conecte-se conosco


Saúde

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir desta segunda-feira

Publicado


A suspensão dos planos de saúde, que tem caráter temporário, passa a valer a partir desta segunda-feira
Agência Brasil

A suspensão dos planos de saúde, que tem caráter temporário, passa a valer a partir desta segunda-feira

A comercialização de 46 planos de saúde de 13 operadoras está suspensa a partir desta segunda-feira (11) por decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A medida, anunciada pela agência no último dia 1º, é temporária e acompanha os resultados trimestrais do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que monitora o desempenho do setor.

Leia também: SUS suspende distribuição do autoteste de HIV após Anvisa identificar falhas

A mesma avaliação permitiu a retomada, também a partir desta segunda, da venda de outros sete planos de saúde de duas operadoras, que haviam sido suspensos anteriormente.

De acordo com a ANS , a suspensão temporária da comercialização de planos de 13 operadoras se deu em função de reclamações sobre cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento e rede de atendimento, entre outras. A medida foi anunciada antes do carnaval, com base em reclamações de beneficiários no último trimestre de 2018.

Leia mais:  Casos e mortes por aids noBrasil caem 16% nos últimos quatro anos, diz boletim

Leia também: Casos de dengue no Brasil aumentam 149% em janeiro deste ano

Confira a lista dos planos suspensos :

SALUTAR SAÚDE SEGURADORA S/A

  • SALUTAR 600 MAIS
  • SALUTAR 600
  • SALUTAR 800 MAIS
  • SALUTAR 600
  • Especial Adesão sem Coparticipação sem Franquia
  • Clássico – Emp Estadual QC Sem FM
  • ESPECIAL
  • Salutar Clássico Adesão Enfermaria Sem Co-Part ou Franquia
  • Salutar Clássico Empresarial Enf Sem Co-Part ou Franquia

UNIMED NORTE/NORDESTE-FEDERAÇÃO INTERFEDERATIVA DAS SOCIEDADES COOPERATIVAS DE TRABALHO MÉDICO

  • COLETIVO POR ADESÃO PLUS – UNNE
  • COLETIVO POR ADESÃO BÁSICO – UNNE
  • COLETIVO POR ADESÃO APART
  • COLETIVO POR ADESÃO ENFERMARIA

CAIXA DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DA FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE – CAPESESP

  • CAPESAÚDE Assistência Superior I

AMI – ASSISTÊNCIA MÉDICA INFANTIL LTDA

  • Flex I – Enfermaria
  • Diamante I – Enfermaria
  • Diamante II – Apartamento
  • Master I – Enfermaria
  • Master II – Apartamento

UNIMED NATAL SOC. COOP. DE TRAB. MÉDICO

  • UNICOL II
  • UNI GREEN AD C-E

UNIMED VALE DO AÇO COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO

  • Unimed Nacional Enfermaria
  • AMBULAT + HOSPITALAR COM OBSTETRÍCIA – QUARTO PRIVATIVO
Leia mais:  Cigarro eletrônico vira epidemia entre os jovens nos Estados Unidos

UNIMED-RIO COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO DO RIO DE JANEIRO

  • Unimed Delta 2 PPE
  • Unimed Personal Quarto Coletivo 2
  • Unimed Alfa 2
  • Unimed Beta 2
  • Unimed Delta 2
  • Unimed Ômega Plus PPE
  • Unipart Beta 2 (0114)
  • Unimed Delta
  • UniPart Singular
  • UniPart Alfa 2 Dental
  • UniPart Rio Básico QP

AMEPLAN ASSISTÊNCIA MÉDICA PLANEJADA LTDA

  • Plano Executivo
  • PLENO PFE
  • AMEPLAN SENIOR PFE
  • Plano Executivo
  • Plano Especial

AMENO ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA.

  • PLANO REGIONAL GLOBAL
  • PLENUS PJ

POSTAL SAÚDE CAIXA DE ASSISTÊNCIA E SAÚDE DOS EMPREGADOS DOS CORREIOS

  • CorreiosSaúde II

COOPUS PLANOS DE SAÚDE LTDA

  • 130.1.3

HOSPITAL BOM SAMARITANO S/S LTDA

  • PLANSAÚDE ESPECIAL
  • PLANSAÚDE PLUS

HALSA OPERADORA DE MEDICINA DE GRUPO LTDA

  • EMPRESARIAL REFERÊNCIA GR.MUM

“Os planos de saúde suspensos só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas melhorias”, informou a agência. Eles atendem, juntos, a cerca de 570 mil beneficiários, que não são afetados pela medida. A assistência médica continua valendo para quem já é cliente, mas novas vendas não podem ser feitas.

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Hospital aplica anticoncepcional vencido em pacientes na zona leste de SP

Publicado

por


hospital
Reprodução/Facebook

Hospital Tibe Setúbal, na zona leste de São Paulo

Ao menos seis mulheres que tiveram filhos recentemente na maternidade do Hospital Municipal Tide Setúbal, no distrito de São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, receberam anticoncepcional com prazo de validade vencido. As informações são do jornal  Agora

Leia também: Homem morre com granada no bolso durante atendimento em Hospital no Rio

Desde 2016, hospitais da rede municipal oferecem o medicamento conhecido como Implanon, um implante inserido sob a pele do braço da mulher, utilizado para evitar a gravidez. Mulheres em situação de rua ou dependentes químicas podem adquirir o anticoncepcional gratuitamente. Em abril deste ano, o serviço também foi estendido para adolescentes de até 17 anos em situação de vulnerabilidade social. 

O lote do medicamento, que tem duração total de 36 meses, chegou ao Hospital Tide Setúbal em setembro de 2019 e estava vencido desde 4 de março deste ano. No entanto, uma das médicas do hospital percebeu o problema apenas no dia 14 de maio.

Leia mais:  Fake news das antigas, movimento antivacina segue com força nas redes sociais

As seis pacientes que já haviam tido o contraceptivo injetado foram avisadas para retornar ao hospital. Além disso, de acordo com o jornal, outras duas funcionárias do local também receberam o medicamento. Duas unidades do lote de Implanon ainda teriam sido cedidas no dia 7 de maio ao Hospital Professor Alípio Corrêa Neto, na mesma região.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que tomou conhecimento do problema apenas quando foi informada pelo jornal, nessa segunda-feira (20). O órgão informou ainda que alertou 23 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 10 maternidades que fornecem o medicamento. 

Leia também: Jovem de 25 anos passa mal e morre após fazer aplicação de silicone nos glúteos

O servidor Sandro Xavier Bezerra, que faz parte do Condefi (Conselho Deliberativo e Fiscalizador) da Autarquia Hospitalar Municipal, protocolou uma denúncia no Ministério Público para investigar o caso. A direção do Tide Setúbal afirmou que quatro pacientes já retiraram os implantes do anticoncepcional, enquanto as outras duas já agendaram o processo. 

Leia mais:  Polícia do Rio faz operação contra desvio de recursos da saúde em São Paulo

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas