conecte-se conosco


Agro Veracidade

Aprosoja-MT recebe Certificado de Responsabilidade Social da AL

Publicado

Fortalecimento Institucional

Aprosoja-MT recebe Certificado de Responsabilidade Social da AL

Foram entregues a cinquenta e cinco empresas, associações e cooperativas

ALMT

19/11/2019

O trabalho de responsabilidade social, desenvolvido pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso-Aprosoja-MT, foi reconhecido pela Assembleia Legislativa do Estado durante sessão solene realizada na última quinta-feira, 14 de novembro, em Cuiabá. Esta é a 14ª edição da concessão dos Certificados de Responsabilidade Social, criado pela Casa de Leis em 2002, por meio da Lei nº 7.687. 

Para o diretor administrativo da Aprosoja-MT, Lucas Costa Beber, que em sua fala representou outras nove empresas homenageadas, é mais que uma honra receber a certificação. “A Aprosoja representa seis mil produtores que buscam contribuir para o desenvolvimento do Estado. Não fazemos um trabalho social visando reconhecimento e sim, queremos contribuir com a sociedade e inspirar outras entidades”, pontuou.

Entre os trabalhos desenvolvidos pela Aprosoja, está o programa Agrosolidário, que por meio do Soja Vida distribui um complemento alimentar, a bebida de soja, para mais de 72 instituições, como hospitais, creches, abrigos e já alcançou mais de 22 mil atendimentos, diretos e indiretos, só neste ano.

Leia mais:  Mapa irá auditar serviço veterinário do RS em setembro

Lucas Costa Beber destacou que a Aprosoja-MT também realiza outras ações e apoia projetos como o da Fundação Vôlei Kids que ajuda mais de 600 crianças com a prática de esporte, o projeto que forma atletas do Karatê, e o projeto Flauta Mágica. “Também contribuímos com seis leitos infantis na UTI do Hospital de Câncer e desenvolvemos outros trabalhos aqui no Estado. Nós só temos a agradecer a Assembleia Legislativa por esse reconhecimento e parabenizar pela iniciativa”, enfatizou.

A sessão solene foi presidida pelo presidente da Assembleia, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) que enalteceu o trabalho social desenvolvido pelas instituições contempladas. “A responsabilidade social é a empresa não visar só lucro, mas também ter responsabilidade com o meio ambiente, com as pessoas que vivem em sua comunidade. Essas empresas vêm contribuindo para termos uma sociedade mais justa e mais humana para todos”, ressaltou Botelho.

Os Certificados de Responsabilidade Social foram entregues a cinquenta e cinco empresas, associações e cooperativas, da capital e do interior, que foram aprovadas para receber o selo.

Leia mais:  Ministra negocia com BNDES redução de juros de dívidas rurais

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA
Comentários Facebook
publicidade

Agro Veracidade

Ministério celebra Dia Mundial do Solo com debate sobre produção sustentável

Publicado

por

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento realizou nesta quinta-feira (5) seminário para marcar o Dia Mundial do Solo. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) com o objetivo de aumentar a conscientização sobre a importância de manter os solos saudáveis para garantir a sustentabilidade ambiental e o bem-estar humano.

O tema escolhido para a celebração deste ano foi “Pare a erosão do solo, salve nosso futuro”. A programação do seminário incluiu painéis sobre projetos estratégicos desenvolvidos pelo Mapa, como o Águas do Agro e o Plano ABC, que promoveu de 2009 a 2018 a implementação de tecnologias sustentáveis de produção em quase 60 milhões de hectares no país.

Na abertura do seminário, o representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, enfatizou que para prevenir e minimizar a erosão dos solos, os agricultores e outros usuários da terra devem adotar práticas de manejo sustentável, manter o solo com cobertura vegetal e promover a conservação de água.

“Estamos celebrando um tesouro embaixo dos nossos pés, que hospeda um quarto da biodiversidade do nosso planeta e provê aproximadamente 95% da nossa comida. Solos saudáveis são a base para habitats saudáveis para todos os seres vivos”, declarou Zavala.  Segundo a ONU, a cada 5 segundos, o mundo perde uma quantidade de solo equivalente a um campo de futebol. 

Além da erosão, Zavala citou outros problemas que tem afetado os solos em todas as regiões do mundo, como salinidade, acidificação, compactação, impermeabilização, perda de biodiversidade e de carbono orgânico, ocasionados por uso inapropriado e insustentável da terra e acabam provocando perda de produtividade agrícola.

Leia mais:  Oficina discute ações para prevenção e controle da resistência aos antimicrobianos em animais

Pronasolos

Os secretários de Política Agrícola, Eduardo Sampaio, e de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, Fernando Camargo, participaram da cerimônia. Eles destacaram a importância do tema e citaram ações do Mapa na área, como o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) e o programa Pronasolos, que pretende mapear todos os tipos de solos do país.

“Quando a gente fala de agricultura inteligente, precisamos conhecer o solo. Como a gente vai fazer a agricultura 4.0, digital, sem conhecer nosso solo? Por isso, precisamos avançar com Pronasolos, que é o grande programa de mapeamento dos solos do Brasil. A grande meta para 2020 é colocar o Pronasolos em andamento, porque o solo é muito importante para a nossa agropecuária”, disse Camargo.

O evento contou ainda com a participação de representantes de instituições parceiras do Mapa no desenvolvimento de estudos e projetos relacionados à conservação do solo, como a Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, a Embrapa Solos, a Embrapa Milho e Sorgo, a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação e a Agência Reguladora de águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa-DF).

Leia mais:  Ministra negocia com BNDES redução de juros de dívidas rurais

 Informações à imprensa:Débora Brito
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas