conecte-se conosco


Política Nacional

Alexandre Frota leva bolo ao Congresso para comemorar 1 ano do caso Queiroz

Publicado

source
Frota com bolo arrow-options
Reprodução

Alexandre Frota leva bolo ao Congresso para comemorar um ano do Caso Queiroz


O deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) aproveitou um momento de descontração durante depoimento de Joice Hasselmann (PSL-SP)na CPI das Fake News para lembrar que o caso Queiroz comemorou um ano nesta quarta-feira. O parlamentar levou um bolo e até acendeu vela, não sem antes lembrar o motivo.

O ato foi registrado pelo senador e líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), que estava ao lado do deputado.


Eleito pelo PSL, como apoiador de Jair Bolsonaro, Alexandre Frota rachou com o governo e foi expulso do partido, migrando depois para o PSDB. Desde então, o parlamentar virou um dos principais opositores da família Bolsonaro e um dos que cobram para que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj, Fabrício Queiroz, preste depoimento sobre transações bancárias suspeitas no período em que atuava na Assembleia.

Leia mais:  Psol vai à Comissão de Ética contra promoção de filho de Mourão no BB

Leia também: Com 77% dos votos, Frota ganha prêmio de ‘maior arrependido com Bolsonaro’

A denúncia sobre as movimentações bancárias suspeitas de Fabrício Queiroz foram apresentadas pelo Coaf e, na época, divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Carlos Bolsonaro diz que já jogou bomba caseira em cachorro

Publicado

por

source
Carlos falando ao microfone arrow-options
Caio César/CMRJ

Carlos admitiu que jogou bomba em cachorro porque ele “não para de latir”

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) disse em conversa com colegas parlamentares na Câmara Municipal do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (4) que já jogou uma bomba caseira em um cachorro. A informação é do colunista Ancelmo Gois, que ainda diz que o artefato é conhecido como o nome de “Malvina”.

De acordo com o colunista, o animal era de um vizinho do vereador e ele disse que fez isso porque o cachorro “não parava de latir”. Na conversa, Carlos não revelou se o artefato atingiu o animal e se ele ficou ferido.

Leia também: Carlos Bolsonaro pretendia cria uma Abin paralela, acusa Joice Hasselmann

O ato cometido pelo vereador configura crime de maus tratos e cabe punição de detenção e pagamento de multa.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Leia mais:  Moro se reúne com Alcolumbre para discutir apoio ao pacote anticrime
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas