Connect with us

Economia

Após três meses de queda, vendas do comércio varejista sobem em agosto, diz IBGE

Publicado em


Vendas no comércio varejista crescem após três meses de quedas; dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira
Fernando Frazão/Agência Brasil

Vendas no comércio varejista crescem após três meses de quedas; dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira

Depois de três meses consecutivos de taxas negativas, as vendas no comércio varejista voltaram a crescer em agosto. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (11).

Leia também: Vendas do comércio caem pelo terceiro mês seguido e já acumulam perdas de 2,3%

O índice, que havia acumulado queda de 1,5% nesses últimos meses (1,2% em maio, 0,2% em junho e 0,1% em julho), marcou crescimento de 1,3% de julho para agosto. Dessa forma, a queda no comércio varejista
foi praticamente compensada, revertendo o quadro de baixas.

O aumento das vendas de agosto de 2017 para o mesmo mês em 2018 foi registrado em sete das oito atividades comerciais pesquisadas. O mercado de tecidos, vestuário e calçados foi o que apresentou resultados mais positivos, com 5,6% de crescimento.

Combustíveis e lubrificantes marcaram 3% positivos e artigos de uso pessoal e doméstico, 2,5%, seguido de móveis e eletrodomésticos, com 2%. Logo atrás, itens de farmácia e cosméticos, produtos alimentícios e bebidas, e material para escritório também pontuaram positivamente.

O único setor pesquisado que apresentou taxas negativas no mês foi livros, jornais, revistas e papelaria, que caiu 2,5%. O setor vem registrando quedas nos seus índices desde maio.

Leia também: Comércio e serviços devem gerar 59 mil empregos até o fim de ano, diz CNDL

Ainda segundo os dados da pesquisa do IBGE, as vendas do comércio varejista também cresceram quando comparadas ao mesmo período do ano passado, em agosto de 2017. De lá para cá, o aumento das vendas foi de 4,1% – o melhor resultado para o mês nos últimos quatro anos.

O instituto aponta, ainda, avanço de 2,6% neste ano e crescimento de 3,3% nos últimos 12 meses.

No caso do varejo ampliado
 – que inclui as vendas de veículos, motos e materiais de construção – as taxas também surpreenderam positivamente, aumentando 4,2% entre julho e agosto.

Vendas do comércio varejista por estado


Comércio varejista tem alta maior na Paraíba e no Acre; dos 27 estados brasileiros, 24 tiveram ampliação nas vendas
Moisés Silva

Comércio varejista tem alta maior na Paraíba e no Acre; dos 27 estados brasileiros, 24 tiveram ampliação nas vendas

Dos 27 estados da federação, 24 registraram uma ampliação das vendas
. Os destaques ficam para a Paraíba, que apresentou crescimento de 7,5%, e para o Acre, com 7,1%. Ontem (10), a Tendências Consultoria divulgou um  estudo sobre a pobreza extrema
no Brasil, em que o Acre apresentou o maior crescimento de miséria nos últimos quatro anos.

Ainda segundo o IBGE, os estados de Tocantins (-2,0%) e Piauí (-0,5%) foram os únicos que registraram variações negativas nas vendas do comércio varejista
, de 2% e 0,5%, respectivamente. Roraima ficou estável.

Comentários Facebook
Advertisement

Economia

Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões nesta quarta-feira; veja os números

Published

on

Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões nesta quarta-feira
Felipe Moreno

Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões nesta quarta-feira

A Caixa Econômica Federal realizou nesta quarta-feira (10) o sorteio 2.509 da Mega-Sena com prêmio estimado em R$ 7 milhões. A Caixa deve divulgar os vencedores nas próximas horas. Em caso de nenhum acerto das seis dezenas, o prêmio irá acumular e se aproximar de R$ 16 milhões no próximo sorteio.

08 – 37 – 39 – 50 – 59 – 60

Como participar do próximo sorteio? O próximo concurso da Mega-Sena acontece no sábado (6), às 20h. É possível apostar até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio , em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa do país.

Também é possível apostar pela internet. O bilhete simples da Mega-Sena, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram  e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Como apostar online na Mega-Sena? Para aqueles que apostarem pela internet, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma. Veja aqui como apostar.

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são outra opção viável.

Como funciona a Mega-Sena? O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha. Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como Teimosinha.

Premiação da Mega-Sena Os prêmios costumam iniciar em, aproximadamente, R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. Dessa forma, o valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor.

Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante. O prêmio total da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas