Connect with us

Tecnologia

Anatel prorroga gratuidade da ligação de orelhões em 11 estados do País

Publicado em


Empresa que opera telefones públicos em 25 estados brasileiros mais o Distrito Federal foi punida pela Anatel com extensão da gratuidade em 11 deles
Repordução

Empresa que opera telefones públicos em 25 estados brasileiros mais o Distrito Federal foi punida pela Anatel com extensão da gratuidade em 11 deles

Usuários do mobiliário urbano de telefonia pública – os chamados orelhões – de 11 estados brasileiros não pagarão para fazer ligações locais e de longa distância pelos próximos seis meses. A decisão foi tomada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) como punição à Oi por descumprir a cota mínima de aparelhos em funcionamento em cada região.

Leia também: Anatel aplica multas de R$ 30 milhões à A. Telecom e de R$ 18 milhões à Oi

Dessa forma, segundo a Anatel
, os usuários de orelhão poderão realizar ligações a partir desses aparelhos gratuitamente até 31 de março de 2019 em nove estados da região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte) e dois na região Norte (Amazonas e Amapá).

Nesses estados, para usar a gratuidade para fazer as ligações, o usuário não precisa sequer utilizar um cartão telefônico, basta fazer a chamada utilizando o prefixo (31) da operadora antes do DDD ou do número desejado.

Na última medição, o estado de Roraima estava incluído na gratuidade, mas na medição realizada em 30 de agosto, a Oi conseguiu cumprir os requisitos de disponibilidade mínimos exigidos pela Agência, dessa forma, a partir da próxima segunda-feira, 1º de outubro, as ligações nesse estado poderão voltar a ser cobradas.

Ainda segundo a Anatel, as chamadas de orelhão
permanecerão gratuitas até que as metas de disponibilidade sejam alcançadas, mas esse prazo será de no mínimo seis meses já que a próxima aferição será feita em 28 de fevereiro de 2019, nela será indicado os estados em que as ligações poderão ser cobradas a partir de 1º de abril de 2019.

Leia também: MP abre processo contra Oi Móvel por desrespeitar Código de Defesa do Consumidor

A medida punitiva adotada pela Anatel começou a valer em 2015 e faz parte do Plano de Revitalização da Telefonia de Uso Público. Na ocasião ficou acertado que aferições seriam realizadas pela Agência a cada seis meses e que as punições seriam progressivas: começando pela gratuidade
em chamadas locais para números fixos; chamadas interurbanas para fixos; chamadas locais para celulares; até o estágio atual de chamadas interurbanas para celulares.

Mesmo com essa punição, alguns estados como o Amazonas nunca atingiram o percentual mínimo exigido. Isso porque, na maioria dos casos, manter um orelhão significa prejuízo para operadora, dado que a receita obtida por esses terminais não cobre os gastos com sua disponibilidade e manutenção.

Ainda assim, vale destacar, Espírito Santo, Santa Catarina, Sergipe e, agora, Roraima, são exemplos de que estados onde os percentuais melhoraram desde o início da série histórica e atingiram o mínimo exigido pela Anatel. Assim, eles se juntaram ao grupo dos locais onde a Oi poderá voltar a cobrar pelas ligações.

Leia também: Contratos de TV por assinatura e telefone móvel caem e de banda larga fixa sobem

O critério utilizado pela Anatel
e acordado no Plano de Revitalização da Telefonia de Uso Público é de que 90% dos orelhões instalados e auferidos estejam em funcionamento.

Comentários Facebook
Advertisement

Tecnologia

Xiaomi lança Redmi Note 9S no Brasil com bateria que dura dois dias

Published

on


.
Redmi Note 9S arrow-options
Reprodução

Xiaomi lança Redmi Note 9S


A Xiaomi anunciou o Redmi Note 9S no Brasil nesta segunda-feira (20) em um evento online. O smartphone intermediário chega ao país custando a partir de R$1799 em pré-venda, valor competitivo para as especificações interessantes que o dispositivo traz. 

Um dos maiores chamativos do modelo é o conjunto de quatro câmeras traseiras, com lente principal de 48MP. As demais lentes são uma macro, uma ultra-wide e um sensor de profundidade. 

Isso permite que o Redmi Note 9S produza fotografias tanto com campo mais aberto quanto de objetos bastante próximos com qualidade. Além disso, o smartphone consegue entregar efeitos queridos pelos usuários, como o modo retrato com fundo desfocado. 

Uma novidade da câmera do smartphone é que ela tem um modo de digitalização de documentos, que otimiza as imagens. Além disso, a Google Câmera, que melhora imagens, já vem integrada ao dispositivo.

Leia também: Celular da Xiaomi roda Windows 10; confira

Já a câmera frontal é de 16MP. Bons recursos estão presentes no modo selfie , como o efeito retrato, a foto panorâmica, vídeos em câmera lenta e full HD. A lente frontal fica localizada em um pequeno notch em formato de círculo no topo da tela, otimizando o espaço.

Bateria poderosa 

Outra especificação interessante do Redmi Note 9S é a bateria poderosa. Com 5020 mAh, a promessa é de que o smartphone tenha autonomia de até mais de dois dias, dependendo da frequência de uso. Além disso, o carregamento rápido suporta 18 watts. 

A respeito do processamento, o Redmi Note 9S vem com chipset Snapdragon 720G de oito núcleos. O processador gamer permite que o celular rode jogos com tranquilidade. O aparelho tem opções com 4GB e 6GB de memória RAM. Também há duas opções de armazenamento interno, com 64GB ou 128GB.

Leia também: Xiaomi lança boné inteligente contra a calvície

O celular é lançado com Android 10 , e a versão da interface adaptada da Xiaomi é o MIUI 11.

O modelo

O Redmi Note 9s é a versão global do Redmi Note 9 Pro, lançado no início de março da Índia. O lançamento global do modelo aconteceu no dia 23 de março e, agora, ele desembarca no Brasil. 

O smartphone tem especificações intermediárias premium e chega ao país com a expectativa de agradar pelo bom custo-benefício. Esse é justamente o motivo pelo qual a Xiaomi tem ganhado bastante destaque por aqui, com seus modelos intermediários ocupando o topo das listas de celulares mais buscados. 

O Redmi Note 9S chega com 6,67 polegas e proteção de Gorila Glass 5 na parte frontal e traseira, incluindo as câmeras. O debloqueio da tela pode ser feito por reconhecimento facial ou por impressão digital – o sensor fica localizado na lateral direita do aparelho, prometendo mais conforto.

Leia também: Celular da Xiaomi explode e empresa culpa usuário

O celular começa a ser vendido no Brasil em duas versões. A pré-venda já começou e vai até às 23h de hoje (20) ou enquanto durarem os estoques. A venda posterior não tem data para começar. O modelo com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento vai custar R$2799 (ou R$1799 para quem comprar hoje), enquanto a versão com 6GB de RAM e 128GB de memória será vendida por R$2999 (ou R$1999 para quem comprar hoje). Ambos estão disponíveis nas cores branco glacial, azul aurora e cinza interestelar.

Especificações completas do Redmi Note 9S

  • Tamanho: 6,67 polegadas
  • Resolução da tela: 1080 x 2400
  • Proteção: Gorilla Glass 5
  • Cores: Branco glacial, azul aurora e cinza interestelar
  • Sistema operacional: Android 10, MIUI 11
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 720G
  • Memória RAM: 4GB/6GB
  • Armazenamento interno: 64GB/128GB
  • Bateria: 5020 mAh
  • Câmera frontal: 16MP
  • Câmera traseira: Sensor principal de 48 MP; Sensor secundário de 8 MP (ultra-wide 190º); Sensor de 5 MP (Macro) Sensor de 2 MP (profundidade)
Fonte:

Comentários Facebook
Continue Reading

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas