conecte-se conosco


Política MT

Deputado abre os trabalhos da Comissão de Agropecuária e destaca números da cadeia produtiva

Publicado

Foto: Marcos Lopes

Nesta quinta-feira (13) aconteceu a primeira reunião da Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária. Na reunião ordinária ficou determinado pelos membros que a equipe técnica fará um convite para a secretária de estado de Meio Ambiente, para o presidente do INCRA e para o presidente do INTERMAT para participarem da próxima reunião, no dia 03 de abril.

Os chefes dos órgãos deverão responder questionamentos sobre a regularização ambiental e apresentar um panorama das questões fundiárias no Estado.

De acordo com o presidente da Comissão, deputado Ondanir Bortolini – Nininho (PSD) será muito importante a participação dos convidados para esclarecer dúvidas, apresentar a atual situação da regularização ambiental (CAR) e da regularização fundiária (APF). 

O presidente ainda ressaltou a importância do início dos trabalhos para dar celeridade principalmente nos processos de regularização fundiária. 
“Este trabalho tem muito a contribuir nesse momento de dificuldade que vive o Estado. Precisamos fazer com que aumente a arrecadação e a geração de emprego. E para isso iremos trabalhar dando celeridade nos processos de regularização, porque quando regulariza uma área de um cidadão, que espera há mais de 15 anos, ele poderá com o título na mão buscar linha de crédito, fazer projeto de manejo, de desmate e daí sim produzir gerando emprego e renda”, disse Nininho. 

Leia mais:  Comissões realizam reunião de instalação nesta terça-feira

O presidente levou à Comissão a notícia de que o Estado de Mato Grosso no mês de fevereiro foi o campeão de produção de carne bovina. “Presidi a CPI dos Frigoríficos e trabalhamos para quebrar o monopólio que existia na cadeia de Frigoríficos, o que fez com que novas plantas abrissem e então o credenciamento dessas plantas para exportação, elevando o estado ao patamar de campeão em exportação de carne bovina”, disse o parlamentar. 

“Na CPI fizemos um trabalho para elevar a alíquota do ICMS na comercialização do boi em pé abatido no Estado, a alíquota que era de 4% passou a ser 7%, e isso foi fundamental para fortalecer a indústria da carne no Estado”, lembrou Nininho. 

PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA 
A exportação de carne bovina atingiu os melhores índices no mês de fevereiro com uma receita de US$ 87,97 milhões provenientes do embarque de 23,4 mil toneladas em 2019. Este é o melhor resultado desde 2014 e coloca Mato Grosso na liderança de exportações brasileiras de carne. Fonte (SINDIFRIGO).

Leia mais:  Frente Parlamentar será criada em defesa das Apaes

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Personalidades da indústria serão homenageadas hoje com a Medalha do Mérito Industrial

Publicado

por

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Doze personalidades da indústria mato-grossense que se destacaram ao longo da história na consolidação deste importante segmento, serão homenageadas em Sessão Plenária Especial nesta sexta-feira (24) com a “Medalha do Mérito Industrial”. A iniciativa é do deputado Carlos Avallone (PSDB), através do Projeto de Resolução nº 104/2019, aprovado recentemente na Assembleia Legislativa.

A Medalha do Mérito Industrial homenageia personalidades estaduais que merecem reconhecimento público por relevantes serviços prestados ao setor industrial. A Medalha trará no anverso a imagem de representação estilizada da Usina de Itaici, circundada na sua borda pelos dizeres “Mérito Industrial” e no reverso o Brasão de Armas do Estado de Mato Grosso. Os agraciados tem seus nomes aprovados pela Comissão Permanente de Indústria, Comércio e Turismo e receberão a honraria na semana que antecede o Dia da Indústria, comemorado anualmente em 25 de maio.

O deputado Carlos Avallone (PSDB) destaca a importância de homenagear pessoas que contribuíram significativamente para a consolidação da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), fundada em 25 de novembro de 1975. A principal entidade de representação das indústrias mato-grossenses é composta pelas entidades do Sistema S (Senai, Sesi e Instituto Euvaldo Lodi) e tem 38 sindicatos filiados de diversos segmentos industriais.

Leia mais:  ALMT fará força-tarefa para resolver crise na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá

“Há 44 anos a Fiemt realiza ações voltadas ao desenvolvimento e à integração da indústria mato-grossense no contexto nacional e internacional, participando da formulação das políticas econômicas e sociais do estado e da região Centro-Oeste. Hoje temos mais de dez mil indústrias em Mato Grosso, que geram mais de 140 mil empregos, segundo dados de 2017. A indústria representa 16% do PIB do Estado e responde por 37,2% da arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do Estado. Pela importância do segmento num estado em franco processo de industrialização, que agrega valor à produção primária e gera milhares de empregos, considero justa a homenagem e o estímulo aos novos empreendedores”, disse o deputado Avallone.

Em sua dinâmica de atuação para trabalhar em prol da indústria, a Fiemt conta atualmente com 13 conselhos temáticos voltados para fomentar a competitividade das unidades fabris estabelecidas em Mato Grosso. O Serviço Social da Indústria (Sesi) mantém seis unidades na capital e interior, oferecendo serviços de saúde e segurança no trabalho, educação e lazer aos trabalhadores industriais e as comunidades locais.

Leia mais:  População do Araguaia quer manutenção do traçado original da ferrovia "FICO"

Já o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial totaliza 12 unidades em oito municípios, visando atender as principais necessidades da economia e do setor industrial local. O SENAI apoia 25 áreas do setor por meio da educação profissional e prestação de serviços técnicos e tecnológicos.

Serão homenageados com a Medalha do Mérito Industrial os ex-presidentes da Fiemt, Otacílio Borges Canavarros, João Barbuino Curvo Neto (In Memoriam), Ari Wojcik, Carlos Antônio de Borges Garcia, Alexandre Furlan, Nereu Luiz Pasini, Mauro Mendes Ferreira e Jandir José Milan. Também serão agraciados os empresários João Nicolau Petroni, Luiz Carlos Lomba Mello, Leopoldo Mário Nigro e Arquimedes Pereira Lima (In Memoriam).

Esta semana, em reunião na sede da ALMT, o atual presidente da Fiemt, Gustavo Pinto Coelho de Oliveira, entregou ao fundador e primeiro presidente da entidade, Otacílio Canavarros, cópia da Carta Sindical através da qual o Ministério do Trabalho autorizou o funcionamento da Federação mato-grossense, na presença do deputado Carlos Avallone.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas