Connect with us

Carros e Motos

Audi confirma que terá  novo Audi A6 no Salão do Automóvel, em novembro

Publicado em


Candidato ao prêmio carro mundial do ano, o A6 estará no Salão do Automóvel para desbancar BMW e Mercedes
Divulgação

Candidato ao prêmio carro mundial do ano, o A6 estará no Salão do Automóvel para desbancar BMW e Mercedes

A Audi apresentará a oitava geração do sedã A6 no Salão do Automóvel, uma das principais novidades da marca no evento. Na Europa, o carro começou a ser vendido em junho, o que significa que no Brasil vai estrear já no início de 2019. A fabricante dá destaque ao sistema multimídia, que pode ser customizado por até sete pessoas individualmente, por meio de 400 parâmetros diferentes.

LEIA MAIS: Audi A5 Sportback 2.0 TFSI: o preço é a chave do sucesso

Além disso, tem processamento inteligente de perguntas e comandos, com dados armazenados a bordo e um sistema de navegação. Este último recurso conta com função de autoaprendizagem, baseada nas rotas percorridas, o que cria sugestões de pesquisa inteligentes. A orientação do percurso é fornecida online nos servidores, que atualizam sobre a situação do trânsito em toda a região e os perigos na via. O bacana é que os visitantes do Salão do Automóvel
já poderão testar essas novas tecnologias por conta própria.

Mais tecnologias européias de ponta no Salão do Automóvel

Seguindo com a tecnologia, o Audi A6
conta com o parking pilot
e o garage pilot
. Ambos os recursos manobram o sedã de forma autônoma, dentro e fora de uma vaga de estacionamento, ou garagem. O motorista pode sair do carro antes de ativar o comando e monitorar o processo usando o aplicativo myAudi
no seu celular. O parking pilot
e o garage pilot
fazem parte do pacote de assistência ao estacionamento.

Outros pacotes incluem: o City, que vem com o cross assist
(leitura de tráfego); o Tour , trazendo o controle de cruzeiro adaptativo, que intervém na direção para manter o carro na pista; e o pacote Efficiency Assit , que segundo a Audi, proporciona um estilo eficiente de condução, pois ajuda a prever reações e a ler condições externas.

LEIA MAIS: Audi mostra o novo R8 de corrida no Salão de Paris, adiantando sua reestilização

Todos os motores do novo A6 vêm com tecnologia de mototes híbridos
. O seu funcionamento acontecerá por meio de uma partida de alternador, que com ajuda de uma correia, trabalha em conjunto com uma bateria de íons de lítio. Com isso, o sedã pode rodar com motor desligado, entre 55 km/h e 160 km/h.

Já a função start-stop é ativada em velocidades até 22 km/h e o motor é religado depois da parada. Durante a desaceleração, o sistema recupera até 12 kW de energia. Em condições reais, segundo declarações oficiais, a tecnologia reduz o consumo de combustível em até 0,7 litro a cada 100 km rodados.

LEIA MAIS: Audi A4 Avant x Mercedes C300 Estate: uma dupla contra os SUVs

O motor é um 3.0 TFSI V6, que rende 340 cv e 50 kgfm de torque,  o que é suficiente para acelerar o sedã de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos. A velocidade máxima é de 250 km/h, limitada eletronicamente. Enquanto isso, o câmbio é o automático S tronic, de dupla embreagem e sete marchas.

O interior do novo A6 cresceu em relação ao seu antecessor.  Agora o carro conta com mais espaço para as pernas de quem vai sentado no banco traseiro, bem como para a cabeça e para os ombros, tanto na dianteira, quanto na traseira também. Além disso, a tampa do porta-malas pode ser aberta eletricamente com um movimento de chute, como no SUV Q5, que virá ao Salão do Automóvel
em um pacote de comodidade e tecnologia.

Comentários Facebook
Advertisement

Carros e Motos

BMW F750 GS e F850 GS chegam à linha 2020 com mais equipamentos

Published

on

By

BMW F750 GS e F850 GS arrow-options
Divulgação

BMW F50 GS e F 850 GS da linha 2020: modelos com apelo aventureiro da marca alemã passam a ter novos aperfeiçoamentos

Lançadas no ano passado, as novas BMW F750 GS e F850 GS montadas em Manaus (AM) recebem novidades para a linha 2020. Todos os modelos ganham novos equipamentos de série, ao mesmo tempo em que a diferença de preço para o kit baixo, que custava R$ 1 mil adicionais na configuração mais em conta, agora não é mais oferecido. Além disso, a 750 passa a oferecer o painel digital em TFT na versão Premium, que antes só existia na 850. A recém-lançada F850 GS Adventure não passou por modificações.

LEIA MAIS: BMW começa a produzir as motocicletas F 750 GS e F 850 GS em Manaus

O modelo de entrada BMW F750 GS , na versão Sport , passa a vir com luz diurna e piscas de LED igual às versões mais caras, além do banco “conforto”, de superfície mais larga. Já a F750 GS Premium agora é equipada com o painel TFT que conta com conectividade (conexão com smartphone), chave presencial (a partida passa a ser por botão) e monitoramento da pressão dos pneus, que possibilita consulta da pressão dos pneus no computador de bordo da moto.

LEIA MAIS: Triumph Tiger 800 e 1200 chegam com descontos de até R$ 7 mil

Na superior F850 GS Premium , que antes tinha o painel TFT apenas no pacote mais caro, agora o item passa a ser de série. Fora isso, o equipamento padrão agora inclui também a chave presencial, monitoramento da pressão dos pneus, cruise control (“piloto automático”), suporte para malas laterais e banco conforto.

LEIA MAIS: Cinco infrações que suspendem a habilitação de motociclistas na hora

Por fim, a versão “Premium +” adiciona a preparação para GPS (que permite instalar o aparelho BMW Navigator) e o kit baixo de suspensão e bancos, que permite maior controle para condutores de menor estatura. Segundo a BMW , as novidades atendem às demandas de quem busca aliar bom desempenho a um design sofisticado.

Veja os preços das versões a seguir:

F 750 GS Sport – R$ 43.950

F 750 GS Sport Premium e Premium Kit Baixo – R$ 47.950

F 850 GS Premium e Premium Kit Baixo – R$ 51.950

F 850 GS Premium + – R$ 54.950

F 850 GS Adventure Premium e Premium Kit Baixo – R$ 60.950

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas