conecte-se conosco


Mato Grosso

MT Hemocentro completa 25 anos salvando vidas em Mato Grosso

Publicado

Fundado em 15 de março de 1994, o MT Hemocentro completa 25 anos de trabalho voltado para salvar vidas diariamente. O único banco de sangue público do Estado é responsável pela execução da Política Nacional de Sangue do Ministério da Saúde, que contempla diversos serviços ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e garante a cobertura hemoterápica e hematológica de qualidade à população de Mato Grosso.

Diretora da unidade especializada, Silvana Salomão destaca que a data é comemorada pelos servidores com a sensação de dever cumprido. De acordo com ela, os números são motivadores e revelam essa satisfação.

Por ano, a média de doações de sangue na sede e coleta externa realizada pelo Hemobus chega a 18 mil bolsas – sendo que cada bolsa pode salvar quatro vidas. No interior, são mais 12 mil bolsas coletadas em Hospitais Regionais administrados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), cujos bancos de coleta são coordenados pelo MT Hemocentro.

Além desses serviços, por mês, são tratados aproximadamente 700 pacientes no ambulatório do banco de sangue, que recebem transfusão de concentrado de hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipitado (para paciente com doença autoimune).

Doadores

O setor de Captação de Doadores de Sangue busca sensibilizar a população para o ato da doação de sangue, utilizando ferramentas de humanização e estratégias educativas, a fim de fidelizar os doadores e efetivar parcerias habituais com empresas e instituições representativas da sociedade em geral.

Leia mais:  Setasc participa de 1º Seminário da Assistência Social de MT

“A doação de sangue deve ser voluntária, anônima e altruísta, não devendo o doador, de forma direta ou indireta, receber qualquer remuneração ou benefício em virtude de sua realização, o que torna a tarefa do MT Hemocentro ainda mais desafiadora. Dessa forma, é atribuição da Captação de Doadores de Sangue instigar e mobilizar a sociedade para ser doadora voluntária. Essa é uma tarefa diária e o acesso às informações seguras e verídicas sobre a doação de sangue, com objetivo de assegurar a segurança transfusional, são realizadas de maneira rotineira por meio de palestras externas, eventos públicos e reportagens”, enfatizou a diretora do MT Hemocentro, Silvana Salomão.

A missão de conquistar novos doadores é executada por uma equipe de multiprofissionais; as tarefas desenvolvidas são coordenadas por profissionais de Serviço Social, de Pedagogia, Enfermagem, Psicologia, Comunicação Social, com apoio de Técnicos Administrativos.

O trabalho não consiste apenas na coleta de doação. A captação desenvolve também a manutenção dos estoques sanguíneos e, para tal, torna-se imprescindível em todos os serviços de hemoterapia, cotidianamente, o incentivo às campanhas, parcerias de doação de sangue e a fidelização dos doadores, explica Salomão.

Durante a atuação dos profissionais da Captação de Doadores, percebe-se, ainda hoje, que o tema envolve mitos e tabus comuns em qualquer área do país, com relação ao medo do desconhecido, temor sobre a dor ou possibilidade de contaminação, tamanho da agulha, regularidade das doações, afinar ou engrossar as veias, por exemplo.

Leia mais:  Governo inaugura trincheira em Cuiabá nesta sexta-feira (28)

Por isso, a diretora conclui o assunto ao reforçar que, para desmitificar essas crenças, é importante educar a população sobre a importância da doação de sangue de forma responsável e consciente.

Serviço

O MT Hemocentro atende à demanda sanguínea dos prontos-socorros de Cuiabá e de Várzea Grande, do Hospital Universitário Júlio Müller, do Hospital Municipal São Benedito e do Hospital Metropolitano de Várzea Grande. A unidade também é suporte para as 16 unidades de Coleta e Transfusão distribuídas na Hemorrede Estadual.

Para mais informações ou agendamento de campanha para a coleta de doação interna e externa (Hemobus), entre em contato pelo número: (65) 3623-0044.

Para agendar palestra, Hemotur, doação por aférese ou campanha, entre em contato:

Fone: 3623-0044. Ramal 221.

E-mail: comunicahemocentro@ses.mt.gov.br

Sugestão de Pauta

O quê: MT Hemocentro comemora 25 anos salvando vidas.

Dia: 15 de março de 2019 (sexta-feira)

Horário: 08h

Café da manhã com homenagem aos doadores fidelizados mais antigos.

Local: MT Hemocentro, Rua 13 de Junho, Centro-Sul, 1055.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

PM encerra ciclo de palestras com objetivo de interiorizar ações de prevenção

Publicado

por

Na solenidade de encerramento do 4º Ciclo de Assistência Social, Saúde e Bem-Estar do Policial Militar (4º Cassbem), evento realizado entre segunda e sexta-feira (18 a 22), a Coordenadoria de Assistência Social (CAS) anunciou a ampliação e interiorização dos serviços de prevenção ao estresse, aos transtornos, comportamentos suicidas e outras doenças entre os integrantes da Polícia Militar mato-grossense.

O 4º Ciclo ofertou aos policiais 14 palestras com assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, bem como orientações e esclarecimento a respeito de serviços nas áreas da Assistência Social, Saúde e do Direito.

Segundo o coordenador de Assistência Social da PM e líder na organização do evento, major Diego Tocantins, as atividades integram parte da política do serviço de assistência social, porém estavam restritos aos policiais das unidades mais próximas de Cuiabá.

“Isso acontece em decorrência da distância e outras questões estruturais. Agora, a equipe da CAS já está planejando a interiorização. Esses eventos têm o objetivo de prevenir de doenças mentais e físicas, a exemplo do estresse agudo, depressão e comportamento suicida”.

A proposta, destaca Diego Tocantins, é levar o policial à uma vida mais saudável ou, caso o policial já tenha alguma doença, a uma melhor compreensão sobre sua situação e ao tratamento adequado. E ainda, despertar nele um olhar mais atencioso ao colega, tornando-o capaz de se sensibilizar e saber se o companheiro de farda precisa de ajuda.

Leia mais:  Servidora da Secitec cria startup que ajuda pais a encontrar babá para filhos

De acordo com dados do Serviço de Perícia Médica do Estado, nos últimos cinco anos, um total de 629 policiais militares, uma média de 125 ao ano, se afastaram das atividades laborais para tratamento médico por causa do estresse e de doenças comportamentais e transtornos. 

O comandante geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, elogiou a organização, o comprometimento da equipe da CAS e os temas abordados. Assis destacou a importância de cuidar preventivamente da saúde da tropa, já que são profissionais que integram uma das carreiras mais estressantes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Assis defendeu a interiorização das ações preventivas e disse que a CAS contará com o apoio dele para atender os policiais lotados nas unidades dos 13 comandos regionais do interior de Mato Grosso.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas