Connect with us

Economia

BB, Bradesco e Santander lideram ranking de queixas no terceiro trimestre

Publicado em


Banco do Brasil lidera ranking de reclamações de clientes do terceiro trimestre
Fotos Públicas – Marcelo Camargo, Agência Brasil

Banco do Brasil lidera ranking de reclamações de clientes do terceiro trimestre

O Banco do Brasil é a instituição financeira que mais recebeu reclamações de clientes
no terceiro trimestre de 2018, seguido pelo Bradesco e pelo Santander. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (15) pelo Banco Central (BC).

Leia também: Bolsonaro diz que não vai privatizar Banco do Brasil, Caixa e Furnas

A pesquisa foi feita com bancos que possuem mais de 4 milhões de usuários, e gerou um índice de reclamações de clientes para cada um deles.

Para obter esse valor de forma justa, e considerando o tamanho do banco em relação ao número de queixas, o Banco Central divide o número de reclamações recebidas de cada instituição financeira pelo número de clientes do banco, e multiplica por um milhão.

Assim, de acordo com o relatório do BC, o Banco do Brasil
, que tem 63 milhões de clientes e registrou 1.590 queixas recebidas nos meses de julho a agosto, ficou com índice de 25.22 em reclamações.

Desse número, a maioria está relacionada à “oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada” e também a “irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e terminais de autoatendimento”.

Leia também: Clientes do Banco do Brasil já podem fazer transações financeiras no WhatsApp

O índice de queixas
do Bradesco, segundo colocado no ranking do terceiro trimestre, ficou com 22.55, registrando 2.151 queixas. Já o Santander, na terceira posição da lista, marcou 22.10 no índice e obteve 933 reclamações.

Ao todo, o Banco Central recebeu 9.878 reclamações contra todas as instituições financeiras. A maioria dos problemas registrados são relacionados, também, a oferta ou prestação de informação de produtos e serviços de forma inadequada.

Respostas dos bancos no topo da lista de reclamações de clientes


Bradesco e Santander ocupam o segundo e terceiro lugar da lista de reclamações de clientes, aponta Banco Central
Getty Images

Bradesco e Santander ocupam o segundo e terceiro lugar da lista de reclamações de clientes, aponta Banco Central

Em nota, o Bradesco informou que trabalha para reduzir os índices de queixas e que está produzindo melhoras nas manifestações ruins de seus clientes. O banco também acrescentou que “tem uma posição de respeito absoluto ao cliente e aos seus interesses.”

O Santander também afirmou trabalhar constantemente na melhoria de seus serviços, a fim de torna-los “mais simples e ágeis, para garantir a satisfação dos consumidores com o banco.”

Leia também: BB é condenado a pagar R$ 65 mil a ex-estagiária que adquiriu síndrome do pânico

Até o momento, o Banco do Brasil, que registrou o primeiro lugar no índice de reclamações de clientes
, não se manifestou.

*Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook
Advertisement

Economia

Petrobras reduz em R$ 0,22 o preço do diesel nas refinarias

Published

on

Petrobras reduz preço de venda do diesel para as distribuidoras
Agência Brasil

Petrobras reduz preço de venda do diesel para as distribuidoras

A Petrobras anunciou que a partir de amanhã (12), o preço médio de venda de diesel para as distribuidoras passará de R$ 5,41 para R$ 5,19 por litro, uma redução de R$ 0,22 por litro.

A redução acontece  sete dias pós a última queda anunciada nos preços pela estatal. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”, informou a companhia. 

Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas