão dos pneus, cruise control (“piloto automático”), suporte para malas laterais e banco conforto.

LEIA MAIS: Cinco infrações que suspendem a habilitação de motociclistas na hora

Por fim, a versão “Premium +” adiciona a preparação para GPS (que permite instalar o aparelho BMW Navigator) e o kit baixo de suspensão e bancos, que permite maior controle para condutores de menor estatura. Segundo a BMW , as novidades atendem às demandas de quem busca aliar bom desempenho a um design sofisticado.

Veja os preços das versões a seguir:

F 750 GS Sport – R$ 43.950

F 750 GS Sport Premium e Premium Kit Baixo – R$ 47.950

F 850 GS Premium e Premium Kit Baixo – R$ 51.950

F 850 GS Premium + – R$ 54.950

F 850 GS Adventure Premium e Premium Kit Baixo – R$ 60.950

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Conheça 5 hatches seminovos que custam até R$ 45 mil e mais perdem valor

Publicado

por

Com as queimas de estoque de começo de ano, lojas costumam dar bons descontos em seminovos 2019. Com base no estudo da KBB Brasil, a reportagem de iG Carros aponta quais são os hatches que custam até R$ 45 mil que mais perdem valor. De acordo com o levantamento, os modelos da Fiat foram desvalorizaram mais.

LEIA MAIS:  Conheça os 5 hatches que menos perdem valor depois de um ano

Conforme a KBB Brasil, quando o assunto é preço de carros, há duas metodologias para calcular a perda de valor: Desvalorização e Depreciação. Desvalorização é a comparação do preço atual de um veículo com os valores aplicados pelo mercado à mesma versão fabricada em anos anteriores.

Já a Depreciação usa o valor do veículo 0 Km em um período determinado em relação a seu atual valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas. Neste estudo foi aplicado o conceito de desvalorização, levando em consideração todo o período de vida dos modelos analisados. Confira abaixo os 5 hatches 2019 que mais perderam valor.

1 – Fiat Uno Drive 1.0 manual – 17,8%

Fiat Uno vermelho arrow-options
Divulgação

Fiat Uno está entre os 5 hatches 2019 que mais perdem valor no primeiro ano de uso, conforme a KBB Brasil


Uma das apenas quatro versões que sobraram do hatch da marca italiana, que fechou 2019 com o 35° colocado entre os modelos mais vendido do ano, com 19.928 unidades, na frente do Toyota Etios hatch (18.963). De acordo com o estudo da KBB Brasil, o carro tem preço médio de R$ 40.654 unidades e índice de desvalorização de 17,7%.

 O hatch compacto tem como principal qualidade o motor 1.0 FireFly, de três cilindros, que consegue bom nível de eficiência entre desempenho e baixo consumo. Segundo dados do Inmetro, o carro faz 13,2 km/l de gasolina na cidade e 15,2 km/l na estrada. Mas falta um conjunto mais bem acertado, capricho no acabamento e melhores resultados nos testes de colisão do Latin NCAP.

2 – Fiat Mobi Drive 1.0 GSR – 15,7%

Fiat Mobi branco arrow-options
Divulgação

Fiat Mobi com câmbio automatizado GSR perde mais valor que outras versões com caixa manual de cinco marchas


O subcompacto da marca italiana vem com o mesmo conjunto mecânico do Uno , mas com o câmbio automatizado perde mais valor. Isso porque esse equipamento não está mais sendo usado pelas fabricantes hoje em dia que estão optando por outras soluções melhores de caixas que dispensam o pedal de embreagem, como a CVT. Portanto, com preço médio de R$ 43.522 com ano/modelo 2019, o hatch desvaloriza 15,7% no primeiro ano de uso.

Principalmente por ser um pouco mais leve que o Uno, o Mobi consegue economizar mais combustível. De acordo com o Inmetro, o modelo é capaz de gastar apenas 1 litro a cada 14 quilômetros na cidade e a cada 15,9 km da estrada. Mas também falta um melhor conjunto estrutural e espaço, tanto para os ocupantes quanto para suas respectivas bagagens no pequeno porta-malas de 215 litros.

3 – Renault Sandero Vibe 1.0 manual – 9,4%

Renault Sandero Vibe branco arrow-options
Divulgação

Renault Sandero Vibe é uma série limitada do hatch compacto que tem alguns itens exclusivos, como os detalhes pintados de cinza grafite


A série limitada do hatch vem com rodas pintadas de cinza grafite, mesma cor usada nas carcaças dos retrovisores. Por dentro, entre outros detalhes exclusivos, o carro conta com frisos azuis nas saídas de ar. Tem o bom motor 1.0 Sce, de três cilindros, mas as respostas da direção e o longo curso da alavanca de câmbio não agradam os mais exigentes ao volante.

LEIA MAIS: Carros com motor 1.4 são os que mais perdem valor no Brasil, diz KBB

De acordo com a KBB Brasil, o hatch da marca francesa tem preço médio de R$ 45.052 e desvaloriza 9,4% em um ano. Entretanto, é bom lembrar que as demais versões do hatch compacto têm menores índices de desvalorização. No caso da Autentique 1.0 é de apenas 3,4%.

4 – VW Up Take 1.0 manual – 9,1%

VW Up! azul arrow-options
Divulgação

VW Up! é um subcompacto com várias qualidades, mas a versão mais simples é a que mais perde valor


É a versão básica do subcompacto que é um sucesso de crítica entre os jornalistas especializados, mas não vende tanto quanto a VW gostaria no Brasil. Conforme a KBB Brasil, o carro custa, em média, R$ 41.055 no ano/modelo 2019 e desvaloriza 9,1% no primeiro ano.

Apesar de simples, o pequeno VW se sai bem no dia a dia, tanto na cidade quanto na estrada, com boa solidez  e certa agilidade. Tem boa posição de dirigir e um conjunto bem acertado, o que inclui respostas rápidas e precisas de freio, direção e direção Além disso, a suspensão bem calibrada e a cerimônia em consumir combustível também agradam.

5 – Chevrolet Onix Joy 1.0 – 8,3%

Chevrolet Onix vermelho arrow-options
Divulgação

Chevrolet Onix Joy 2019 ainda tem o visual que não é mais oferecido pela GM hoje em dia, depois da chegada da nova geração do compacto


O visual da versão mais simples modelo mais vendido do Brasil, em 2019, já não é mais oferecido pela GM desde o lançamento da nova geração. O carro tem preço médio de R$ 40.779 conforme o estudo da KBB Brasil e desvaloriza 8,3% no ano. Assim como o Sandero, também tem versões que desvalorizam bem menos, como a LT 1.0, com desenho mais moderno e mais equipada, que perde 4,9% do seu valor no primeiro ano de uso.

LEIA MAIS:  Comprou, perdeu: Veja os carros que mais desvalorizam logo ao sair das lojas

Se o desenho da versão Joy é mais antigo, o conjunto é o mesmo da LT. Tem baixo custo de manutenção e gasta pouco combustível, ajudado pelo câmbio manual de seis marchas. Conforme o Inmetro, o carro faz 12,9 km/l de gasolina na cidade e 15,6 km/l na estrada, um dos 5 hatches mais econômicos do Brasil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas