conecte-se conosco


Policial

Agentes da Semob que atropelaram moto-taxista são afastados

Publicado

Câmera de segurança de uma rua do Bairro Altos da Serra II, em Cuiabá registrou o momento exato em que um carro da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) atropela um moto-taxista nesta terça-feira (3).

Conforme relatos, dois agentes estavam na região realizando uma fiscalização de veículos privados e pediram a vítima que parasse, mas o homem que segundo eles, já tinha sido parado em uma blitz desrespeitou a ordem e tentou fugir, mas na fuga perdeu o controle da direção e caiu.

A versão dada pelos agentes foi desmentida através das imagens registradas por uma câmera de segurança instalada na rua, que mostra exatamente o momento do atropelamento, seguido de uma perseguição. Após o fato os próprios agentes acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que socorreu o motociclista e levou ele para uma unidade de saúde. Ele teve ferimentos leves e passa bem.

Indignados com o ocorrido, populares apedrejaram o carro da Semob utilizado no atropelamento. O veículo ficou com os vidros completamente destruídos.

Leia mais:  Polícia Civil prende autor de furto e recupera veículo em Nova Xavantina

Após a repercussão do vídeo, o Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) tomou conhecimento do caso e pediu afastamento imediato dos agentes envolvidos. O caso será investigado e os agentes podem até ser exonerados.

A Prefeitura de Cuiabá emitiu uma nota esclarecendo as medidas tomadas: “O prefeito Emanuel Pinheiro tomou conhecimento do vídeo nesta madrugada e já determinou imediata medidas punições cabíveis. Inclusive, com  afastamento e ou, exoneração dos respectivos servidores. 

Cabe ressaltar, que atitudes como estas são repudiadas pela gestão Emanuel Pinheiro – que prima pelo respeito e humanização à população, por meio dos serviços públicos”.

Veja vídeo abaixo:

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Policiais civis garantem pódio no 1º Campeonato de Parajiu-jitsu em Barra do Garças

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Os investigadores de polícia, Amarildo Fernandes e Adão Lopes, participaram do primeiro evento de Parajiu-jitsu, na modalidade Nogi (sem Kimono), realizado na entre os dias 18 e 19 de janeiro, em Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

O evento, promovido pela Federação Brasileira de Jiu-jitsu Paradesportivo, é considerado um marco histórico da arte suave e aconteceu no tatame da Gracie Barra Prêmio, sob a responsabilidade de líderes da inclusão social do mundo.

Os dois investigadores participantes da competição subiram ao pódio, obtendo excelente resultado para a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu e representando a Polícia Civil de Barra do Garças. O investigador, Amarildo Fernandes, foi o campeão da categoria B, Nogi (sem kimono) e segundo lugar categoria absoluto também na categoria Nogi. 2º lugar categoria B, parajiu-jitsu e o 3º lugar categoria absoluto.

Já o investigador, Adão Lopes, conquistou o segundo lugar na categoria máster 1, azul, até 90 quilos, Pelo grande desempenho, a equipe AB Brazilian Jiu-jitsu também levou o 3º lugar entre equipes.

Leia mais:  Casal de traficantes é preso com drogas, munições e dinheiro na Capital

Para Amarildo, que aos dois anos de idade, se tornou portador de visão monocular, através do esporte é possível perceber a capacidade de ir além, independente de qualquer adversidade, pois a vontade de vender e superar faz que atleta seja referência de resiliência e superação.

“Apesar das dificuldades, nunca perdei a esperança que algo maravilhoso aconteceria em minha vida. É o grande dia de fazer história no mundo do parajiu-jitsu, me sinto honrado em ser o primeiro paratleta a lutar um evento desse nível, juntamente a outros grandes guerreiros, cada um com sua história de superação”, disse o investigador.

Os investigadores idealizam um projeto futuro pra atender menores sem condições financeiras, incentivando a prática de esportes, através das artes marciais.

Um atleta na categoria B – (blind) se espelha em samurai ….“Para nós, um pequeno incômodo nos olhos, um simples cisco, é capaz de gerar grandes frustrações. Para eles, ser completamente incapaz de enxergar os torna capaz de ser letal perante seus oponentes”, completou o policial.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de dupla envolvida em roubos na região metropolitana

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas