conecte-se conosco


Mato Grosso

Confira a cotação de preços dos principais produtos da agricultura familiar

Publicado

Os preços das frutas e verduras comercializadas nas feiras de Cuiabá já estão disponíveis para consulta. Esta semana o quilo da banana nanica está a R$ 2,10 e o quilo do tomate pode ser encontrado nas bancas a R$ 5,00.  A tabela é válida até o dia 20 de março.

A cotação de preços do Prohort é realizada semanalmente por técnicos da Secretaria de Agricultura Familiar (Seaf), Empresa Mato-grossense de Pesquisa e Extensão (Empaer) e Prefeitura de Cuiabá, na Central de Abastecimento de Cuiabá, levando em conta o preço mínimo, mais comum e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino.

Para acessar o preço de todos os 40 produtos divulgados pela cotação nacional dos preços do Prohort clique no link: http://www.prohort.conab.gov.br

Confira abaixo a lista completa

Abobrinha (KG)  R$ 3,15

Abobora Cabotiã ( KG) R$ 1,75

Alface Crespa  (DZ)   R$ 15,00

Maxixe  (KG)   R$ 5,31

Berinjela (KG)   R$ 2,08

Beterraba (KG)   R$ 2,61

Vagem (KG)   R$  7,50

Leia mais:  CGE investiga empreiteiras para apurar fraudes no MT Integrado

Couve  (KG)   R$ 1,25

Cenoura (KG)   R$ 2,50

Mandioca ( KG) R$ 0,90

Abacaxi Pérola (UNID) R$ 3,75

Banana Nanica  (KG)   R$ 2,10

Banana da Terra ( KG ) R$ 2,25       

Laranja Pêra  (KG)   R$ 1,80

Limão Tahiti (KG)   R$ 1,36

Maçã Nacional (KG)   R$ 3,25

Mamão Formosa (KG)   R$ 2,00

Melancia (KG)   R$  1,50

Manga (KG)   R$ 4,66

Melão Amarelo (KG)   R$ 3,75

Maracujá Azedo (KG)   R$ 5,66

Repolho (KG)   R$ 1,80

Tomate (KG)   R$ 5,00

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

PM encerra ciclo de palestras com objetivo de interiorizar ações de prevenção

Publicado

por

Na solenidade de encerramento do 4º Ciclo de Assistência Social, Saúde e Bem-Estar do Policial Militar (4º Cassbem), evento realizado entre segunda e sexta-feira (18 a 22), a Coordenadoria de Assistência Social (CAS) anunciou a ampliação e interiorização dos serviços de prevenção ao estresse, aos transtornos, comportamentos suicidas e outras doenças entre os integrantes da Polícia Militar mato-grossense.

O 4º Ciclo ofertou aos policiais 14 palestras com assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, bem como orientações e esclarecimento a respeito de serviços nas áreas da Assistência Social, Saúde e do Direito.

Segundo o coordenador de Assistência Social da PM e líder na organização do evento, major Diego Tocantins, as atividades integram parte da política do serviço de assistência social, porém estavam restritos aos policiais das unidades mais próximas de Cuiabá.

“Isso acontece em decorrência da distância e outras questões estruturais. Agora, a equipe da CAS já está planejando a interiorização. Esses eventos têm o objetivo de prevenir de doenças mentais e físicas, a exemplo do estresse agudo, depressão e comportamento suicida”.

A proposta, destaca Diego Tocantins, é levar o policial à uma vida mais saudável ou, caso o policial já tenha alguma doença, a uma melhor compreensão sobre sua situação e ao tratamento adequado. E ainda, despertar nele um olhar mais atencioso ao colega, tornando-o capaz de se sensibilizar e saber se o companheiro de farda precisa de ajuda.

Leia mais:  Ação conjunta da PM e Civil resulta na prisão de quadrilha de alta periculosidade que agia em Mirassol

De acordo com dados do Serviço de Perícia Médica do Estado, nos últimos cinco anos, um total de 629 policiais militares, uma média de 125 ao ano, se afastaram das atividades laborais para tratamento médico por causa do estresse e de doenças comportamentais e transtornos. 

O comandante geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, elogiou a organização, o comprometimento da equipe da CAS e os temas abordados. Assis destacou a importância de cuidar preventivamente da saúde da tropa, já que são profissionais que integram uma das carreiras mais estressantes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Assis defendeu a interiorização das ações preventivas e disse que a CAS contará com o apoio dele para atender os policiais lotados nas unidades dos 13 comandos regionais do interior de Mato Grosso.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas