Connect with us

Policial

Autor de roubo de motocicleta é preso e alega que crime foi cometido por

Publicado em

Assessoria | PJC-MT

Boné utilizado pelo suspeito no dia do roubo e no momento em que foi preso.

Um jovem identificado como autor do roubo da motocicleta de um entregador de lanches foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (19.10), após ser identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

Gustavo Hugo de Carvalho Silva Moraes, 24, conhecido como “Gustavinho” negou a participação no assalto e disse que o crime foi praticado por um “clone” dele. O acusado foi autuado em flagrante por crime de associação criminosa armada sendo representada pela conversão da prisão em flagrante em preventiva.

O suspeito teve o envolvimento reconhecido no roubo, ocorrido no dia 05 de outubro, em frente a um condomínio, no bairro Aroeira, em Cuiabá. Na ocasião, a vítima (que trabalha como entregador de uma lanchonete) aguardava para fazer uma entrega, quando foi surpreendida por três homens, um deles em posse de arma de fogo.

Os criminosos subtraíram a motocicleta que a vítima estava, além do seu aparelho celular, o troco e a bolsa com o lanche. Assim que foi acionada, a equipe da DERRFVA iniciou as investigações e através, das imagens captadas pelas câmeras de segurança do condomínio, conseguiu identificar Gustavo como um dos autores do roubo.

Com base nas suspeitas, os policiais mostraram a foto de Gustavo para vítima, que o reconheceu como um dos autores do roubo. Em continuidade as diligências, os policiais seguiram até a residência do acusado, no bairro Aroeira, onde ele foi encontrado com o mesmo boné que usava no dia do roubo. Na casa, os policiais também apreenderam uma calça com as mesmas características da que ele usava no dia do assalto.

Ele foi conduzido a DERRFVA, sendo novamente reconhecido pela vítima como um dos autores do crime. Interrogado pelo delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque, o suspeito negou a participação no roubo, e quando apresentadas as imagens da sua atuação, ele alegou que era um “clone” dele. Até mesmo a mãe do acusado, ao ver as imagens se surpreendeu, questionando quando tinha ocorrido.

“Havia indícios suficientes que apontavam que Gustavo, junto a seus comparsas, agiram afinados, solicitando a entrega do lanche para atrair a vítima, para cena do roubo, caracterizando claramente o crime de associação criminosa armada”, explicou o delegado.

Diante das evidências, o delegado autuou o suspeito em flagrante pelo crime de associação criminosa armada (crime de natureza permanente) e representou pela conversão da prisão em flagrante em preventiva, que foi prontamente atendida na audiência de custódia.

 

Comentários Facebook
Advertisement

Policial

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Published

on

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas